Júri Popular condena a mais de 54 homem que matou e esquartejou dois jovens em Rio Branco

Após mais de dois anos, a Justiça do Acre condenou Eriques Ferreira de Oliveira a 54 anos e dois meses de prisão em regime fechado. Ele é acusado de filmar e esquartejar dois jovens em dezembro de 2016.

Os jovensLucas Dennedy Freire de Souza, de 20 anos, e Richard Rodrigues, de 16,foram fotografados por membros de facção antes de serem esquartejados. Além da forma cruel como foram assassinados, os jovens tiveram as mortes filmadas e o vídeo divulgado pelos criminosos em redes sociais.

O Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC) informou que além dos 54 anos de prisão, Oliveira ainda vai ter que que pagar 20 de dias de multas no valor de um terço do salário mínimo correspondente à época em que o crime ocorreu.

Ainda segundo o TJ, Oliveira foi punido por participação em organização criminosa, duplo homicídio, e ocultação de cadáver.

O júri popular do acusado ocorreu na quarta-feira (8), na 1ª Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco, onde foram ouvidas testemunhas chamadas pelo Ministério Público do Acre e também da defesa do acusado.

Oliveira foi preso por agentes do Núcleo de Capturas da Polícia Civil do Acre (Necap) no dia 24 de abril do ano passado, próximo à cidade de Acrelândia, no interior do Acre.

Um ano depois do crime, a Justiça acreana condenou a mais de 60 anos de prisão Joalyson Nascimento da Silva, de 26 anos, pelos crimes de homicídio, esquartejamento e ocultação do cadáver dos garotos./ Com informações do G1 Acre

Você pode gostar

Mais Notícias
Ver Mais