Motoboy é executado a tiros de pistola quando entregava lanche no Novo Horizonte em Rio Branco

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa – DHPP, é atualmente a especializada que mais possui inquéritos em andamentos e em fase de conclusão na capital do Acre.

Apesar do número de crimes contra vida da forma tentada e consumida ter reduzido, segundo as autoridades de Segurança Pública, se comparando o mesmo período do ano passado, ainda é um índice consideravelmente alto que coloca o estado do Acre no 2ª Lugar do Ranking do mapa nacional de crimes contra a vida.

Na noite desta segunda-feira (22), o motoboy de uma lanchonete localizada no bairro Calafate, saiu para fazer uma entrega de lanche no bairro Novo Horizonte, quando foi interceptado por homens armados de pistolas que estavam em um veículo modelo gol, de cor branca que efetuaram mais de dez tiros de pistolas 9mm e 380 contra o entregador identificado pelo nome de Antônio Cosmo da Silva, de 24 anos, conhecido por “Gordão”.

O crime ocorreu na frente de uma quadra de futebol, localizada no Conjunto Aroeira, região do bairro Calafate.

Segundo testemunhas, após efetuaram os disparos os desconhecidos entraram no carro e fugiram tomando rumo ignorado.

A Polícia Militar e SAMU foram acionados, mas quando a equipe do SAMU chegou ao local, a vítima já estava morta.

Peritos do Instituto Médico Legal – IML coletam mais de dez capsulas de pistolas, e informaram que a vítima foi atingida com quatro tiros na cabeça e cinco espalhados por várias parte do corpo.

Informações ainda não confirmadas pela polícia dão conta que “Gordão” era um único entregador de lanche que se aventurava a fazer entregas naquela região considerada a mais perigosa de Rio Branco, e tal coragem seria porque ele portava uma arma e supostamente a execução teria ocorrido para roubar a arma dele.

A Polícia ainda não sabe o que motivou o crime e nem quem são os criminosos.

 

Você pode gostar

Mais Notícias
Ver Mais