23 outubro 2021 2:53 am
26.3 C
Rio Branco
23 outubro 2021 2:53 am

Cidades do Acre com maiores investimentos na saúde tiveram menos casos de Covid-19

ac24horas
- Publicidade-

Os impactos da pandemia no Acre representam uma prova de fogo para a gestão pública nesse ano considerado atípico, em função da paralisação de vários setores econômicos e do enfrentamento à Covid-19.

Treze gestores colocam seu nome à julgamento dos eleitores no próximo dia 15 de novembro. Certamente, os resultados positivos alcançados na luta em favor da vida somarão muito na hora de o eleitor decidir em quem depositar nova confiança para os destinos de sua cidade nos próximos quatro anos.

Curiosamente, quem mais investiu em saúde pública em 2020, o prefeito Elson Farias, da cidade de Jordão, no Purus, não concorre à reeleição. Os dados são do Tribunal de Contas da União, têm como base os gastos entre os meses de janeiro e junho.

Segundo levantamento feito pelo ac24horas, o desembolso por habitante em Jordão foi de R$ 291 entre os meses de janeiro à junho deste ano. A cidade foi a última a registrar o primeiro caso de Covid-19 no Acre, no dia 2 de junho. Segundo o Portal Covid-19, o município é o que tem o menor número de infectados, um total de 81. Apenas uma pessoa morreu durante a pandemia.

Em segundo lugar na aplicação dos recursos por habitante, destaca-se o município de Capixaba, com R$ 280. A cidade está entre as cinco com menor número de casos, um total de 226, com 7 óbitos confirmados. O prefeito é o Joãozinho do MDB, ele concorre à reeleição este ano.

Porto Walter é o terceiro no ranking de investimentos com aplicação de R$ 269 por habitante. O município administrado pelo prefeito José Barbary, teve apenas um óbito e 232 casos confirmados de Covid-19.

As cidades consideradas maiores, onde se concentra o maior número de habitantes, os gastos chegam a ser 50% menor. Rio Branco, por exemplo, com mais de 400 mil pessoas, investiu R$ 155 por habitante no mesmo período. A prefeita Socorro Neri concorre à reeleição com apoio do governador Gladson Cameli. A capital tem 9.356 infectados. 356 pessoas foram à óbito somente em Rio Branco.

Em Cruzeiro do Sul, segunda maior cidade do Estado, o prefeito Ilderlei Cordeiro investiu um percentual maior, totalizando R$ 210 por habitante. Com 2.844 infectados, número que pode ser bem maior – há 60 dias não se realiza testes – 53 pessoas perderam a vida por causa da pandemia. Cordeiro ainda não decidiu se é pré-candidato à reeleição.

O município de Feijó, sexto no ranking de contaminação (765 casos confirmados) foi quem menos investiu em saúde nos seis primeiros meses do ano. Segundo o TCU, o desembolso por habitante foi apenas de R$ 126. Kiefer Cavalcante é pré-candidato à reeleição.

Com R$ 542 investidos por habitante, o governo do Acre é quem mais investiu por habitante. Em 2019 o desempenho na saúde foi menor do que os recursos totais aplicados por habitante em 2018. No primeiro ano de gestão Gladson Cameli investiu R$ 1.050 por habitante. Em 2018 essa aplicação foi um pouquinho maior, chegou aos R$ 1079. Os dois anos não sofreram com nenhum tipo de pandemia.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS