Connect with us

geral

Acre registra quase 400 focos de queimadas só no primeiro dia de setembro

Publicado

em

No ano, o acumulado no estado é de 3.753 queimadas, 5,7% de todos os focos registrados em toda a Amazônia Legal

A Unidade de Situação de Monitoramento Hidrometereológico divulgou nesta segunda-feira (2) um relatório com os primeiros dados referentes as queimadas em setembro. Somente no dia 1 deste mês foram registrados 327 focos de incêndios no estado.

Os municípios com mais focos foram Feijó (90), Sena Madureira (68), Tarauacá (54), Bujari (24) e Rio Branco (21). Já Acrelândia e Brasileia registraram o maior número de focos por Km², ou seja, a maior densidade de ocorrência em relação aos demais municípios.

No ano, o acumulado no estado é de 3.753 queimadas, o que representa 5,7% dos 65.517 focos registrados em toda a Amazônia Legal. O que deixa o Acre em 8º lugar entre os estados que mais tiveram queimadas.

Entre as Unidades de Conservação, a Reserva Extrativista Chico Mendes continua na dianteira. Só no dia 1 foram registrados 20 focos de incêndios, com um acumulado no ano de 255 queimadas. Já a Reserva Extrativista do Alto Juruá teve dois focos registrados no domingo (1) e 60 no acumulado do ano, deixando-a em segundo lugar entre as Unidades de Conservação que mais tiveram queimadas no ano.

Já com relação à qualidade do ar, o relatório apontou que a máxima concentração de material particulado ocorreu às 08h desta segunda (2), com valor de 89 µg/m³ de acordo com o sensor instalado na sede do Ministério Público.

Deacordo com a Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos concentrações superiores a 89 µg/m³ já são considerados nocivas a grupos de risco, que são as pessoas com doenças respiratórias ou cardíacas, idosos e crianças.

Com informações da ContilNet.

Propaganda

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2019 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.