Rio Branco,

Governo investe na capacitação de militares para a promoção da segurança pública no Acre

Segurança Pública

Por Por Agência de Notícia do Acre

Oferecer segurança pública de qualidade ao povo acreano tem sido umas das maiores preocupações do governo de Gladson Cameli. Para isso, além de aumentar o quantitativo policial, o Estado também vem investindo na capacitação profissional continuada dos operadores da segurança. Neste sábado, 21, a Polícia Militar envia mais dois homens ao Ceará. A missão é aprimorar as técnicas de patrulhamento ostensivo e preventivo com o uso de motocicletas.

Publicidade

“O Acre é um estado com muitos ramais, becos, trilhas e vielas e a maioria dos crimes é praticada com o uso da motocicleta, o que facilita a fuga dos infratores. Esse investimento, enviando profissionais para capacitação fora do estado, faz parte do nosso objetivo maior que é otimizar os serviços e promover segurança, se antecipando e dando resposta rápida ao crime”, destacou o comandante geral da Polícia Militar, coronel Ezequiel Bino.

Com 19 anos na instituição, o comandante do Grupamento de Intervenção Rápidas e Ostensivas (GIRO) em Rio Branco, Evandro Henckes, diz estar preparado para a  missão. Ele e o terceiro-sargento Jogicley Souza passarão 45 dias fora e, ao retornarem, herdarão a responsabilidade de capacitar os alunos soldados do último concurso, que estão em processo de formação.

“É tamanha a responsabilidade e sei que não vai ser fácil, encontraremos dificuldades, mas estamos indo preparados para tudo. Vamos buscar essa capacitação e agregar conhecimento à nossa corporação”, disse o militar.

Além destes dois militares, estão em processo de capacitação outros dois policiais no Rio Grande do Norte e dois policiais em São Paulo. No Acre, há o curso em andamento de Controle de Distúrbios Civis, com 150 homens sendo preparados e o Curso de Formação de Soldados com 245 novos policiais que já estão sendo inseridos nas ações da segurança pública.

“A Policia Militar está dando ênfase na capacitação de seus profissionais e trabalhando de forma técnica. As perspectivas são as melhores para investimentos futuros. Esses homens que estão indo para o Ceará retornarão mais capacitados e com conhecimento suficiente para instruir outros militares aqui no estado, creio que retornarão vitoriosos”, finalizou o comandante do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), Edener Franco.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade