Connect with us

geral

Eu vivi presa ao meu corpo e hoje luto – literalmente – para manter minha saúde

Publicado

em

Há quase seis anos, precisamente dia 18 de novembro de 2013, sofri um AVC (acidente vascular cerebral, o popularmente conhecido derrame) que deixou-me na UTI por um longo período e depois manteve-me presa a uma cama por um tempo maior ainda.
Foram meses difíceis, a depressão ‘me abraçou’ e crises de pânico tornaram-se frequentes. Para uma pessoa que tinha uma vida dinâmica, corria atrás de viaturas policiais e lidava cara-a-cara com os bandidos desta cidade, foi um baque. Imagina de uma hora para outra você se ver dependente de outro até para escovar os dentes…
Meu corpo, que funcionou como algoz durante este período, foi abandonado por mim. Eu cuidei para voltar os movimentos: fiz fisioterapia, terapias alternativas de todos os jeitos, frequentei aldeias indígenas em busca da cura. E quando me reergui, os quilos adquiridos devido à falta de atividade física, sobrepuseram-se à minha vaidade.
Eu nem mesmo tinha mais noção de quem era ou como estava meu corpo.
Um dia, acompanhando a coletiva do governador, uma antiga colega de trabalho fez um print da minha imagem e mandou-me com um convite: “vamos treinar boxe?”. Aquele foi o convite mais lindo que recebi nos últimos tempos.
E lá fui eu para um mundo totalmente novo, com pessoas alegres, dispostas e treinei com uma senhora que poderia ser minha tia (ou talvez mãe, não sei). Não foi fácil! Cansei, sentei, respirei fundo e a ‘senhorinha’ lá me esperando. Uma benção para alguém que há tempos havia abandonado o próprio corpo.
Cheguei ao final do treino (como dizem atualmente): dexxxxxxxxtruída!!!
Aquele ambiente, a adrenalina do treino, a endorfina que eu não sentia há anos e a alegria por estar viva e lutando pela minha saúde foram o tônico que buscava e não encontrava.
Posso não ser o melhor exemplo para quem não está bem de saúde, obeso, com depressão, crise de pânico ou algo assim, mas hoje eu me sinto melhor que um mês atrás e só estou começando!
Vou conseguir ter corpo e mente saudáveis e tenho fé em Deus que todos estes momentos vividos (bons e ruins) ficarão como aprendizado e ainda terei muito a falar sobre vida saudável. Me aguardem!

Continue lendo

geral

Detran notifica quase 2 mil motoristas por infrações de trânsito

Publicado

em

Por G1 Acre

Quase dois mil condutores foram notificados por infrações de trânsito no Acre. O Departamento Estadual de Trânsito do Acre (Detran-AC), divulgou a lista completa com as placas dos veículos no Diário Oficial do Acre (DOE) desta terça-feira (21).

A lista pode se acessada a partir da página 25 do DOE. Ao todo, foram 1.965 mil motoristas autuados.

A listagem do órgão ocorre após tentativas de entrega das notificações nos endereços postais dos condutores e, segundo o edital, as notificações de autuação seguem as regulamentações do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) e do Conselho Nacional de Trânsito (Contran).

Como recorrer

Para recorrer, o condutor deve preencher um requerimento de defesa e apresentar cópia do auto de infração, ou da notificação no DOU com a cópia da página que indica a placa do veículo ou outro documento que tenha o número da placa ou o número do auto de infração.

O motorista também deve apresentar cópias da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) ou outro documento de identificação oficial e do Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo (CRLV). Em casos de procurador, também é necessário apresentar as cópias que comprovem a identificação.

É necessário apresentar ainda original e/ou cópia de documentos que possam comprovar ou ajudar no esclarecimento das alegações. O formulário e os documentos devem ser entregues, dentro do prazo, na sede do órgão.

Continue lendo

geral

Nova frente fria deve chegar ao Acre nos próximos dias, alerta Sipam

Publicado

em

Por Juruá em tempo

O Sistema de Proteção da Amazônia (Sipam) informa que esta quarta-feira (22) deve ser de instabilidade. O avanço de uma nova frente fria pelo Sul do continente deve causar mais um evento de friagem no Sul da Amazônia.

Ela deve chegar, segundo a previsão, na madrugada de quarta para quinta-feira (23) pelo pantanal mato-grossense e só deverá atingir o estado do Acre entre a tarde e a noite de quinta.

Porém, a sua influência vai poder ser sentida na quarta por conta da instabilidade que antecede a chegada da friagem. O tempo deve variar de parcialmente nublado a nublado em todo o estado e a previsão é de pancadas de chuvas e trovoadas em áreas isoladas.

Confira as temperaturas em todas as regiões:

Alto Acre

Em Assis Brasil, Brasileia, Epitaciolândia e Xapuri, as temperaturas oscilam entre a mínima de 22°C e a máxima de 27°C.

Baixo Acre

Mínima de 22°C e máxima de 28°C são as temperaturas registradas em Acrelândia, Bujari, Capixaba, Plácido de Castro, Porto Acre, Senador Guiomard e Rio Branco.

Vale do Juruá

Já em Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter e Rodrigues Alves os termômetros ficam entre 22°C e 31°C.

Vale do Purus

Em Manoel Urbano, Santa Rosa do Purus e Sena Madureira faz entre 21º C e 28°C.

Vale do Tarauacá/Envira

Por fim, em Feijó, Jordão e Tarauacá a variação de temperatura fica entre a mínima de 21°C e a máxima de 30°C.

Continue lendo

geral

Por falta de estrutura e reforma, as duas bibliotecas públicas de Rio Branco estão fechadas

Publicado

em

Por G1 Acre

Biblioteca estadual está em reforma desde janeiro e previsão é que seja reinaugurada em até 20 dias. Já a Biblioteca da Floresta está sem condições de receber público, segundo a FEM.

As duas bibliotecas públicas da capital acreana estão fechadas há mais de quatro meses, segundo o presidente da Fundação Elias Mansour (FEM), Manoel Gomes, mais conhecido por Correinha.

A biblioteca do Centro de Rio Branco está em reforma desde janeiro e a Biblioteca da Floresta está sem condições de receber o público por problemas na estrutura.

A reforma da Biblioteca Pública, no valor de R$ 700 mil, chegou a ser anunciada em dezembro do ano passado pelo antigo governo. Mas, de acordo com Correinha, as obras só iniciaram mesmo em janeiro e a previsão é que o local seja reinaugurado em até 20 dias.

O espaço fica na área central da capital acreana e é ponto de encontro de alunos e amantes da leitura, histórias em quadrinhos (HQs), cinema, computadores para pesquisas, espaço infantil e um grande acervo literário.

“Teve o atraso na reforma, porque o governo passado não tinha dado a ordem de serviço, só foi dada essa ordem no final de janeiro deste ano. Mas, em cerca de 15 a 20 dias, ela será inaugurada. Não dá para ter atendimento ao público com a biblioteca em reforma”, afirmou Correinha.

Biblioteca Pública Estadual está em reforma desde janeiro deste ano, em Rio Branco — Foto: Alcinete Gadelha/G1Biblioteca Pública Estadual está em reforma desde janeiro deste ano, em Rio Branco — Foto: Alcinete Gadelha/G1

Biblioteca Pública Estadual está em reforma desde janeiro deste ano, em Rio Branco — Foto: Alcinete Gadelha/G1

Com relação ao acervo da biblioteca estadual, que seria levado para a Biblioteca da Floresta durante a reforma, o presidente da FEM afirmou que permanece dentro do local.

“O acervo está todo protegido lá dentro mesmo. Com pessoas nossas cuidando e tratando todo dia disso. Ia ser um transtorno muito grande fazer esse translado do acerto”, garantiu.

Correinha pede que a população tenha paciência. “A gente entende que a sociedade, que os usuários e alunos precisam desse espaço. Eu sei que há essa carência e essa solicitação da sociedade. A gente sofre a cada dia também, mas é paciência, porque a gente tem que concluir a obra e entregar um espaço adequado para as pessoas”, disse.

Biblioteca da Floresta está sem condições de receber público, segundo FEM — Foto: Alcinete Gadelha/G1Biblioteca da Floresta está sem condições de receber público, segundo FEM — Foto: Alcinete Gadelha/G1

Biblioteca da Floresta está sem condições de receber público, segundo FEM — Foto: Alcinete Gadelha/G1

Problemas estruturais

Já a Biblioteca da Floresta, na região do Canal da Maternidade, está apenas com serviços internos e não recebe visitantes por conta de problemas estruturais. De acordo com o presidente da FEM, no inverno, por exemplo, o auditório do local chega a ficar inundado e é complicado fazer o escoamento da água.

“Ela tem pequenas avarias, então tem toda uma situação que precisa ser tratada. Essa biblioteca está inscrita em um programa para receber recurso do Banco Mundial. Estamos aguardando aprovação para poder passar por um processo de reforma. Logo logo, ela vai entrar em reforma”, afirmou.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.