Connect with us

geral

Erosão muda trecho do Rio Juruá e navegações têm dificuldades de abastecer cidades no AC

Publicado

em

Um atalho provocado pela erosão em um trecho do Rio Juruá reduziu a extensão entre as cidades de Cruzeiro do Sul e Porto Walter, mas está impossibilitando a navegação de embarcações de grande porte e compromete o abastecimento de duas cidades do interior do Acre.

No local, depois que a erosão eliminou pelo menos cinco curvas do manancial, se formou uma forte de correnteza que inviabiliza a passagem de embarcações com cargas. Na terça (14), o rio estava com 6,63 metros, segundo o Corpo de Bombeiros.

Depois de cinco cheias em um período de menos de 6 meses, o rio formou um novo canal na altura do seringal Simpatia, a duas horas de Porto Walter, eliminando as curvas que davam uma extensão de mais de cinco quilômetros.

Com o leito em linha reta, o trecho da viagem diminuiu e a força da água dificulta a navegação.

Por conta disso, a maioria das balsas que abastecem as cidades de Porto Walter e Marechal Thaumaturgo com diversos tipos de produtos suspenderam as operações e aquelas que tentam seguir em atividades, às vezes, não conseguem passar pelo local.

Uma empresa de construção que faz obras de calçamento de ruas na cidade de Porto Walter está há mais de uma semana tentando chegar ao município com uma balsa carregada com 160 milheiros de tijolos, mas não consegue ultrapassar o obstáculo.

“Já colocamos dois rebocadores com mais dois motores e não conseguimos passar. A correnteza está muito forte. Estamos esperando para ver se o rio sobe mais um pouco para ver se dá para a gente subir”, disse Cartejane Santos, representante da empresa.

Navegação pode ficar cada vez mais difícil entre cidades no interior do Acre  — Foto: Catejane Santos/Arquivo pessoal
Navegação pode ficar cada vez mais difícil entre cidades no interior do Acre — Foto: Catejane Santos/Arquivo pessoal

Com a mudança de canal do rio, os navegantes temem que, se o manancial baixar ainda mais o nível, a navegação fique impraticável até para as embarcações de médio porte e as duas cidades que tem o rio como principal via de acesso fiquem isoladas.

“Ainda vai secar bastante e pelas voltas a gente não anda mais. Situação ainda vai se complicar muito porque onde abriu era um lago muito pequeno e estreito. As balsas grandes já não passam mais e a tendência é que com a vazante, nem batelões consigam passar o que pode provocar o desabastecimento dessas duas cidades até mesmo de alimentos”, alerta o comandante de uma embarcação, Elinaldo Correia.

Continue lendo

geral

Detran notifica quase 2 mil motoristas por infrações de trânsito

Publicado

em

Por G1 Acre

Quase dois mil condutores foram notificados por infrações de trânsito no Acre. O Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran-AC), divulgou a lista completa com as placas dos veículos no Diário Oficial do Acre (DOE) desta terça-feira (21).

A lista pode se acessada a partir da página 25 do DOE. Ao todo, foram 1.965 mil motoristas autuados.

A listagem do órgão ocorre após tentativas de entrega das notificações nos endereços postais dos condutores e, segundo o edital, as notificações de autuação seguem as regulamentações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Como recorrer

Para recorrer, o condutor deve preencher um requerimento de defesa e apresentar cópia do auto de infração, ou da notificação no DOU com a cópia da página que indica a placa do veículo ou outro documento que tenha o número da placa ou o número do auto de infração.

O motorista também deve apresentar cópias da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou outro documento de identificação oficial e do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Em casos de procurador, também é necessário apresentar as cópias que comprovem a identificação.

É necessário apresentar ainda original e/ou cópia de documentos que possam comprovar ou ajudar no esclarecimento das alegações. O formulário e os documentos devem ser entregues, dentro do prazo, na sede do órgão.

Continue lendo

geral

Nova frente fria deve chegar ao Acre nos próximos dias, alerta Sipam

Publicado

em

Por Juruá em tempo

O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) informa que esta quarta-feira (22) deve ser de instabilidade. O avanço de uma nova frente fria pelo Sul do continente deve causar mais um evento de friagem no Sul da Amazônia.

Ela deve chegar, segundo a previsão, na madrugada de quarta para quinta-feira (23) pelo pantanal mato-grossense e só deverá atingir o estado do Acre entre a tarde e a noite de quinta.

Porém, a sua influência vai poder ser sentida na quarta por conta da instabilidade que antecede a chegada da friagem. O tempo deve variar de parcialmente nublado a nublado em todo o estado e a previsão é de pancadas de chuvas e trovoadas em áreas isoladas.

Confira as temperaturas em todas as regiões:

Alto Acre

Em Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, as temperaturas oscilam entre a mínima de 22°C e a máxima de 27°C.

Baixo Acre

Mínima de 22°C e máxima de 28°C são as temperaturas registradas em Acrelândia, Bujari, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Rio Branco.

Vale do Juruá

Já em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves os termômetros ficam entre 22°C e 31°C.

Vale do Purus

Em Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira faz entre 21º C e 28°C.

Vale do Tarauacá/Envira

Por fim, em Feijó, Jordão e Tarauacá a variação de temperatura fica entre a mínima de 21°C e a máxima de 30°C.

Continue lendo

geral

Por falta de estrutura e reforma, as duas bibliotecas públicas de Rio Branco estão fechadas

Publicado

em

Por G1 Acre

Biblioteca estadual está em reforma desde janeiro e previsão é que seja reinaugurada em até 20 dias. Já a Biblioteca da Floresta está sem condições de receber público, segundo a FEM.

As duas bibliotecas públicas da capital acreana estão fechadas há mais de quatro meses, segundo o presidente da Fundação Elias Mansour (FEM), Manoel Gomes, mais conhecido por Correinha.

A biblioteca do Centro de Rio Branco está em reforma desde janeiro e a Biblioteca da Floresta está sem condições de receber o público por problemas na estrutura.

A reforma da Biblioteca Pública, no valor de R$ 700 mil, chegou a ser anunciada em dezembro do ano passado pelo antigo governo. Mas, de acordo com Correinha, as obras só iniciaram mesmo em janeiro e a previsão é que o local seja reinaugurado em até 20 dias.

O espaço fica na área central da capital acreana e é ponto de encontro de alunos e amantes da leitura, histórias em quadrinhos (HQs), cinema, computadores para pesquisas, espaço infantil e um grande acervo literário.

“Teve o atraso na reforma, porque o governo passado não tinha dado a ordem de serviço, só foi dada essa ordem no final de janeiro deste ano. Mas, em cerca de 15 a 20 dias, ela será inaugurada. Não dá para ter atendimento ao público com a biblioteca em reforma”, afirmou Correinha.

Biblioteca Pública Estadual está em reforma desde janeiro deste ano, em Rio Branco — Foto: Alcinete Gadelha/G1Biblioteca Pública Estadual está em reforma desde janeiro deste ano, em Rio Branco — Foto: Alcinete Gadelha/G1

Biblioteca Pública Estadual está em reforma desde janeiro deste ano, em Rio Branco — Foto: Alcinete Gadelha/G1

Com relação ao acervo da biblioteca estadual, que seria levado para a Biblioteca da Floresta durante a reforma, o presidente da FEM afirmou que permanece dentro do local.

“O acervo está todo protegido lá dentro mesmo. Com pessoas nossas cuidando e tratando todo dia disso. Ia ser um transtorno muito grande fazer esse translado do acerto”, garantiu.

Correinha pede que a população tenha paciência. “A gente entende que a sociedade, que os usuários e alunos precisam desse espaço. Eu sei que há essa carência e essa solicitação da sociedade. A gente sofre a cada dia também, mas é paciência, porque a gente tem que concluir a obra e entregar um espaço adequado para as pessoas”, disse.

Biblioteca da Floresta está sem condições de receber público, segundo FEM — Foto: Alcinete Gadelha/G1Biblioteca da Floresta está sem condições de receber público, segundo FEM — Foto: Alcinete Gadelha/G1

Biblioteca da Floresta está sem condições de receber público, segundo FEM — Foto: Alcinete Gadelha/G1

Problemas estruturais

Já a Biblioteca da Floresta, na região do Canal da Maternidade, está apenas com serviços internos e não recebe visitantes por conta de problemas estruturais. De acordo com o presidente da FEM, no inverno, por exemplo, o auditório do local chega a ficar inundado e é complicado fazer o escoamento da água.

“Ela tem pequenas avarias, então tem toda uma situação que precisa ser tratada. Essa biblioteca está inscrita em um programa para receber recurso do Banco Mundial. Estamos aguardando aprovação para poder passar por um processo de reforma. Logo logo, ela vai entrar em reforma”, afirmou.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.