Rio Branco,

Jovem indígena grávida que foi baleada em tiroteio entre facções recebe alta do Hospital

Em recuperação

Murilo Rios, da Redação Ecos da Notícia
- Publicidade-

A alta médica do Pronto Socorro de Rio Branco, ainda não é definitiva para a adolescente Alcilene Correia Jaminawa, de 15 anos, baleada em um tiroteio entre facções em Sena Madureira, no último dia 14, recebeu alta do Pronto-Socorro de Rio Branco, mas ainda passará por nova cirurgia para retirada de estilhaços que atingiram o fígado da jovem.

Relembrando

No último dia 14, a jovem adolescente grávida de 3 meses, estava em casa,na no bairro da Pista em  companhia de uma irmã, bebê de 10 meses, quando ocorreu um tiroteio entre facções criminosas, oportunidade em que a indígena adolescente e a bebê irmã dela de 10 meses foram baleadas.

As duas foram socorridas e levadas ao Hospital João Cancio, em seguida ambas foram transferidas para Rio Branco.

Agora as duas estão instaladas na Casa do Índio ( CASAI ) aguardando cirurgias.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img