Criminosos que invadiram casa, agrediram família e fizeram assalto são presos pela PM

Djailson Lobo de Albuquerque, Gustavo Henrique da Silva Sampaio e Antonio Lucas Feitosa da Rocha foram presos na noite desta terça-feira (1), no Bairro Belo Jardim I, acusados de invasão de domicílio, cárcere privado e por roubo a residência.

Segundo informações dos policiais que atenderam a ocorrência, os suspeitos pularam uma cerca de madeira para ter acesso ao terreno, em seguida também pularam uma janela que estava aberta e conseguiram entrar na residência.

No local estava reunida toda família e de posse de uma pistola e uma escopeta os criminosos anunciando o assalto e fizeram todos de refém.

Na casa estava, uma senhora de aproximadamente 50 anos, seus dois filhos e uma criança de 3 anos de idade. De acordo com as vítimas, enquanto recolhiam os objetos para levar, os assaltantes agiram de forma cruel e violenta com os rendidos, espancaram todos os membros da família de forma brutal, inclusive a criança.

Os suspeitos roubaram objetos eletrônicos e eletrodomésticos, uma motocicleta e um carro da família também foi levado.

Ainda segundo uma das vítimas, essa foi a segunda vez em menos de uma semana que assaltantes invadiram essa mesma residência, provando que a violência está desenfreada na região.

Os vizinhos ao perceber uma movimentação estranha na casa que foi invadida acionou via CIOSP, uma guarnição do 2° Batalhão da Polícia Militar, que chegou rapidamente no bairro e teria conseguido cerca os acusados e fazendo a prisão em flagrante, na hora que os mesmos tentavam fugir do local.

Os homens que estavam dentro do carro foram presos, somente o outro bandido que estava na motocicleta conseguiu fugir.

Três dos quatro bandidos estavam com uma escopeta de calibre 16 municiada e um simulacro de pistola foi apreendido na ação, como também todos os objetos recuperados e devolvido para a família.

Diante dos faltos, os três receberam voz de prisão e foram levados à Delegacia Central de Flagrantes – DEFLA, para os procedimentos de confecção do boletim de ocorrência, todos ficaram a disposição da Justiça Acriana.

Você pode gostar

Mais Notícias
Ver Mais