7 dezembro 2021 3:03 am
23.3 C
Rio Branco
7 dezembro 2021 3:03 am

Plano de Contingência de combate à Covid-19 priorizará ações na saúde, segurança, ação social e economia

Agência Acre
-------- Continua depois da Publicidade--------

Durante a reunião para analisar o Plano de Contingência para o combate à Covid-19 no Acre, foram estabelecidas as prioridades de novas ações do Governo do Estado. Depois de apresentados os gráficos do crescimento da pandemia e os recursos hospitalares disponíveis, o governador Gladson Cameli estabeleceu quatro pontos principais para proteger a população dos efeitos da crise gerada pela doença.

Entre as prioridades está o compromisso de não atrasar o pagamento dos servidores estaduais, para ajudar a economia. Serão feitos mais investimentos importantes na estrutura hospitalar da saúde para atender os contaminados. A ação social será outro pilar destacado para ajudar as famílias mais necessitadas. O reforço nas forças de segurança pública para manter a paz nos municípios acreanos também será considerado prioritário.

O encontro aconteceu no escritório do governador, nesta terça, 28. Estavam presentes o chefe da Casa Civil, Ribamar Trindade; o procurador-geral, João Paulo Setti; o secretário de Saúde, Alysson Bestene; a secretária de Comunicação, Silvânia Pinheiro; e a secretária da Fazenda, Wanessa Brandão. Além das equipes técnicas das respectivas pastas.

Ao analisar o Plano de Contingência, que sofre constantes mudanças conforme as curvas de contágio se revelam, o governador Gladson Cameli anunciou mais cortes em despesas do governo.

“Vamos priorizar todas as ações na saúde e contingenciar todo tipo de despesas que não sejam necessárias no momento e possam ser postergadas para depois de passada essa crise. Vamos otimizar todos os recursos que temos para vencermos essa luta contra a pandemia,” afirmou.

Aumento significativo de testagem

Gladson lembrou ainda que o Estado aumentará a sua capacidade de testar possíveis infectados pelo coronavírus. Num primeiro momento, a verificação sairá de 50 para 200 testes diários, ainda essa semana. Consequentemente, os números oficiais de casos confirmados irão crescer nos próximos dias.

“Queremos passar a realidade para a nossa sociedade, informando a verdade daquilo que está acontecendo. As pessoas devem ter a consciência da gravidade da situação. Todos os colaboradores do Estado estão empenhados no combate à pandemia. No entanto, observo que muitos não estão conscientes do caos que esse vírus está causando no mundo. Cabe a mim como governador mostrar a real situação e nos prepararmos para diminuirmos a dor das pessoas”.

Flexibilização do “isolamento” para igrejas e comércios

Uma outra questão debatida na reunião foi a flexibilização do isolamento social. Existe a possibilidade da retomada de algumas atividades no próximo dia 4 de maio. Mas tudo dependerá dos números de infectados dos próximos dias e também da observação das normas de segurança para evitar novos contágios.

“Estamos empenhados analisando essa situação nesta semana. Teremos muito mais testes disponíveis para termos uma noção exata do número de infectados no Acre. Assim teremos uma base para vermos a progressão dos casos no estado. Dependendo da conclusão que chegarmos deveremos flexibilizar as normas de isolamento social no próximo dia 4. Mas, no caso da situação piorar, não teremos o menor problema em fecharmos de novo, caso necessário. Não adianta quererem politizar essa situação porque iremos sempre fazer as nossas análises com bases técnicas para preservarmos, sobretudo, a vida das pessoas”, ressaltou o governador Gladson Cameli.

-------- Continua depois da Publicidade--------

Após fala de Bolsonaro, Petrobras diz que não há decisão sobre reajuste de combustível

Fato relevante publicado pela estatal vem após o presidente Jair Bolsonaro dizer que a empresa anunciaria uma redução de preço de combustíveis

Dilma desmente boato sobre doença e posta foto de bike: “Eu e a minha embolia”

Assessoria da petista também soltou nota em que rechaçou fake news

ÚLTIMAS NOTÍCIAS