Connect with us

manchete

PT vai à Justiça para que Moro seja impedido de assumir ministério

Publicado

em

O partido entrou com uma representação no CNJ para que o juiz só assuma outro cargo público após a conclusão da investigação sobre suposta parcialidade

Partido dos Trabalhadores entrou com uma representação no Conselho Nacional de Justiça pedindo que o juiz federal Sergio Moro seja impedido de assumir outro cargo público até que o órgão finaliza a investigação sobre suposta parcialidade do magistrado no processo que levou Lula à prisão.

De acordo com o portal “Jota”, o pedido do PT se sustenta em um resolução do CNJ, que impede que ele deixe o cargo de magistrado com apurações disciplinares em curso. A sigla destaca que o artigo 27 da resolução de número 135 da Conselho diz que “o magistrado que estiver respondendo a processo administrativo disciplinar só terá apreciado o pedido de aposentadoria voluntária após a conclusão do processo ou do cumprimento da penalidade”.

Moro futuro ministro de Bolsonaro

Sergio Moro foi convidado por Jair Bolsonaro para assumir o ministério da Justiça em seu governo, que começa no dia 1º de janeiro de 2019. O juiz da Lava Jato aceitou e pediu licença da 13ª Vara Federal de Curitiba. Ele ainda não pediu exoneração, o que deve acontecer somente na véspera da posse do capitão reformado.

Por conta do convite de Bolsonaro a Moro, o PT solicitou uma investigação para que sejam apuradas supostas falhas funcionais, administrativas e disciplinares do juiz no caso Lula.

“A postura do representado é extremamente grave, expondo de vez, como dito, sua parcialidade, na medida em que se utiliza da posição que conseguiu auferir na sociedade, para interferir de maneira indevida no processo eleitoral, sempre com o viés de prejudicar o Partido dos Trabalhadores e suas candidaturas. A aceitação do cargo político coroa o que sempre dissemos sobre o juiz Sérgio Moro comportar-se como ser político, não como magistrado”, diz a ação petista.

 

Continue lendo

manchete

Sem receber salários enfermeiros e apoio do Juruá cruzam braços

Publicado

em

Da Redação Ecos da Notícia

Se a questão da saúde no Vale do Juruá vai mal, tende agora a piorar.

No mesmo dia em que os médicos do Hospital Juruá anunciaram o fim da greve, os enfermeiros, servidores técnicos e administrativo decidiram cruzar os braços a partir deste domingo (18).

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em saúde do estado do Acre – SINTESAC, os trabalhadores estão há 20 dias com os salários atrasados, e isso motivou a paralisação obedecendo a Lei de greve.

Isso significa que 60% dos serviços estão paralisados, sendo que no setor de urgência e emergência a capacidade reduziu para 40% do pessoal de apoio para auxiliar somente dois medi cos que estão atendendo.

“A questão não é somente atraso no pagamento, as péssimas condições de trabalho, a falta de insumos, de medicamentos e equipamentos individual fazem parte das reinvindicações. O governo acenou a expectativa de pagamento para terça-feira 20, se isso acontecer a greve é suspensa, ao contrário será intensificada” afirmou o representante da categoria no Vale do Juruá Venilson Albuquerque.

Continue lendo

geral

Ônibus tem falha elétrica e é consumido pelo fogo em Rio Branco

Publicado

em

Por G1 AC — Rio Branco

Incêndio ocorreu neste sábado (10) próximo à Ceasa, na região da Sobral. No ônibus estava o motorista, cobrador e um outro funcionário da empresa. Ninguém ficou ferido.

Um ônibus da empresa Via Verde ficou destruído após pegar fogo neste sábado (10) próximo à Central de Comercialização e Abastecimento da Capital (Ceasa), na região do bairro Sobral.

O Corpo de Bombeiros descartou que tenha sido criminoso e afirmou que o incêndio foi causado por uma falha na parte elétrica do veículo.

G1 entrou em contato com o responsável pela empresa de transporte coletivo, mas até a publicação desta reportagem não obteve resposta.

O major Cláudio Falcão, dos bombeiros, informou que o trabalho de contenção das chamas durou cerca de 40 minutos. Segundo ele, no momento da ocorrência, só estavam no veículo o motorista e mais dois funcionários da empresa. Ninguém ficou ferido.

“O motorista relatou que começou a ouvir estalos, não parou o carro, mas depois deu conta de que o veículo estava incendiando. Aí foi chamado o Corpo de Bombeiros, fomos para o local para fazer a contenção e extinção do incêndio. Mas, infelizmente foi perda quase total do veículo”, informou o major.

Conforme Falcão, o gerente da empresa foi até o local e os bombeiros deram orientações a respeito da segurança que precisa haver nos veículos.

Continue lendo

manchete

Criminosos se passam por passageiros e assaltam ônibus em Rio Branco

Publicado

em

Por Quésia Melo, G1 AC — Rio Branco

Três homens armados anunciaram assalto com uma escopeta e levaram bens pessoais dos passageiros. Caso ocorreu na noite de quinta (8) e RBTrans afirma que vai pedir policiamento nos veículos.

Se passando por passageiros, três homens assaltaram o ônibus que faz o trajeto da linha Universitário, em Rio Branco. O caso ocorreu por volta de 19h40 desta quinta-feira (8) quando o veículo passava pelo bairro Estação Experimental.

Ao G1, a Polícia Militar (PM-AC) informou que os homens estavam armados com uma escopeta. Eles anunciaram o assalto, renderam os passageiros e pegaram os pertences pessoais das vítimas. A Superintendência Municipal de Transportes e Trânsito (RBTrans) afirmou que vai pedir policiamento nos ônibus que registraram assaltos.

Ainda segundo a PM, um dos assaltantes usava um uniforme de frentista. O trio deixou uma mochila no ônibus e dentro foram encontrados cartuchos de calibre .20.

O trio fugiu e guarnições fizeram buscas nos locais, mas ninguém foi encontrado. Os usuários, conforme a PM, foram orientados a registrar um boletim de ocorrência.

Ônibus invadido

Em 30 de outubro um outro assalto a um ônibus ocorreu em Rio Branco. Na ação, um grupo de assaltantes obrigou o motorista da linha Ufac Rodoviária a dirigir o veículo até um ramal enquanto assaltava todos os passageiros. De acordo com uma das vítimas, cerca de 40 pessoas estavam no ônibus.

A empresa Via Verde Transporte, responsável pela linha Ufac Rodoviária, informou após o caso que iria pedir acompanhamento policial para as 17 linhas pelas quais é responsável em Rio Branco.

Sobre os vários casos que estão sendo registrados na capital, o diretor da RBTrans, Gabriel Forneck, disse que todas as vezes o órgão pede policiamento nas linhas que registram assaltos. Ele afirma que os casos não acontecem em todas as linhas e que a situação está sendo monitorada.

“Não temos autonomia para mais nada, a não ser pedir segurança. Todas as vezes nós comunicamos os casos aos comandantes das regionais. É uma situação que acontece em algumas linhas, a gente solicita, a polícia faz rondas e consegue coibir os crimes, mas acabam migrando para outras regiões. Mas, nós fazemos os pedidos, sim”, afirma.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas