Connect with us

geral

Secretaria de Assistência Social e Imac realizam visita a Capixaba após vendaval

Publicado

em

Cerca de 500 pessoas foram atingidas pelo vendaval que atingiu o município de Capixaba

Mais de 150 famílias foram afetadas por um temporal que atingiu o município de Capixaba no dia 7 de setembro. Os fortes ventos, que ultrapassaram 50 quilômetros por hora, derrubaram casas e deixou famílias desabrigadas.

Preocupados com a situação de emergência, o Governo do Estado do Acre representado pela Secretaria de Estado de Assistência Social, dos Direitos Humanos e de Políticas para as Mulheres (SEASDHM) e pelo Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) esteve em visita ao município de Capixaba nesta quinta-feira, 12, para prestar assistência, acompanhar e monitorar a situação de emergência em que se encontra a população após o  vendaval.

Além de destelhar casas, o temporal deixou também duas pessoas feridas. Sete casas foram derrubadas e 10 famílias ficaram desabrigadas na ocasião, segundo levantamento oficial divulgado pela Defesa Civil do município.  Um abrigo foi montado no Centro de Referência da Assistência Social (Cras) pela prefeitura para acolher estas famílias.

Secretária Claire Cameli foi pessoalmente a Capixaba dar assistências às famílias atingidas pelo temporal Foto: Neto Lucena/Secom

“Diante da situação que ocorreu com a população de Capixaba, o governador, Gladson Cameli, e a primeira-dama, Ana Paula Cameli, ficaram preocupados e minha missão é averiguar em conjunto com uma equipe de assistentes sociais, realizando o estudo de caso de todas as famílias atingidas, para ajudar estas famílias que foram prejudicadas por esta tragédia”, destacou Claire Cameli.

Sete casas foram derrubadas e 10 famílias ficaram desabrigadas em razão do desastre natural. Foto: Neto Lucena/Secom

O vendaval possivelmente foi ocasionado pelo choque entre uma massa de ar quente que veio da Bolívia e uma frente fria que estava sobre o município, tendo início por volta das 16h30.

“Estou feliz de ter o apoio do Governo do Estado e receber esta visita de autoridades preocupadas com nossa situação. Decretamos situação de emergência para que o governo federal se sensibilize para que nos mande ajuda de recurso financeiro e de doações para as famílias que precisam”, explicou o prefeito Antônio Cordeiro.

Cordeiro diz que este é um momento de todos dar as mãos e de receber toda a ajuda que for oferecida para que a população atingida possa se restabelecer.

Mais de 150 casas foram atingidas pelos ventos fortes. Foto: Neto Lucena/Secom

Depois do levantamento da Defesa Civil ficou constatado que mais de 150 casas foram atingidas, fora os prédios públicos e comerciais. O vendaval derrubou casas, árvores, destelhou lojas, escolas e outras instituições.

O presidente do Instituto do Meio Ambiente do Acre (Imac), André Hassem também esteve presente em Capixaba e, em parceria com a SEASDHM, o Sindicato da Indústria Madeireira do Estado do Acre (Sindusmad) e Sindicato das Empresas Manejadoras do Acre (Simanejo), farão a doação de madeiras para ajudar na construção de novas casas para as famílias que perderam suas residências.

“De pronto nos colocamos a disposição para ajudar o município com as madeiras apreendidas ilegalmente, que serão doadas para aqueles que precisam como é o caso de Capixaba. Os sindicatos, por intermédio dos empresários de madeiras do Acre, já se colocaram à disposição para ajudar na doação da madeira para a reconstrução das casas dessas famílias que perderam tudo”, ressaltou André Hassem.

Propaganda

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2019 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.