Pesquisa aponta que Rio Branco tem quase 22 mil infectados pelo coronavírus | Ecos da Notícia
Siga-nos

Rio Branco,

Pesquisa aponta que Rio Branco tem quase 22 mil infectados pelo coronavírus

G1 AC

Desde o início da pandemia, a subnotificação vem sendo um dos problemas mais comuns em todos o estados. Isso porque a orientação é que apenas pessoas com sintomas façam os testes e foi pensando em mostrar um cenário mais real da Covid-19 nas cidades que a Universidade Federal de Pelotas fez um estudo em 133 cidades com coleta de dados e mais de 245 mil entrevistas.

O levantamento aponta que Rio Branco teria 21.995 pessoas que estão ou já tiveram com Covid-19. O número é sete vezes maior do que o registrado pelas secretarias municipal e estadual, que contabilizam, até o boletim de segunda-feira (25), 3.135 casos da doença na capital.

Isso implica dizer que 5,4% da população rio-branquense já foram contaminados pelo novo coronavírus, o que faz a cidade aparecer entre as cinco com a porcentagem de infectados pela doença proporcionalmente.

O estudo revela ainda que 54% da população na capital cumpre o isolamento social, mas aparece como um das piores nesse quesito. O maior percentual de isolamento é de Santa Catarina, onde, segundo a pesquisa, 69% da população cumpre medidas de distanciamento. A pior capital deste ranking é Alagoas, com índice de 48,8%.

A pesquisa

Financiada pelo Ministério da Saúde, a pesquisa possui três fases. O estudo é um dos maiores do mundo sobre a extensão da pandemia da Covid-19.

Os dados foram coletados entre 14 e 21 de maio, quando pesquisadores do Ibope, com equipamentos de proteção individual, fizeram 25.025 entrevistas e aplicando também testes rápidos.

Medidas mais duras

Desde os primeiros casos de Covid-19, que foram registrados em Rio Branco no dia 17 de março, a prefeitura tem tomada medidas duras. A última delas foi decretar o rodízio de veículos, onde placas de número par só podem rodar em dias pares, já as placas de número ímpar, só podem rodar em dias ímpares. Na segunda-feira, que passou a valer o decreto, a capital registrou um dos maiores índices de isolamento.

Esta semana, a prefeitura tambémdestacou uma Urap para reforçar os atendimentos a casos de Covid-19. A Unidade de Referência de Atenção Primária (Urap) Maria Barroso, na região da Baixada da Sobral, em Rio Branco, passa a atender e fazer testes em pacientes com sintomas leves do novo coronavírus. Os atendimentos começaram nesta segunda-feira (25) sem agendamentos.

Escreva seu comentário

Informamos aos nossos caros leitores que a Equipe Ecos da notícia não se responsabilizará pelas consequências jurídicas
sobre os comentários divulgados.