27 outubro 2021 2:20 am
21.3 C
Rio Branco
27 outubro 2021 2:20 am

Noite de Ícaro que antecedeu morte de Jonhliane foi de festa regada a uísque, cerveja e mulheres

Festa

Ac24horas
- Publicidade-

A Polícia Judiciária do Acre ainda monta o quebra cabeça que visa provar que na manhã do último dia 6, os jovens Ícaro Pinto e Alan Araújo promoviam um “racha” quando um dos carros, a BMW dirigida por Ícaro atingiu em cheio a moto, modelo Biz, dirigida pela jovem Jonhliane. Peritos trabalharam durante toda quinta-feira (20) na análise de cada trecho percorrido pelos veículos minutos antes do trágico acidente. A reportagem do ac24horas teve acesso a informações que revelam detalhes de tudo que aconteceu antes da tragédia. Uma mistura explosiva de imprudência, direção e bebidas alcoólicas.

A única certeza que se tem até o momento é que quando Jonhliane Souza saiu para trabalhar no feriado do dia 06 de agosto, nunca imaginou que pegaria pela frente um tráfego de carros luxuosos, a maioria em alta velocidade, com motoristas que, segundo testemunhos tinham passado à noite em festa regada a uísque e mulheres. As imagens do circuito de câmeras de estabelecimentos comerciais próximos do local do acidente, mostram em vários momentos, a jovem trafegando na faixa direita, conduzindo com prudência sua moto até momentos antes de ser atingida em cheio pela BMW dirigida por Ícaro José da Silva Pinto.

O carro do acusado, uma BMW, era apenas um dos luxuosos veículos que estacionaram e passaram a noite na rua Juscelino Kubitscheck, no bairro Raimundo Melo, no Buffet do Stenio.

Segundo o que a reportagem apurou, Alan Araújo de Lima, identificado como “o motorista da rodada” era o único sóbrio durante toda festança. Willian Brandão Espíndola, um dos convidados da noite, contou em depoimento à Polícia Civil que Alan era o responsável por transportar “meninas” para o ambiente regado a uísque e cerveja.

Uma terceira pessoa, identificada como Katerine, era a responsável pelos “contatos” das garotas convidadas para o evento supostamente transportadas por Alan Araújo.

Os sinais de que algo poderia acabar errado começaram quando, segundo Hosken – organizador do evento – perdeu o controle de quem entrava e saia do Buffet. Ele confessou à Polícia Judiciária que ficou bêbado por volta de 1h da manhã do dia 06.

Mais tarde, por volta das 6h20, Hosken recebeu uma ligação telefônica de Ícaro lhe informando precisar de uma carona porque ele [Ícaro] tinha sofrido um acidente.

Dirigindo ainda sob efeito de bebida alcoólica, Hosken, em posse de um veículo Ford Ranger foi ao encontro de Ícaro que já tinha atropelado a jovem Jonhliane Souza e fugido da cena do crime. Ícaro foi resgatado andando a pé de mãos dadas com a namorada Hatsue. Foi Hosken quem levou Ícaro para a casa da namorada.

Imagens do circuito comercial mostram que Alan Araújo, que dirigia o Fusca naquele dia, acusado de estar fazendo racha com Ícaro, retorna ao local do acidente, conversa com frentistas do Posto de Combustível localizado em frente a um Supermercado e sai em seguida.

Ícaro, como relatou Hosken, saiu da cena do crime sem prestar nenhum tipo de socorro à vítima que ficou estirada ao chão. A Polícia Civil não sabe se alguém ajudou Ícaro sair da cena do crime antes de o mesmo ser resgatado.

O ac24horas apurou que o Ministério Público pretende denunciar Diego e Alan assim que o inquérito for fechado. A expectativa é que isso ocorra até setembro.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS