16 janeiro 2022 4:53 am
22.3 C
Rio Branco
16 janeiro 2022 4:53 am

Corpos são amontoados no chão em Belém do Pará, que entra em colapso funerário pelo coronavírus: “Caos”

Mortes

G1
-------- Continua depois da Publicidade--------

RCom aumento de 222% nas mortes em uma semana, Belém, capital do Pará, entrou em colapso funerário neste sábado (2), quando repórteres da TV Globo flagraram corpos de vítimas do coronavírus amontoados no chão em uma das câmaras frigoríficas instaladas em área cedida pelo Instituto Médico Legal (IML) ao Serviço de Verificação de Óbito da Secretaria de Saúde do Pará (Sespa).

“Tá cheio aí, meu amigo. Tá um caos. Caos”, diz um funcionário do local, paramentado com roupa para evitar a contaminação.

O número de mortes por Covid-19 no Pará aumentou 222% em uma semana, e saltou de 95, no dia 25 de abril, para 306 neste sábado (2). O crescimento é muito superior à média nacional de 68% registrada no mesmo período, conforme dados do Ministério da Saúde.

Neste sábado, a Sespa confirmou a morte de mais 10 pessoas infectadas pelo coronavírus no Pará. Além dos óbitos, mais 101 casos de pacientes foram identificados, somando 3460 infectados pela Covid-19 no Estado. Mas há claros indícios de que haja uma grande subnotificações de mortes e casos.

Na porta do IML, uma tenda foi armada na parte de fora do prédio para atender os familiares que aguardavam a liberação dos corpos, enquanto carros funerários fazem fila para tentar buscar os cadáveres.

A sobrecarga do sistema funerário deriva também do esgotamento da capacidade de atendimento do sistema de saúde. Em Belém, todos os 125 leitos de UTI, os 1.118 de enfermaria e 90 leitos de observação estão ocupados – 95% são pacientes com suspeita ou confirmação de contaminação pelo novo coronavírus. Em todo o estado, a ocupação de leitos exclusivos para UTI está em 91%, segundo o governo do estado.

-------- Continua depois da Publicidade--------
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS