Connect with us

cidades

Governador em exercício, Nicolau Junior discute desenvolvimento no Vale do Envira

Publicado

em

Licenciamento ambiental para a construção da estrada que ligará o município de Feijó à Envira, no Amazonas, esteve entre os assuntos abordados

O desenvolvimento econômico de Feijó, por meio de uma ligação terrestre com os municípios do Amazonas, foi uma das pautas tratadas pelo governador do Estado do Acre em exercício, Nicolau Junior,na manhã desta terça-feira, 11. O prefeito de Feijó, Kiefer Cavalcante (PP), o secretário extraordinário de Governo, Vagner Sales, e Ítalo Medeiros, presidente do Departamento de Estradas de Rodagem, Infraestrutura, Hidroviária e Aeroportuária do Acre (Deracre), foram recebidos no Gabinete Civil do Governador.

O licenciamento ambiental para a construção da estrada que ligará o município de Feijó à Envira será o primeiro passo para que a obra comece, permitindo um novo corredor de integração entre o Acre e o Amazonas. O tema foi tratado na semana passada, quando da ida do governador Gladson Cameli a Feijó para assinar o início das obras de mais de R$ 2 milhões para a recuperação de ramais, dentro da ‘Operação Ramais do Acre’, na região.

A ideia é que o Governo do Estado do Acre comece do zero a construção de cerca de 20 quilômetros de ramal a partir do ramal ‘Nove de Julho’, que já está construído e que tem 21 quilômetros de extensão, já no rio Jurupari. Com a outra metade a ser construída, o município de Feijó alcançaria a cidade de Envira que tem, pelo menos, oito voos para Eirunepé e outras cidades amazonenses.

De acordo com o prefeito Kiefer Cavalcante, essa integração permitiria que mercados do sul do Amazonas cheguem a Rio Branco passando por Feijó, que por sua vez se tornaria corredor importante para essa integração. “Esse é o momento de gerar mais emprego e renda para nossa população feijoense”, destaca Cavalcante.

Na última sexta-feira, 7, Ítalo Medeiros esteve com o prefeito de Envira, Ivon Rates, para acertar os primeiros detalhes do novo projeto. “Neste momento, estaremos iniciando os estudos, como parte do processo para o licenciamento ambiental”, ressalta Medeiros.

O presidente da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Estado do Acre assume o governo, por conta de uma agenda do governador Gladson Cameli, em Lima, e de outra do vice-governador, Major Rocha, em Brasília.

Continue lendo

cidades

Gladson Cameli promete surpresa na ExpoJuruá 2019

Publicado

em

Por ac24horas

O governador Gladson Cameli prometeu uma surpresa para a ExpoJuruá, que começa no dia 29 de agosto na Avenida Mâncio Lima. “Aguardem que é coisa boa”, disse Gladson se referindo também as inovações tecnológicas demonstradas na ExpoAcre, em Rio Branco, onde o robô do Sebrae foi a grande atração de público.

Já no ano que vem, segundo Gladson, a ExpoJuruá será realizada na semana do aniversário de Cruzeiro do Sul, em 28 de setembro, no Estádio Arena do Juruá com duração de uma semana.

Rodovia AC-405

Sobre a AC-405, a Estrada do Aeroporto, que vai até Rodrigues Alves, o governador disse que será feito um tapa buracos, ” que não vai adiantar muito. Temos retirar o asfalto de vários trechos e refazer tudo aquilo para ficar bom. Foi meio tio Orleir Cameli que fez o último serviço bom naquela estrada”.

Continue lendo

cidades

Morador de rua tenta cometer suicídio ao se jogar do mirante do cais em Cruzeiro do Sul

Publicado

em

Por Juruá em tempo

A manhã desta quarta-feira, 14, começou tensa em Cruzeiro do Sul. Um morador de rua chamado Evilásio, mais conhecido como “Socorro” se jogou do Mirante do Cais. O homem tentou cometer suicídio e pulou de uma altura de aproximadamente oito metros.

A vítima foi socorrida pela equipe do Serviço de Atendimento Móvel de Saúde (Samu) ainda no local. Evilásio foi encaminhado ao Hospital do Juruá.

Segundo testemunhas, ele chegou ao mercado afirmando que gostaria de morrer. “Ele estava tomando café, de repente correu, subiu aos altos do local e jogou-se”, disse uma pessoa que estava no local.

Continue lendo

cidades

Focos de queimadas leva Estado a decretar situação de alerta

Publicado

em

Da Agência de Notícias Acre

Decreto deverá ser publicado no Diário Oficial do Estado desta segunda-feira, 12

Baixa umidade relativa do ar, estiagem prolongada e aumento do número de focos de calor e de queimadas deixam o Acre em situação de vulnerabilidade ambiental e criticidade em termos de risco de fogo. Por este motivo, representantes de instituições federais, estaduais, municipais e ONGs, que fazem parte da Comissão Estadual de Gestão de Riscos Ambientais (CEGdRA) e do Comitê Gestor Institucional de Plano de Prevenção e Controle do Desmatamento e Queimadas – PPCDQ, se reuniram na manhã desta sexta-feira, 9, de forma emergencial e decidiram decretar estado de alerta ambiental no Acre.

O decreto deverá ser publicado no Diário Oficial do Estado (DOE) de segunda-feira, 12. A Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema) irá oficializar as ações institucionais e elaborar um plano estratégico sobre a situação de alerta ambiental, mas as ações para reduzir o impacto das queimadas no Acre já começaram. Treze instituições presentes à reunião se comprometeram a tomar medidas mais severas para conter o uso do fogo, com estratégias de controle, fiscalização integrada, abertura de canal de denúncias e educação ambiental.

Representantes de instituições federais, estaduais, municipais e ONGs se reuniram na manhã desta sexta-feira Foto: Katiúscia Miranda/Sema

A decretação de alerta ambiental tem como objetivo evitar o agravamento da situação atual, considerando que o período de estiagem deverá se estender por mais três meses. “Precisamos levar em conta também a elevada concentração de fumaça na atmosfera por causa das queimadas tanto nas áreas urbanas como nas rurais, colocando em risco a saúde da população, especialmente dos grupos de maior vulnerabilidade, como crianças e idosos”, diz o secretário de Meio Ambiente, Israel Milani.

No período entre 1º de janeiro a 9 de agosto de 2019, o Acre encontra-se em oitavo lugar entre os estados da Amazônia Legal que mais queimaram, com 1.257 focos. Somente nos primeiros sete dias de agosto, o Acre subiu neste ranking, passando a ocupar o quinto lugar com nível de criticidade elevado acumulando em sete dias 50% do total de focos de todo o ano de 2019.

Rio Branco é um dos municípios mais atingidos contabilizando os sete primeiros meses do ano, seguido de Sena Madureira, Tarauacá, Feijó e Manoel Urbano. Já nos primeiros oito dias de agosto, Sena Madureira apresentou o maior número de focos de queimada e na variação diária cidades como Feijó, Tarauacá, Manoel Urbano e Rio Branco.

A região de Assis Brasil também preocupa pelo número de focos de queimada na região de fronteira com a Bolívia, de onde provém parte da fumaça que os moradores da região do Baixo Acre estão recebendo, principalmente a partir do feriado. O município de Assis Brasil está em situação de vulnerabilidade ainda por registrar 16 dias sem chuva, 50% a menos em relação ao esperado para o período.

A diretora executiva da Sema, Vera Reis, diz que o risco de fogo considera critérios como temperatura, umidade relativa do ar, dias sem chuva, estresse térmico da vegetação e déficit hídrico do solo e que o Acre apresenta, no momento, todas essas condições. “Tem a preocupação com a seca, pois o rio Acre entrou em alerta máximo de estiagem em todos os pontos de monitoramento e temos muitas queimadas nas áreas urbanas e periurbanas das cidades”, explica.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.