Connect with us

polícia

“Acordando com o inimigo” Ladrão cai em cama de morador após dormir em telhado

Publicado

em

Proprietário relatou que estava dormindo quando telha quebrou e ladrão caiu. Ladrão foi imobilizado por morador e vizinhos.

 

Um homem de 38 anos caiu em cima da cama de um morador do bairro Plácido de Castro, em Rio Branco, após dormir no telhado para tentar roubar a casa. O caso ocorreu na noite do último sábado (1).

Conforme o boletim de ocorrência, o proprietário da casa relatou que estava dormindo quando foi surpreendido pelo ladrão, que caiu em cima dele após uma das telhas quebrar.

A vítima gritou por ajuda dos vizinhos, que correram e ajudaram ele a imobilizar o ladrão. Ao chegarem no local, os policiais encontraram o criminoso com as mãos e pés amarrados.

Na queda, o ladrão sofreu ferimentos no rosto e braço esquerdo. Ele foi levado para a Delegacia de Flagrantes (Defla) para as medidas cabíveis.

 

Continue lendo

polícia

Dupla que assaltou revendedora de carros e bateu caminhonete no AC pega mais de 25 anos de prisão

Publicado

em

Por G1 Acre

Sentença saiu três meses após o crime. Juntos, acusados pegaram mais de 25 anos de prisão.

A Justiça do Acre condenou Francisco Neto, de 20 anos, e João Paulo Silva, de 24, a mais de 25 anos de prisão pelo assalto a uma revendedora de veículos em Rio Branco no dia 11 de janeiro.

Os dois foram presos em flagrante após serem perseguidos pela polícia e baterem uma das caminhonetes contra um poste na Avenida Antônio da Rocha Viana.

A dupla e mais um comparsa invadiram o estabelecimento, que fica no bairro Bosque, e fugiram com duas caminhonetes, além de objetos pessoais dos funcionários e também notebooks e celulares.

A prisão em flagrante ocorreu após uma viatura do 5º batalhão ter passado pelo local e ter sido acionada pelas vítimas que pediam ajuda.

Na época, um dos funcionários contou que três homens chegaram na empresa e pediram para beber água, logo em seguida já anunciaram o assalto.

“Encostaram a gente na parede, amarraram e depois saíram com as duas caminhonetes. Quebramos o vidro da sala para podermos sair e pedir ajuda”, contou a vítima no dia do crime.

Os dois assaltantes só pararam ao colidir contra um poste no momento da fuga. Um vídeo mostra os detalhes da ação. O terceiro comparsa, que dirigia o segundo veículo, conseguiu fugir.

Pelo roubo usando arma de fogo, Francisco Paulo pegou 12 anos e seis meses de prisão em regime inicial fechado e João Paulo foi condenado a 13 anos, 10 meses e 7 dias também em regime fechado.

A condenação, da 2ª Vara Criminal, saiu dois meses após o crime os condenados não podem recorrer da decisão em liberdade.

Continue lendo

polícia

Operação Delivery: Tribunal confirma sentença e condena cafetão a 29 anos de prisão

Publicado

em

Com informações TJ/Acre. 

O Tribunal Pleno rejeitou, à unanimidade, os Embargos Infringentes apresentados por J.L.N., e manteve sua condenação de 29 anos de reclusão e 40 dias-multa, em regime inicial fechado. A decisão aponta que os depoimentos somados a toda averiguação policial justificam a condenação arbitrada.

Os processos relacionados à Operação Delivery ainda tramitam em segredo de Justiça, devido ao envolvimento de adolescentes com prostituição. A rede de exploração sexual de mulheres e menores de idade se desenvolvia em uma casa localizada no bairro Ouricuri, na capital acreana, mas também funcionava por meio de agenciamento em locais diversos. A denúncia foi formalizada em 2012 e 15 pessoas foram condenadas em 2013.

Condenação

O réu pleiteou a desclassificação de três crimes, sendo: favorecimento da exploração sexual, manutenção de casa de prostituição e rufianismo. O último consiste em tirar proveito por meio do lucro da atividade de prostituição alheia, figura reconhecida popularmente como cafetão.

Contudo, nos vários depoimentos das vítimas foi afirmado que o embargante não tinha apenas o objetivo de obter vantagem econômica, pois ele associava a participação no negócio a ter relações sexuais com ele, entre tantas outras situações degradantes. Logo, os depoimentos somados a toda averiguação policial justificam a condenação arbitrada.

Ainda assim, o argumento da defesa era que os fatos ocorreram em um mesmo contexto fático, desta forma, deveria ser considerado apenas o delito mais grave, conforme preconiza o Princípio da Consunção, o que geraria uma pena mais branda.

No entanto, a desembargadora Regina Ferrari, relatora do processo, ratificou que os atos ilícitos são autônomos e foi comprovada a prática em momentos diversos, mediante circunstâncias distintas.

Então, os votos dos desembargadores confirmaram a sentença sobre a configuração do crime previsto no artigo 218-B, caput, combinado com § 1º, 2º, I, II, em concurso material com artigo 228, caput, § 3º e art. 229, todos do Código Penal. O réu segue preso.

 

Continue lendo

polícia

TJ mantém prisão de homem que tirou sossego da ex na internet

Publicado

em

Edmilson Ferreira, do AC 24 Horas

Um homem terá de pagar R$1 mil por tirar o sossego da ex-namorada no Acre. A Câmara Criminal do Tribunal de Justiça do Acre manteve a condenação do acusado que pessoalmente e com envio constante de mensagens por sites de relacionamento e ligações perturbava a ex. “Assim, com a decisão do Colegiado de 2º Grau, o apelante deverá cumprir 30 dias de prisão simples, em regime aberto, e ainda pagar mil reais de indenização por danos morais à vítima”, diz o TJ em nota.

O réu havia apelado mas o relator do recurso, desembargador Élcio Mendes, rejeitou os argumentos apresentados pelo homem. Os outros membros do Órgão, desembargadores Samoel Evangelista e Pedro Ranzi, seguiram, à unanimidade, a decisão do relator.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.