18 outubro 2021 2:13 pm
31.3 C
Rio Branco
18 outubro 2021 2:13 pm

Brasil pagará R$ 1,3 bilhão a laboratório inglês para ter acesso à vacina de Oxford contra a Covid-19

Extra
- Publicidade-

Brasília – O presidente Jair Bolsonaro editou nesta quinta-feira uma medida provisória (MP) que libera cerca de R$ 2 bilhões em crédito extraordinário para a produção e disponibilização de 100 milhões de doses da vacina candidata contra a Covid-19 desenvolvida pelo laboratório AstraZeneca, em parceria com a Universidade Oxford, da Inglaterra. Deste total, a maior parte, R$ 1,3 bilhão, será para pagamentos à AstraZeneca, previstos no contrato de Encomenda Tecnológica O imunizante está na terceira e última fase de testes e será produzido no Rio, pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), a partir de dezembro.

— O governo federal reforça mais uma vez o seu compromisso em salvar vidas. Com essa medida provisória, estamos garantindo a aplicação de recursos em uma vacina que tem se mostrado a mais promissora do mundo. O investimento é significativo, não apenas no seu valor, quase R$ 2 bilhões, mas também aponta para a busca de soluções que permitam ao Brasil desenvolver tecnologias para a proteção dos brasileiros — declarou o ministro interino da Saúde, general Eduardo Pazuello, após o presidente assinar da MP.

A vacina está em estudo clínico com testes em voluntários no Rio de Janeiro, em São Paulo e na Bahia. O governo assumiu parte dos riscos tecnológicos do desenvolvimento do imunizante para garantir o futuro acesso prioritário do Brasil ao produto, além de assegurar a transferência de tecnologia, permitindo que a fórmula seja produzida aqui.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS