27 outubro 2021 4:55 am
21.3 C
Rio Branco
27 outubro 2021 4:55 am

Em áudio, suposto membro de facção diz que filho de ex-juiz eleitoral será morto; autor dos áudios diz que era brincadeira

Sentença

Ithamar Souza, Ecos da Notícia
Ícaro estava dirigindo carro que está no nome de seu pai e causou acidente (Foto: Reprodução)
- Publicidade-

Na tarde desta quinta-feira (6), vazaram dois áudios de um suposto membro de facção falando que Ícaro Teixeira Pinto, 33 anos, filho do ex-juiz eleitoral José Teixeira Pinto, “será morto se não for embora daqui.”

Ícaro é acusado de atropelar Jhonliane Paiva de Souza, de 30 anos. O acidente aconteceu na manhã desta quinta-feira (6), na Avenida Antônio da Rocha Viana, em Rio Branco, enquanto Ícaro dirigia um carro BMW 328i que pertence a seu pai.

Jhonliane morreu após sofrer o acidente (Foto: Divulgação)

Nos áudios de poucos segundos, o suposto membro de facção diz que ninguém precisa pagar para executar o filho do ex-juiz eleitoral. “Que 1.500 (valor pelo assassinato)? Vão matar é de graça macho, os caras são da bichona, da “Neném”, os caras são da frente. Os caras vão matar ele é com força se ele não for embora daqui”.

 

Já em outro áudio, o suposto faccionado diz: “A sentença dele já está rolando e sendo rodada com os caras, porque ele tem uns brother aí que são (membros da facção) também e estão querendo defender ele, bota fé mano”, finalizou.

 

Na Delegacia de Flagrantes (Defla), o delegado platonista disse à reportagem que “a lei diz que se ele se apresentar voluntariamente, ele não pode ser preso, apenas presta o depoimento e é liberado”. Se passar 24 horas após o ocorrido e for pedida a prisão do acusado, onde ele for encontrado, será preso por força de mandado de prisão.

Mulher não resistiu e morreu antes de receber socorro (Foto: Ithamar Souza/Ecos da Notícia)

Existe um indicativo que Ícaro se apresente ainda hoje na Delegacia de Flagrantes, juntamente com o advogado da família. A mãe do acusado, Alcilene Gurgel, não comentou o assunto.

Esta matéria foi atualizada às 13h41 desta sexta (7) para adição de informações.

Homem diz que áudio sobre “sentença” de morte a filho de ex-juiz era brincadeira

(Redação)

Um homem que seria o autor de áudios que falam sobre uma “sentença de morte” a Ícaro Teixeira Pinto, filho de ex-juiz eleitoral, acusado de atropelar e matar uma trabalhadora de 30 anos, disse que as gravações que repercutiram nas redes sociais se tratavam apenas de uma brincadeira.

“Vão matar é de graça macho, os caras são da bichona, da “Neném”, os caras são da frente. Os caras vão matar ele é com força se ele não for embora daqui”, dizia uma das gravação de voz.

Após os áudios vazarem e serem veiculados na imprensa, o homem disse que era apenas uma brincadeira que ele estava fazendo com um amigo pelo WhatsApp. “Isso aí foi eu que mandei pra um amigo meu, que mandou pra um grupo”.

O homem esclareceu ainda que ele e os amigos não fazem parte de facções. “Esse rapaz (amigo que estaria conversando com ele e espalhou o áudio), não tem nada a ver com facção”, afirma.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS