Connect with us

política

Em 2019 o desafio é buscar solução para driblar orçamento reduzido , diz Socorro Neri em abertura de ano letivo

Publicado

em

Em mensagem governamental lida durante a abertura dos trabalhos legislativos da Câmara de Vereadores de Rio Branco nesta segunda-feira,4, a prefeita Socorro Neri reforçou que o orçamento restrito da Capital do estado impede maiores e tão necessários investimentos para Rio Branco. Durante a leitura do documento que traz um panorama do cenário econômico e apresenta políticas públicas para o Município, Neri destacou a importância da prefeitura e câmara trabalharem juntas no sentido de buscar soluções para investimentos em áreas como iluminação pública, um dos grandes gargalos da cidade.
Após um breve relato da situação econômica do Brasil, ela reiterou que administrar, nesse cenário, exige eleger prioridades, controlar os gastos públicos, reduzir despesas com atividades administrativas para preservar os serviços essenciais que são ofertados diretamente à população. “As administrações responsáveis que me antecederam preservaram a saúde fiscal da Prefeitura, o que significa dizer que há equilíbrio entre receita e despesa; por outro, o quadro de recessão que atinge a economia nacional trouxe restrições ainda maiores à receita do Município que é insuficiente para prover a crescente demanda por serviços municipais, como o da zeladoria da cidade e de manutenção da malha viária”.
Ela citou como exemplo das responsabilidades da prefeitura: a manutenção da malha viária, a limpeza da cidade, 24 mil alunos de 104 escolas, 56 unidades de saúde, 153 equipamentos esportivos, 5 parques 500 refeições do Restaurante Popular, 10 mercados municipais, o transporte público, a ordenação do trânsito e a iluminação pública. Apesar do cenário, de acordo com a prefeita, os resultados alcançados precisam ser comemorados como o IDEB de 6,5 e o fato de Rio Branco, segundo o G1, estar em segundo lugar entre as cidades brasileiras, que cumpriram o que constava no Plano de Governo, num total de 48 % das metas alcançadas.
Com a Câmara Municipal, a intenção da prefeita é colaborar com o funcionamento da casa e fornecer informações sempre que necessário. “De minha parte, farei todo o possível para colaborar com o bom funcionamento desta Casa, disponibilizando nossa equipe, sempre que necessário, para esclarecimentos, informações, consultas, e franqueando completamente a Prefeitura para o trabalho de vossas excelências. A transparência na gestão pública é nossa garantia de que não há espaço para a corrupção e tampouco para a ineficiência. Daremos toda atenção aos órgãos de controle interno e externo, respeitando e valorizando sua atuação”, assegurou ela.
Do governador Gladson Cameli, a prefeita Socorro Neri e o presidente da Câmara, Antônio Moraes, ouviram o compromisso de “manter parcerias e uma relação de respeito e colaboração com todos os níveis de gestão na busca de melhorar a vida das pessoas”.
Encerrando a solenidade, o presidente da Câmara Municipal, Antônio Moraes, ressaltou que apesar das dificuldades financeiras em todos os níveis de gestão, o grande desafio dessa legislatura será a construção da sede própria da Câmara Municipal, que segundo ele “é a única entre as Câmaras das capitais, que não funciona em sede própria e sim alugada”.
Continue lendo

política

Gladson Cameli vai a Brasília em busca de recursos para o Acre

Publicado

em

Notícia do Acre

Cameli também vai participar de reunião com ministro Paulo Guedes sobre proposta da Reforma da Previdência

O governador Gladson Cameli cumpre uma extensa agenda em Brasília durante a próxima semana. O gestor vai buscar recursos que possam ser investidos na melhoria de serviços básicos, renegociação da dívida pública e participa de uma importante reunião sobre a Reforma da Previdência.

Esta é a segunda agenda que o governador cumpre na Capital do país em menos de um mês. Cameli vai utilizar o apoio da bancada do Acre junto ao Governo Federal para assegurar recursos que serão destinados para áreas prioritárias, como Saúde, Educação e Segurança Pública.

 

Governador Gladson Cameli (Foto: Odair Leal/Secom)

“Estou indo à Brasília determinado a conseguir tudo aquilo que traga benefícios para a população do Acre, serão dias de muito trabalho e acredito que será uma agenda muito positiva para o nosso estado”, enfatizou.

Diante da situação financeira que se encontra o estado, Cameli vai tratar questões relacionadas à dívida pública acreana com a União. Atualmente, o montante está estimado em R$ 913 milhões.

No próximo dia 20, Gladson Cameli e os demais 26 governadores participam de um encontro com o ministro da Economia. Na oportunidade, será apresentada a proposta para a Reforma da Previdência.

O gestor acreano sinalizou que defende os ajustes na Previdência Social. “A aprovação da Reforma da Previdência será muito importante para recuperar a economia brasileira, por isso, sou favorável às mudanças. Se isso acontecer, vai ser muito bom para todos os estados que estão passando por dificuldades, como é o caso do Acre”, explicou.

Continue lendo

política

Governo cancela realização de Carnaval após veto da prefeitura de Rio Branco

Publicado

em

ac24horas

Está oficialmente cancelado o Carnaval que o governo do Acre realizaria na Avenida Brasil, em Rio Branco. O anuncio foi feito na manhã desta sexta-feira, 15, pela secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, durante entrevista coletiva promovida na sede da Associação do Comércio (Acisa).

Está oficialmente cancelado o Carnaval que o governo do Acre realizaria na Avenida Brasil, em Rio Branco. O anuncio foi feito na manhã desta sexta-feira, 15, pela secretária de Empreendedorismo e Turismo, Eliane Sinhasique, durante entrevista coletiva promovida na sede da Associação do Comércio (Acisa).

“Nós entendemos que o povo do Acre queria uma inovação. A Gameleira está cansada, o [estacionamento] Arena da Floresta é muito grande, está sem iluminação, está dentro do mato, é impossível financeiramente a gente fechar todo aquele espaço para garantir a segurança dos foliões. Então, já que a gente não pode realizar num centro de convergência, num ponto central da capital para que todos tenham acessibilidade ao local do evento, a gente resolveu não participar e não realizar em outro local”, declarou Eliane Sinhasique.

Sinhasique reafirmou que o argumento dado pela prefeitura de Rio Branco para vetar a realização da festa na Avenida Brasil não convenceu a gestão estadual.

“Não nos convence. É um argumento muito frágil. Nós temos como exemplo em todas as capitais que se fecha as ruas principais do Centro, modifica o trânsito e os eventos acontecem. A Avenida Paulista é um exemplo, a Barra – Ondina, em Salvador é outro exemplo. Não justifica. Quando se quer, fecha a rua e muda o trânsito e se realiza o que precisa ser realizado para movimentar a economia”, pontua a secretária de Turismo.

Eliane Sinhasique revelou ainda, que desde 15 de janeiro tenta uma audiência com a prefeita Socorro Neri para tratar sobre a possível realização da festa do Carnaval, mas não obteve êxito. “A gente foi tocando essa situação, achando que isso não seria um problema, mas infelizmente, foi e a gente acata a decisão dela e sai de cena”, afirma Sinhasique.

Celestino de Oliveira, presidente da Acisa, participou da entrevista coletiva. A Associação era uma das parceiras do governo do Estado na realização do Carnaval na capital. Celestino foi categórico ao pontuar que o cancelamento da festa trará prejuízos à economia local.

“Alguns segmentos aguardam esse momento para expor seus produtos, para aquecer seus negócios. Infelizmente, fomos pegos de surpresa porque já havia um planejamento e à Acisa cabe apoiar essas atividades que venham, de alguma forma, beneficiar alguns segmentos. Tenho certeza que prejudicaram alguns porque deixarão de expor e vender. Num momento de crise, todo recurso que vier é bem-vindo. Fará falta”, comentou o presidente da Associação do Comércio.

Segundo Celestino de Oliveira, a associação tinha disponibilizado 60 vagas para microempreendedores diretos atuarem no espaço que seria realizada a festividade.

Continue lendo

política

Comunicado

Publicado

em

ASCOM/PMRB

A Prefeitura de Rio Branco esclarece que recebeu, na tarde desta quinta-feira, ofício da Casa Civil do Governo do Estado solicitando a interdição da Avenida Brasil, no período de 26 de fevereiro a 6 de março de 2019 (9 dias), para a realização do Carnaval.

Esclarece que, após análise técnica baseada no Código de Posturas do Município, concluiu ser inadequada a realização do Carnaval no logradouro público solicitado face aos problemas que um evento dessa magnitude geraria ao funcionamento do trânsito e do transporte coletivo e ao patrimônio público, caso se realizasse no local em questão.

A Prefeitura esclarece ainda que não lhe cabe decidir sobre a realização do evento ou não, e recomenda aos organizadores que identifiquem outros locais que não afetem a mobilidade urbana, o funcionamento da cidade e o bem estar dos munícipes, como, por exemplo, o estacionamento da Arena da Floresta ou mesmo o calçadão da Gameleira.

Rio Branco, 14 de fevereiro de 2019.

Diretoria de Comunicação
Prefeitura de Rio Branco

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.