20 outubro 2021 2:57 pm
31.3 C
Rio Branco
20 outubro 2021 2:57 pm

Bolsonaro homenageia Exército e defende militares na política

Comemoração

Portal R7
- Publicidade-

O presidente Jair Bolsonaro aproveitou o lançamento do programa habitacional Casa Verde e Amarela nesta terça-feira (25) para fazer uma homenagem ao Exército brasileiro no Dia do Soldado. Bolsonaro citou alguns integrantes militares de sua equipe e, em nome deles, fez uma defesa da participação das Forças Armadas no governo.

Mencionou Duque de Caxias, patrono do Exército, em sua argumentação. “Para aqueles que teimam em dizer que os militares não podem participar de política, aqueles poucos, uma frase dele: Minha espada não tem partido. E eu complementaria: ‘O partido de todos nós é o Brasil'”, disse o presidente.

Ao comentar o novo programa habitacional, afirmou que “a bola agora está com o Parlamento”. Se houver mudança no texto, declarou em tom conciliatório que certamente será para aprimorá-lo, mas confia na aprovação da proposta.

Mais com menos

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho afirmou pouco antes de Bolsonaro que com esse programa o governo “fará muito mais com muito menos”.

O Casa Verde e Amarela vai permitir, segundo ele, que o Brasil tenha a menor taxa de juros da história do programa habitacional. “Esse governo foi empreendedor, diligente e teve a parceria do Congresso Nacional para fazer as mudanças necessárias no sistema macroeconômico que nos possiblitam hoje ter uma situação ombreada com as principais democracias do mundo.”

O ministro observou que o capital especulativo está fugindo do país e pode mesmo ir embora, em sua opinião. “O que nos interessa é o investimento em médio e longo prazo, que gere emprego e renda.”

Mutirão para renegociar dívidas

De acordo com Marinho, a taxa de juros do programa será de 4,25% nas regiões Norte e no Nordeste e 4,50% no restante do país. “Mais de um milhão de famílias no Brasil vão poder participar do sistema habitacional, e elas eram impedidas em função da determinação de que apenas 30% de suas rendas poderiam ser comprometidas com as prestações.”

O ministro também disse que o programa permite renegociar as dívidas de mutuários da Faixa 1, que ganham até R$ 1.800, que teria hoje uma inadimplência próxima de 40%. “A partir de agora podemos fazer um grande esforço para que 500 mil famílias retomem à normalidade econômica.”

Ele anunciou um grande mutirão, em parceria com a Caixa, para renegociar as dívidas dos brasileiros com programas habitacionais assim que acabar a pandemia do novo coronavírus.

O presidente da Caixa Econômica Federal, Pedro Guimarães, afirmou que o programa é uma “melhora daquilo que já existe”. “Você não precisa reinventar a roda, o que é fundamental é aprimorar a eficiência de coisas que já funcionam.”

Pedro Guimarães disse que nunca a Caixa teve tanto lucro e nunca teve notas tão altas de governança. Isso porque em sua visão a instituição decidiu ter as menores taxas em todas as linhas em que estiver presente.

O presidente da Febraban (Federação dos Bancos do Brasil), Isaac Sidney, opiniou que quem ajudou o Brasil a sair da crise foi a “ação coordenada entre o governo, o Congresso e a socidade civil”.

Ele também elogiou a criação do auxílio emergencial pelo governo e o programa de manutenção de empregos. “O Brasil foi um dos poucos países do mundo em que o crédito cresceu durante a pandemia. Nós, do setor financeiro e bancário, não faltamos com o nosso compromisso com o país.”

Segundo ele, o programa Casa Verde e Amarela ajudará o setor de construção civil a atrair investimentos.

De acordo com release do governo federal, o Casa Verde e Amarela tem como meta atender 1,6 milhão de famílias de baixa renda, “com moradia digna e o menor juro da história para financiamentos”. O programa buscará a regularização fundiária de 2 milhões de moradias.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS