6 dezembro 2021 2:51 am
23.3 C
Rio Branco
6 dezembro 2021 2:51 am

Aposentado curado de Covid-19 deixa hospital no AC após mais de 14 dias: ‘coração explodindo de alegria’

Vitória

G1 AC
-------- Continua depois da Publicidade--------

Foi sob aplausos e música que o aposentado Antônio Rafael, de 72 anos, deixou a unidade mista de saúde de Acrelândia, no interior do estado, nesta quinta-feira (23). Ele estava entre os 12 casos confirmados da doença na cidade e o único que estava internado.

Até esta quinta, o Acre registrou 214 casos de Covid-19 em todo o estado e Acrelândia é a terceira com maior número dos registros.

Foram mais de 14 dias internado e na despedida os funcionários se emocionaram e até presentearam o idoso com álcool em gel.

Emocionado, o aposentado era só alegria e não via a hora de voltar pra casa. Em entrevista à Rede Amazônica Acre, ele agradeceu a atenção de toda a equipe da unidade.

“Primeiro agradecer a Deus e todos aqui porque me cuidaram muito bem aqui. Cheguei mal, mas estou saindo sarado, graças a Deus, e recomendo que a gente tem que se cuidar, porque a coisa não é boa. Agora é ficar em casa, repousar um pouco e cuidar da saúde. Estou agradecido e meu coração está explodindo de alegria”, disse ao sair da unidade de saúde.

Alcibele Matos, filha do aposentado, é servidora da saúde e acredita que ela tenha passado o vírus para o pai.

“Um dia fui visitar ele, como faço todos os dias, e nem imaginava que estava com a Covid. Três dias depois, comecei a sentir os sintomas e ele também foi ficando ruim. Então, acho que fui eu”, conta.

Casos na cidade

Acrelândia tem pouco mais de 15 mil habitantes e chamou atenção quando começou a registrar um avanço rápido dos casos.

Até esta quinta-feira (23), o número de diagnosticados na cidade ficou estagnado em 12. De acordo com o médico Rafael Lemos, que acompanhou o idoso, ele é o último paciente que foi diagnosticado com a doença na região.

Neste mês, o G1 traçou como iniciou a contaminação na cidade e descobriu que os casos estavam ligados a uma reunião política que ocorreu em Plácido de Castro, em 14 de março, e que reuniu moradores das duas cidades.

Logo após o encontro, alguns políticos que estavam na reunião testaram positivo para a doença e os casos confirmados, tanto em Plácido de Castro como em Acrelândia, foram aparecendo devido a contatos diretos e indiretos.

União da equipe

O médico conta que partiu dele mesmo o pedido para que o idoso ficasse sendo acompanhado na cidade e não fosse encaminhado ao pronto-socorro de Rio Branco.

“Temos 12 casos de Covid-19 e todos passaram por aqui. Hoje o que vemos acontecer é um número alto de profissionais de saúde contaminados. Então, liguei pra Rio Branco, solicitei que esse paciente fosse internado aqui, até porque com isso nossa equipe ia poder fazer um treinamento e também ter mais cuidado com relação a proteção individual, que é muito importante”, diz.

Lemos termina falando que o trabalho da saúde municipal conteve o avanço do novo coronavírus na cidade.

“Desde o início dos casos no Brasil, tivemos uma preocupação muito grande com a Covid-19, tanto a secretaria Municipal de saúde, como todos os profissionais aqui da unidade mista. Pra você ter uma ideia, eu, como plantonista aqui em um domingo, fiz busca ativa de pacientes com suspeita de Covid. Eu moro aqui, minha família mora aqui e a gente sabe que nossa estrutura de saúde é muito frágil e não queríamos que essa doença se disseminasse. Então, a atuação foi rápida, precisa e todos estão de parabéns”, avalia.

-------- Continua depois da Publicidade--------

Julgamento de acusados no caso da Boate Kiss entra hoje no quinto dia

Depoimentos são de vítima e de testemunha de defesa de um dos réus

DPU recomenda que prefeito de Rio Branco pare de fazer discurso de ódio sobre musical com Papai Noel gay

Tião Bocalom se manifestou contra a iniciativa que foi aprovada pela FGB no último dia 26. Defensoria deu prazo de 10 dias para prefeito responder se vai ou não acatar recomendação.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS