25 outubro 2021 9:52 pm
21.3 C
Rio Branco
25 outubro 2021 9:52 pm

Fumaça de queimadas ativa alarme de incêndio de prédio em Rio Branco: ‘susto grande’, diz síndica

G1 AC
- Publicidade-

O alarme de incêndio de um prédio que abriga mais de 200 moradores no bairro Morada dos Sol, em Rio Branco, disparou na madrugada de quinta-feira (27). motivo teria sido a intensa fumaça que se acumulava no hall de entrada do local. Muitas pessoas chegaram a descer assustadas com a possibilidade de um incêndio.

“É porque o nosso sensor é muito sensível, então, qualquer fumaça, até de cigarro, se tiver muito próximo, ele dispara. No dia em que disparou, estava tomado aqui o hall de entrada de fumaça e o sensor apitou”, contou a síndica do prédio, Fernanda Lage.

Fernanda explicou que cada andar tem seu sensor e se, por exemplo, pega fogo em um andar, pelo painel dá para saber em qual foi para que os moradores possam tomar providências mais rápido.

“Mas, até verificarmos que foi alarme falso, muitas pessoas chegaram a descer e chateia porque talvez ocorra uma situação que realmente seja necessário, as pessoas podem achar que é outro alarme falso”, lamentou a síndica.

No caso do disparo de quinta, a síndica afirmou que os bombeiros não foram acionados porque não teve fogo e a fumaça que chegou ao local também não era de nenhuma ocorrência próxima ao prédio.

“Nosso alarme passa por manutenção rotineiramente, então, estava tudo certo. Temos os extintores todos em dia, então, a gente só teve a prudência de olhar no painel para se certificar. Fizemos uma circular para os moradores explicando que o tempo seco demais e as queimadas provocaram o incidente e pedimos que eles ficassem atentos com a situação” explicou.

Fumaça intensa

A fumaça intensa tem se intensificado nos últimos dias em Rio Branco. No início desta sexta (28), por exemplo, foi difícil ver o sol. Isso porque uma cortina de fumaça deixou a cidade encoberta, consequência dos efeitos das queimadas que se intensificam nesta época do ano.

Em coletiva de imprensa nesta sexta, onde foi apresentado o balanço da Operação Focus II, o relatório técnico da Secretaria de Meio Ambiente do Acre (Sema) apontou que de 1º de janeiro a 27 de agosto foram registrados pelos satélites de referência Instituto de Pesquisas Espaciais (Inpe) mais de 2,5 mil focos de queimadas, dos quais mais de 2 mil foram registradas de 1º a 27 de agosto, ou seja, 81% dos focos acumulados de janeiro até o momento.

A diretora Executiva da Sema, Vera Reis, disse que a fumaça vem de todos os lados e com isso aumentam os casos de doenças respiratórias registrados no estado, só em consequência da fumaça.

“Na verdade, a fumaça vem de todos os lados. Nós temos áreas queimando dentro de Rio Branco, especialmente naquela área de resíduos inertes. A gente tem um fogo lá que dificilmente vai apagar essa semana. Continua a queimada, mas todo o trajeto da Transacreana tem apresentado focos de calor nos últimos dois dias e essa fumaça se desloca com a massa de ar, então, nossos medidores estão demonstrando que a concentração de material particulado está chegando ao Centro da cidade, para vocês verem como há um prejuízo local”, disse Vera.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS