Connect with us

geral

Ato de entrega de composto orgânico acontecerá nesta quarta feira dia 04 no horto florestal

Publicado

em

A prefeitura de Rio Branco, por meio das Secretarias de Meio Ambiente (Semeia) e de Agricultura Familiar e Desenvolvimento Econômico (Safra), convida para o Ato de Entrega de Composto Orgânico produzido na Unidade de Tratamento e Disposição Final de Resíduos Sólidos (UTRE), a produtores rurais de Rio Branco, que se realizará nesta quarta-feira, 04, às 08h, no Horto Florestal. O objetivo é fomentar a produção local, com sustentabilidade e responsabilidade ambiental.

Reconhecido e premiado nacionalmente, o substrato desenvolvido pela Prefeitura de Rio Branco tem como diferencial sua fertilidade, que pode chegar a 90%. Além dos produtores que serão beneficiados com as 7 toneladas de composto, escolas da rede pública municipal também serão contempladas.

O ato de entrega faz parte da Semana da Amazônia, agenda da Secretaria de Meio Ambiente, que ainda contará com Blitz de Educação Ambiental em diversos pontos da cidade e atividades lúdico-educativas com crianças das escolas públicas municipais.

Local: Galpão Buriti, no Horto Florestal de Rio Branco – Rua Antônio da Rocha Viana, s/n, Procon – Rio Branco, Acre

Data: 4 de setembro de 2019 – Quarta-feira

Horário: 8h

SOBRE A UTRE E A UNIDADE DE COMPOSTAGEM

A gestão dos resíduos sólidos urbanos é um grande desafio para os municípios brasileiros. Em Rio Branco, a partir de outubro de 2009, mesmo antes das exigências definidas pela Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010), a Prefeitura implantou a Unidade de Tratamento e Disposição Final de Resíduos Sólidos (UTRE), sendo um marco na história do gerenciamento dos resíduos sólidos no município.

Possuindo uma área de 80 hectares, a UTRE, única do estado do Acre, é uma das maiores obras de saneamento ambiental destinada ao gerenciamento de resíduos sólidos da região norte do país, e já assegurou a disposição final ambientalmente adequada de 740 mil toneladas de resíduos sólidos domiciliares.

O aterro sanitário, atende todas as normas ambientais e de engenharia que visam assegurar a disposição final de 240 toneladas de resíduos sólidos domiciliares produzidos diariamente pela população. Além do aterro sanitário, a UTRE contempla várias subunidades, que a partir da responsabilidade compartilhada, trata os resíduos de acordo com suas características, através:

Central de recebimento de pneus inservíveis;

– Unidade de triagem de resíduos recicláveis;

– Unidade de compostagem de resíduos orgânicos;

Valas sépticas;

Sistema de tratamento de chorume (lagoas de estabilização);

– Monitoramento ambiental; e

– Educação ambiental.

A recuperação de resíduos orgânicos é uma das metas estabelecidas no Plano Municipal de Gestão Integrada de Resíduos Sólidos de Rio Branco – PMGIRS. Na UTRE, a Unidade de Compostagem instalada, reativada em novembro de 2018, já processou mais de 680 toneladas de resíduos úmidos de origem de feiras, mercados e de grandes geradores, produzindo até este mês, mais de 100 toneladas de composto orgânico.

Para produzir composto orgânico, conhecido como adubo, a Unidade de Compostagem da UTRE aplica os métodos de Aeração Forçada e Compostagem Convencional, produzindo em média 20 toneladas/mês de composto orgânico a partir da decomposição de resíduos orgânicos secos e úmidos.  Esse produto final é empregado pela SEMEIA nos serviços de arborização urbana, produção de mudas, e hortas de escolas abrangidas por programas de educação ambiental, sendo ofertado ainda para instituições de cunho social e produtores rurais.

Isso demonstra que as técnicas empregadas constituem uma importante ferramenta para a gestão socioambiental dos resíduos, garantindo ganhos na vida útil do aterro sanitário, ao recuperar resíduos que seriam encaminhados para disposição final, além de economia para os cofres públicos.

Muitos desafios ainda são presentes e estão sendo abrangidos pelo PMGIRS, sendo este um instrumento importante para o município equacionar o enfrentamento das problemáticas ambientais relacionadas a gestão dos resíduos sólidos, a partir de estratégias gerenciais, técnicas, financeiras, operacionais e socioambientais.  O PMGIRS foi elaborado atendendo os princípios da Política Nacional de Resíduos Sólidos, que são a responsabilidade compartilhada, o planejamento da gestão, a inclusão social dos catadores, o consumo sustentável e a valorização econômica dos resíduos.

Propaganda

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2019 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.