Rio Branco,

aaa

Recém inaugurado, raio-x do Hospital Wildy Viana não funciona e criança vai à Bolívia fazer exame

- Publicidade-

A situação do Hospital Wildy Viana, em Brasiléia, inaugurado há menos de dois meses, não é nada boa. Uma bebê de nove meses, que está com a perna quebrada, precisou ser levada a Cobija, na Bolívia, para fazer um exame de Raio-X, isso porque o aparelho do novo hospital estaria inoperante.

Por AC 24 Horas –

O caso revoltou familiares da paciente e funcionários da unidade de saúde, que denunciam o caos no hospital que leva o nome do pai do governador Sebastião Viana e do senador Jorge Viana, ambos do PT. E o problema pode ser ainda pior: não há previsão de instalação do novo aparelho no hospital.

Um funcionário do Wildy Viana, por telefone, contou que a falta de materiais é contínua na unidade. Segundo ele, faltam vários equipamentos, mas o caso do raio-x é ainda pior, já que o hospital atende casos de trauma por ser o único na região. Apenas atendimentos clínicos foram para o novo prédio.

“Colocaram para cá só a parte clínica e laboratorial, mas a administração ficou no outro prédio. Nós já fizemos reclamação no CAC do Ministério Público, para os sindicatos, e para os deputados. Tem uma deputada daqui da cidade que não faz nada, então a gente vai fazer o que? Se reclamar somos perseguidos”, alega o trabalhador, que pede anonimato.

Dias após ser inaugurado, o hospital sofreu uma outra baixa: o telhado apresentou problemas em meio a uma forte chuva e corredores da unidade ficaram alagados. Deias depois, o governador foi à cidade para inaugurar o centro cirúrgico que, com o primeiro procedimento, simbolizaria o status positivo do hospital.

O site local O Alto Acre também reportou, nesta terça-feira, dia 16, a situação da hospital. Uma informação complementar aponta que não transferiram a criança para Rio Brando porque não havia ambulância para isso, e, se houvesse, seria necessário ter três pacientes na mesma situação. O site não conseguiu falar com a Direção do hospital no telefone 3546-5000.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS