Rio Branco,

aaa

Epidemias são temas de exposição no campus Floresta

Exposição

Por Ascom UFAC
- Publicidade-

Acadêmicos do 2º período do curso de Enfermagem (bacharelado), do campus Floresta da Universidade Federal do Acre (Ufac), realizaram exposição sobre tragédias da humanidade provocadas por epidemias e violência, nessa segunda-feira, 26. Os estudantes encenaram situações referentes a peste negra ou peste bubônica, maior pandemia da história, com estatísticas de óbitos estimadas em mais de 200 milhões em meados do século 14.

 

Durante a apresentação, outras epidemias foram encenadas, como a de varíola, uma das mais antigas da humanidade. Seus elevados registros de casos e mortalidade levaram o governo brasileiro a tomar medidas enérgicas no início do século 20, o que culminou na Revolta da Vacina.

A tuberculose foi outra doença abordada como forma de representar uma infecção de potencial letal, cujos registros históricos indicam ocorrência de casos do período neolítico até os dias atuais.

Para representar a atualidade, foram apresentadas cenas de infecção por ebola, vírus altamente mortal que apresenta zonas epidêmicas no continente africano no século 21.

Além das doenças infectocontagiosas, a violência humana também foi mostrada de forma ilustrativa por meio da lembrança do Holocausto nazista, cujas estimativas indicam mais de 6 milhões de mortes.

O evento foi uma inciativa da disciplina Epidemiologia e Métodos de Investigação à Saúde. “A ideia foi despertar na sociedade acadêmica uma visão mais realista das grandes tragédias da saúde na história da humanidade”, explicou o coordenador de Enfermagem (bacharelado), Marcelo Siqueira. “Todas as doenças apresentadas estão relacionadas com altos índices de pobreza, falta de saneamento básico e intolerância social.”

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS