Connect with us

política

Oposição esvazia plenário para não votar as contas do governador Sebastião Viana

Publicado

em

Os deputados da base de governo e o bloco de oposição iniciaram uma queda de braço na questão da votação dos projetos de autoria do Poder Executivo, que alguns estão classificando como brincadeira de gato e rato, quando o assunto gira em torno da provação dos projetos de interesse da administração petista que entra nos seus dois últimos dois meses à frente do governo do Acre.

A bancada de oposição ao governador Sebastião Viana, do PT, traçou a estratégia e vem esvaziando o plenário da Assembleia Legislativa do Acre desde a semana passada. Na sessão desta terça-feira (06) não foi diferente. Eles protelam a votação das prestações de contas da administração petistas dos anos de 2013 e 2014, colocadas na pauta de votação pelo líder do governo, Daniel Zen.

Outra pauta que estaria travando a pauta de votações é o projeto que concede descontos de 90% os valores de multas por infrações e de acréscimos moratórios relacionados a débitos tributários de ICMS que foi encaminhado semana passada ao Pode Legislativo. Os deputados de oposição demonstraram força quando colocaram o pé na parede e fizeram o governo retirar uma proposta.

Um projeto encaminhado para Aleac pelo governador Sebastião Viana, no último dia 31, tentava assegurar a estrutura de segurança por conta do Estado aos chefes dos poderes legislativo, judiciário e executivo pelo período de 36 prorrogáveis por mais 36 meses após o término de seus mandatos. A proposta foi motivo de acalorado bate-boca na tribuna e o governo recuou.

O oposicionista Gerlen Diniz (Progressistas), um dos articuladores do esvaziamento do plenário acredita que os governistas estão querendo empurrar goela abaixo as prestações de contas do governo, sem que os deputados possam se debruçar e analisar os documentos apresentados pelo chefe do executivo. “Quem não deve não teme. Qual o motivo da pressa?”, questiona Diniz.

Segundo Diniz, a oposição quer o detalhamento das prestações de contas para fazer uma análise. O progressista pede ainda uma explicação ampla do projeto que concede descontos aos devedores de multas de ICMS. “O projeto visa mesmo aumentar a arrecadação ou seria uma forma de premiar empresários amigos? O governo precisa se explicar e afastar as dúvidas de sua iniciativa”, destaca.

O governo precisa de pelo menos 50% de deputados presentes, ou seja, 12 deputados para que haja quórum qualificado para votar os projetos do governo, mas alguns deputados reeleitos e outros derrotados estariam enxergando a possibilidade de uma aproximação com o novo governo e estariam fazendo corpo mole, destacam parlamentares governistas fieis ao governo do PT.

O cabo de guerra no legislativo poderá se manter por toda a semana. O líder do governo, o deputado Daniel Zen (PT) disse que as prestações de contas da administração petistas estão prontas para votação. “Estamos esperando apenas que o presidente coloque na pauta de votação. Os documentos foram aprovados nas comissões e agora depende apenas do presidente”, ressalta.

Os oposicionistas que passam a ser governistas a partir de 1º de janeiro temem algum tipo de pegadinha que possa comprometer o governo de Gladson Cameli (Progressistas). De acordo com a futura base de sustentação, Cameli estaria pegando um Estado falido e enfrentará muitas dificuldades nos primeiros seis meses de administração, como herança do atual governo.

Continue lendo

política

Gladson Cameli entrega veículos e 80 kits de proteção a policiais militares

Publicado

em

Por Agência de Notícia do Acre

Em solenidade de troca da Bandeira Acreana, PM foi agraciada com novos investimentos na segurança de seus homens

O governador do Estado do Acre, Gladson Cameli, entregou mais de R$ 1,7 milhão em veículos e equipamentos para a Polícia Militar do Estado do Acre, na tarde desta sexta-feira, 22, durante solenidade de celebração do Dia Internacional da Água, em Rio Branco.

Na cerimônia, em que também fez a substituição da Bandeira Acreana, no Calçadão da Gameleira, Cameli anunciou a entrega de duas vans, 49 motocicletas e 80 kits de proteção individual para uso da Polícia Militar nas atividades de patrulhamento.

“Os bandidos vão ter de respeitar os homens de bem desse estado. E aos nossos policiais, que arriscam a vida diariamente para defender nossas famílias, o meu mais sincero obrigado”, ressaltou o governador.

Segundo ele, “aos poucos a Segurança do nosso estado está no caminho certo”. E enfatizou “que ainda é difícil solucionar os problemas de 20 anos de desgoverno, quando se está à frente da administração estadual por apenas 80 dias”.

Por isso, Gladson Cameli fez um apelo à bancada acreana em Brasília para que destine emendas que possam beneficiar a população, sobretudo, na Saúde.

“Sabemos que vocês [deputados e senadores] têm mais de R$ 8 milhões a serem distribuídos [em emendas]. Portanto, me ajudem a erguer a Saúde que nossa população tanto tem clamado por melhorias”, disse Cameli.

Graças às emendas de bancadas, o Governo do Estado do Acre vai começar, já na segunda-feira, 25, os serviços de reparos da ponte que liga Brasileia a Epitaciolândia, na fronteira com a Bolívia.

“Agradeço muito o empenho dos nossos senadores e deputados federais por nos ajudarem. Na segunda-feira, já iniciaremos os serviços da ponte, mas sabemos que muito ainda precisa ser feito, e não iremos nos curvar diante dos entraves, pois estamos aqui para dar solução aos problemas do nosso estado”, pontuou o governador.

Motocicletas entregues nesta sexta-feira, 22, pelo governador Gladson Cameli; veículos vão reforçar os batalhões da PM e o patrulhamento das ruas (Foto: Diego Gurgel/Secom)

Resposta ao crime

O vice-governador, Major Rocha, ressaltou que a Segurança no Acre dará, efetivamente, as respostas que a população necessita. “Vivemos um momento novo e temos procurado dar aos profissionais da Segurança as condições necessárias de trabalho, para que estes possam fazer o que é preciso diante dos desafios”, afirmou.

“Ainda falta muito, mas diante do que já conquistamos, conseguindo reduzir os índices de crimes, muito mais ainda faremos, principalmente, cumprindo metas a pedido desses profissionais que têm trabalhado de sol a sol para zelar por nossa população”, completou Rocha.

Orgulho e gratidão

O coronel Mário César Freitas disse que a entrega dos equipamentos é uma forma de enaltecer os serviços da Polícia Militar. E cita como exemplo de valorização as capacitações que a corporação oferece.

“Mesmo com todas as dificuldades que o estado enfrenta lançamos hoje o curso de sargentos, por exemplo, com a participação de 514 militares. Por isso, nosso sentimento hoje é de orgulho e gratidão. O nosso agradecimento por todos os investimentos realizados”, disse Freitas.

Já o secretário de Segurança Pública, Paulo Cezar dos Santos, afirmou que o quadro da Segurança no Acre ainda é caótico, mas que a nova gestão trabalha firme para consertar essa deficiência.

Comandante-geral da Polícia Militar, Mário Cesar Freitas, fala de gratidão pela aparelhagem da corporação (Foto: Diego Gurgel/Secom)

“Quero reiterar a minha homenagem a essa equipe da Secretaria de Segurança, na defesa dos interesses da nossa população. Com esses equipamentos farão a diferença no dia a dia desses valorosos profissionais. Nossa Segurança precisa ser motivo de orgulho e iremos trabalhar para que ela não seja motivo de manchetes [negativas] em rede nacional”.

Participaram também da solenidade, o deputado estadual Roberto Duarte Júnior e o senador Sérgio Petecão.

 

Continue lendo

política

Após greve, quase 4 mil alunos voltam às aulas nesta segunda-feira (25) em Tarauacá

Publicado

em

Por G1 Acre

Na zona rural, mais de 3 mil alunos só devem voltar as aulas no final do mês de abril, por causa do concurso público que a prefeitura realiza para contratação de professores.

As aulas nas escolas públicas da zona urbana de Tarauacá, no interior do Acre, começam nesta segunda-feira (25). Conforme o calendário escolar do município, o ano letivo deveria ter começado em 11 de março, mas, por causa da greve dos professores, vai começar com duas semanas de atraso.

Conforme o secretário municipal de Educação, Orlando Bezerra da Silva, são quase 4 mil alunos que voltam às aulas nesta segunda. Silva explica que houve uma negociação com os professores e eles aceitaram um abono de R$ 1 mil para os professores e R$ 500 para os funcionários de apoio, que vai ser pago em dezembro deste ano.

“A gente expôs as condições financeiras do município, em relação aos índices, vendo que mediante os percentuais apresentados era impossibilitado de ter qualquer tipo de reajuste nesse percentual cobrado”, disse.

A professora Janaína Furtado explica que a categoria aceitou a proposta para que o ano letivo seja iniciado. “No entendimento de toda conjuntura da proposta que a categoria aceitou não é o que nós esperávamos, mas a categoria deliberou por aceitar”, pontuou.

Carga horária

Com a greve, o ano letivo começa em atraso e deve ser concluído no mês de janeiro de 2020. Conforme o secretário explicou, a reposição dessas aulas não poderão ser feitas aos sábados, nem através da elaboração de projetos.

“Quando retornarem na segunda [25], nós vamos conversar com os diretores e pode ir para janeiro. O aluno não pode ser prejudicado de forma alguma. Os 200 dias vão ser cumpridos e aí nós vamos estabelecer uma metodologia no sentido de que vamos ver a melhor forma possível, mas acho que vamos entrar no mês de janeiro”, ressaltou.

Continue lendo

política

Depasa e Prefeitura irão trabalhar para que Assis Brasil não fique sem água e comunicação

Publicado

em

Por O alto Acre

Assis Brasil corria risco de ficar isolado via terrestre e comunicação a qualquer momento

O pequeno município de Assis Brasil, localizado no extremo norte do estado do Acre na tríplice fronteira, distante 330km da capital Rio Branco, está correndo o risco de ficar isolado via terrestre e em parte, pela comunicação.

BR é o único acesso à cidade e tráfego com acesso ao país vizinho, o Peru.

A tempos, os moradores vêm denunciando que parte do barranco que fica ao lado da BR 317, já na chegada (ou saída), quase em frente ao quartel do Exercito Brasileiro, está cedendo e expos o cano que abastece a cidade.

Para piorar, os canos da rede de comunicação de uma empresa de telefonia e internet, também poderá ser rompido, deixando milhares de telefones fixos mudos e sem o serviço da internet. Segundo os moradores, esse problema vem crescendo há muito tempo sem que fosse sanado.

O jornal oaltoacre.com, tentou o contato com o diretor do Depasa no Acre, Thiago Caetano, para saber se o mesmo já estaria a par da situação. Por telefone, disse que já estão ciente do caso e que nesta próxima semana, o Órgão estará junto com a prefeitura, trabalhando para conter a erosão e evitar problemas futuros.

Erosão do barranco fez com que uma árvore caísse encima dos canos.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.