Connect with us

polícia

Forças de segurança apreendem armas artesanais e drogas no Instituto Socioeducativo

Publicado

em

Em continuidade às ações de prevenção e combate ao crime, as forças de segurança do estado realizaram, na manhã desta terça-feira, 8, mais uma operação de revista, desta vez, no
Centro Socioeducativo Aquiry, no bairro Apolônio Sales.

A unidade possui hoje 77 crianças e adolescentes com idades entre 12 e 20 anos que cumprem medidas socioeducativas por atos infracionais. Todos foram remanejados ao banho de sol para que os agentes de segurança pública pudessem dar cumprimento ao ato de revista que começou por volta das 5 horas entre os pavilhões. No total participaram 70 agentes socioeducadores, 15 policiais militares e oito agentes de Polícia Civil.

Segundo o diretor presidente do instituto, Rogério Silva, foram apreendidos armas artesanais feitas com barras de ferro e uma certa quantidade de droga.

“Conforme o plano de ação desenvolvido pelo secretário de segurança, a ação hoje teve como objetivo, fazer buscas nas unidades, tanto busca pessoal como na parte interna das celas e do prédio na tentativa de apreender aí qualquer objeto ou material não permitido dentro das unidades que possam ser usadas para o cometimento de crimes. Essas revistas devem continuar sempre que forem necessárias”, informou Rogério Silva.

Paralela a esta operação, dentro da unidade de segurança Francisco de Oliveira Conde (Foc) continuam acontecendo as mesmas revistas desde o final de semana. São seis pavilhões que estão passando pelas ações dos agentes de segurança. Deve durar toda esta terça-feira e, de acordo com o diretor do presídio Lucas Gomes, devem continuar tanto em Rio Branco quanto nas unidades do interior.

“Nós queremos evitar situações como as que estão acontecendo no Ceará e Rio Grande do Norte. Retirando os objetos ilícitos, evitamos crimes contra a vida e também dificultam a comunicação de presos com o meio externo, seja através de celulares ou outro meio de comunicação”, ressalta Gomes.

Segundo ele, há um bloqueador “mas, precisamos acertar com as operadoras de telefonia que vem aumentando o sinal naquela região possibilitando que os presos tenham acesso a comunicação mesmo com bloqueador, esperamos resolver esse problema o mais breve possível”, completa o diretor.

Continue lendo

polícia

Polícia conclui inquérito e indicia ex-BBB Vanderson por lesão corporal

Publicado

em

Iryá Rodrigues, do G1 AC

Delegada responsável pelo caso afirmou que inquérito foi encaminhado ao MP-AC. Acreano foi intimado a prestar depoimento após denúncias e teve que sair do reality.

A Polícia Civil concluiu o inquérito e indiciou o ex-BBB Vanderson Brito por lesão corporal leve. De acordo com a delegada responsável pelo caso, Juliana d’Angelis, o inquérito foi encaminhado ao Ministério Público do Acre (MP-AC) para tomar as providências quanto a denúncia de Brito.

G1 entrou em contato com o ex-BBB e ele disse que não iria se pronunciar sobre o indiciamento.

Vanderson foi denunciado na Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) por estupro, agressão física e importunação sexual. As denúncias foram feitas um dia antes do acreano entrar na casa do BBB.

“Foram feitas todas as diligências e o inquérito foi concluído. Identificamos que houve a prática do crime de lesão corporal leve. Encaminhamos o inquérito para o Ministério Público tomar providências quanto à denúncia dele para prosseguir com a ação penal”, disse a delegada.

O ex-participante foi desclassificado do programa depois de ser intimado a prestar depoimento dentro da casa do BBB. A intimação foi feita no último dia 23 de janeiro pela delegada Rita Salim, titular da (Deam), no Rio de Janeiro (RJ), a pedido da delegada do Acre, Juliana.

Caso de estupro arquivado

A denúncia de estupro foi arquivada pela Polícia Civil do Acre. Segundo a delegada, a denúncia foi arquivada por decadência, ou seja, o caso ocorreu em 2016, quando a lei exigia que a vítima denunciasse o agressor em um prazo de seis meses.

Já com relação à denúncia de importunação sexual, foi assinado um termo circunstanciado e foi encaminhado ao poder judiciário.

“O termo circunstanciado é mais simples. A gente ouve as partes e encaminha para o juizado especial criminal. Lá é que eles vão apresentar testemunhas se precisar”, explicou a delegada.

Continue lendo

polícia

Criminosos roubam R$ 70 mil de banco e na fuga deixam para trás R$ 400 mil

Publicado

em

Da Redação Ecos da Notícia

Criminosos teriam quebrado parede lateral de Banco e arrombado cofre de onde roubaram cerca de R$ 70 mil, mas na fuga deixaram para trás R$ 400 mil recuperados pela polícia.

o roubo a um cofre de uma agência do Banco do Brasil, ocorreu na madrugada deste domingo (17), no município de Brasiléia, cidade distante cerca de 250 km da capital Rio Branco, e que faz fronteira com a Bolívia.

De acordo com informações repassadas pela polícia militar, os criminosos tiveram acesso ao interior do banco, através de um buraco aberto na parede dos fundos do prédio, e usando outras ferramentas o bando arrombou a lateral do cofre, de onde roubaram cerca de R$ 7o mil e ainda levaram o sistema de vigilância eletrônica da unidade bancaria.

Atrapalhados os criminosos ao perceberem a aproximação da polícia, o bando conseguiu fugir levando a menor quantidade de dinheiro deixando dentro do cofre arrombado cerca de R$ 400 mil. Valor esse encontrado pela Polícia Militar daquela cidade.

 

 

 

 

Continue lendo

polícia

Barbárie em Brasiléia: Homem é morto a golpes de faca na porta de casa

Publicado

em

Redação Ecos da Notícia/ Foto: Cedidas Alexandre Lima o altoacre

A motivação para mais um crime bárbaro, ocorrido no município de Brasiléia, na madrugada deste domingo (17), na cidade que faz fronteira com a Bolívia e fica distante da capital Rio Branco, cerca de 250 km, pode ter sido passional, pelo menos é o que acreditam os investigadores da polícia civil.

De acordo com o que a polícia apurou até agora, a vítima identificada por Ademir Vidal Parente, de 32 anos foi brutalmente assassinado a golpes de faca, na varanda da casa onde morava, localizada no bairro Ferreira Silva, periferia de Brasiléia.

A suspeita de autoria do crime seria um homem identificado pelo nome de Luiz Antônio de Assis, mais conhecido por “Neymar”.

A motivação para o crime supostamente teria sido passional, porque a vítima estaria em companhia da ex mulher de “Neymar” em um bar próximo a rodoviária daquela cidade.

Mesmo separados a mais de um ano, ao que indica “Neymar” nutria o sentimento de posse pela ex mulher o que teria feito ele discutir com a vítima.

Testemunhas informaram à polícia que “Neymar” estaria em companhia de uma mulher e ao avistar a ex companheira com Ademir iniciou uma discussão, foi quando seguranças do bar colocaram os envolvidos na discussão para fora do estabelecimento.

Ademir foi atacado por trás e sofreu vários golpes de faca no pescoço.

Ademir Vidal decidiu retornar para casa, mas quando se preparava para abrir a porta foi surpreendido por “Neymar” que chegou no local em uma moto e acompanhado da mulher que estava com ele no bar.

Descontrolado Antônio “Neymar” teria pulado uma mureta e atacado Ademir a golpes de faca que atingiram a parte detrás do pescoço da vítima, que morreu no local do crime.

Após o crime o acusado fugiu tomando rumo ignorado e agora é procurado pela polícia.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.