Ex-prefeito de CZS, atual e vice são condenados pela Justiça Eleitoral por compra de votos

Os ex aliados Ilderlei Cordeiro (PP) e Vagner Sales (MDB) foram condenados pela Justiça Eleitoral no caso de uma suposta compra de votos para eleição do atual prefeito de Cruzeiro do Sul, na eleição de 2016.

Entre as provas do processo destaca-se o áudio espalhado em agosto daquele ano, véspera do pleito, em que o na época prefeito Vagner Sales, ainda padrinho de Ilderlei, aparece oferecendo R$ 5 mil e um cargo na prefeitura ao então candidato a vereador Clebison Freire (PSDB) na tentativa de convencê-lo a desistir da disputa para que o tucano apoiasse Ilderlei Cordeiro, fundamenta a ação do MP.

De acordo com a sentença, é decretada a cassação dos diplomas com a consequente perda dos mandatos eletivos do prefeito Ilderlei Cordeiro e do seu vice- Zequinha Lima, levando e consideração o princípio da unicidade e indivisibilidade da chapa única majoritária.

A decisão judicial prevê ainda a inelegibilidade de Ilderlei, Vagner Sales, Edson, Firmino de Paula e Mário Vieira da Silva Neto, por oitos anos subsequentes à eleição de 2016. A decisão ainda cabe recurso. Com informações de Juruá em Tempo.

Você pode gostar

Mais Notícias
Ver Mais