Connect with us

polícia

MP investiga médico do AC que atende pacientes como neurologista sem especialização

Publicado

em

Médico diz que atua há 40 anos como neurologista e neurocirurgião e confirmou que não tem título, mas que tem residência. CRM-AC informou que existe uma sindicância que apura a denúncia.

Por G1 Acre –

O Ministério Público do Acre (MP-AC) instaurou um inquérito civil para investigar supostas irregularidades no exercício da medicina por parte do médico Leonardo Diel. O documento foi publicado na edição desta quarta-feira (10) do Diário Eletrônico do órgão.

Conforme o MP-AC, Diel estaria atendendo, tanto em seu consultório como na Policlínica da Polícia Militar, como especialista em neurologia e neurocirurgia sem ter o título.

Ao G1, o médico informou que atua há 40 anos e que, como médico, pode atender em qualquer área. Segundo Diel, ele tem residência em neurocirurgia, mas realmente não tem título de neurologista nem de neurocirurgião.

“Sou médico e o médico faz o que quiser, não é irregularidade. Médico é médico. O próprio Conselho de Medicina diz que médico faz o que quiser. Agora, tenho atendimento preferencial. Tenho residência, tenho minha faculdade, há 40 anos trabalho como neurologista. Na época de título, houve um racha na sociedade de neurocirurgia, aí ficou dividido. Mas, não fui notificado ainda”, afirmou Diel.

O médico disse que em seu cartão e receituário estão com a informação de que ele atende como neurocirurgião e neurologista. “O atendimento é preferencial, você vai se quiser. O que interessa é que o Conselho diz que o médico tem que fazer tudo”, disse.

Sindicância no CRM-AC

A presidente do Conselho Regional de Medicina do Acre (CRM-AC), doutora Leuda Davalos, afirmou que uma sindicância que investiga o caso do médico Leonardo Diel já foi instaurada, após denúncia de um popular. Leuda informou que o CRM também já foi notificado pelo MP-AC a respeito do inquérito.

“Existe uma sindicância aberta que aguarda o relatório do sindicante que investiga propaganda irregular. O médico pode atuar em qualquer área, porém, se ele não for especialista, ele não pode anunciar. Uma comissão do CRM é responsável pela investigação desses casos, que são vários em Rio Branco, mas que correm em sigilo”, disse a presidente.

Conforme o MP-AC, o médico deve comparecer na Promotoria de Justiça Especializada de Defesa do Consumidor para prestar esclarecimentos sobre a divulgação da especialidade.

Continue lendo

polícia

ASSISTA VÍDEO -Guerra entre facções criminosas rivais: a violência urbana real e a sensação de segurança que não saiu do papel

Publicado

em

Marcos Dione e Lenilda Cavalcante, da Redação Ecos da Motícia

Um vídeo obtido pela reportagem do Ecos da Notícia mostra a invasão promovida por membros do Comando Vermelho ao bairro Hélio Melo, região conhecida como Sapolândia, em Rio Branco, na noite da última terça-feira (25). As imagens divulgadas através da internet foram gravadas pelos próprios criminosos que buscavam executar os líderes do Bonde dos 13, facção rival e que é responsável pelo tráfico naquela área.

O vídeo tem pouco mais de 5 minutos. Nele é possível ver homens portando armas de fogo apontando para as residências. Em um determinado momento, um pastor evangélico que passava pela rua numa motocicleta é parado pelo grupo. Ao informar que era pastor, o homem teve a vida poupada pelos criminosos e foi liberado para seguir viagem. Os moradores viveram momentos de pânico em meio a vários disparos.

Conforme apurado pelo Ecos da Notícia, a invasão foi em represália à morte do mecânico ocorrida na manhã de segunda (24). O jovem Leonardo Felipe Dias era morador da Sapolândia, que é área do Bonde dos 13, mas trabalhava no Mocinha Magalhães, bairro comando pelo Comando Vermelho. Ele foi executado com vários tiros de pistola por um adolescente de 17 anos, que já foi apreendido pela polícia e teria assumido a autoria do assassinato.

A íra do CV contra o B13 teria sido motivada pelo fato de o jovem trabalhador ter sido morto apenas por morar num bairro comandado por uma facção e trabalhar em outro bairro onde quem comanda é a facção rival. A execução de Leonardo Felipe, segundo revelou uma fonte, teria sido ordenada por Maycon e Felipe, homens que lideram do Bonde dos 13 na Sapolândia. Ambos estavam presos, mas foram beneficiados pelo regime de monitoramento por tornozeleira eletrônica. A dupla cortou os equipamentos e está foragida.

No vídeo, os membros do CV arrombam a casa de um dos rivais, mas o mesmo já tinha fugido e escapou de ser assassinado. Relatos de moradores enviados à nossa redação é de que foram efetuados para mais de 50 tiros. “Foram muitos tiros. De rajada, mais de 50 tiros. Todos ficamos aterrorizados com medo de acontecer alguma coisa com quem não tem culpa dessa briga deles”, disse uma leitora que optamos por preservar sua identidade.

A SEGURANÇA PÚBLICA DO ACRE REFÉM DAS FACÇÕES

Muito se fala em enfrentamento ao crime organizado no Acre. Se passam governos e o discurso continua o mesmo. Enquanto as ações não são executadas, as facções se consolidam e ganham ainda mais integrantes, aumentando assim seus poderes. Na noite em que aconteceu essa invasão na Sapolândia, apenas uma viatura da Polícia Militar foi deslocada para atender a ocorrência. O veículo da PM passou alguns minutos estacionado na entrada do bairro e foi embora. Os policiais nem chegaram a sair da viatura.

Um outro morador da região, e que também não iremos divulgar seu nome, afirma que a atitude da guarnição foi acertada. Pois se aquela equipe com apenas 3/4 policiais tivesse entrado no bairro, muito provavelmente poderiam ser mortos pelos criminosos que estavam fortemente armados e em maior número. Ele é taxativo ao dizer que na Sapolândia, a polícia não entra. E quem manda e desmanda é o crime.

“Eles vieram e ficaram alí na entrada. E foi o certo, se tivessem entrado talvez tinham sido baelados ou até mortos pelos bandidos. Os bandidos estavam em um bando maior que o número de polícia. Aqui a polícia não entra assim não. Aqui a situação é quente, como eles dizem”, diz o homem de 58 anos.

A Secretaria de Justiça e Segurança Pública do Acre (Sejusp) ainda não se pronunciou a respeito dessa situação. Nenhuma ação foi anunciada pelo governo para pacificar aquele bairro.

Continue lendo

polícia

Mais um tragédia no Juruá: Homem fica em chamas ao acender cigarro manuseando recipiente com gasolina – ASSISTA VÍDEO

Publicado

em

Da Redaçãpo Ecos da Notícia/Vídeos Jurua em Tempo

Em menos de um mês de uma tragédia com a explosão de um barco a margem do rio Juruá, no centro do município de Cruzeiro do Sul, Vale do Juruá, distante cerca de 660km da capital Rio Branco, que feriu 18 pessoas, das quais quatro morreram vítimas de queimaduras, os moradores daquela cidade são novamente chocados com um morador sofrendo queimadura graves por todo o corpo ao acender um cigarro enquanto manuseava um recipiente contendo gasolina.

Todo o incidente foi registrado por câmera de segurança de uma casa e populares filmaram o socorro.

A tragédia aconteceu na tarde desta quarta-feira (26), quando o auxiliar de mecânico Jurandir de Souza Coelho, de 31 anos caminhava na rua carregando um galão contendo gasolina.

Em um determinado momento ele se aproxima do portão de uma casa e tenta acender um cigarro quando o recipiente com o produto altamente inflamável explode no corpo de Jurandir.

Desesperado a vítima sai correndo em chamas e populares conseguem abafar o fogo usando cobertores, em seguida o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU é acionado e conduz a vítima ao Hospital daquela cidade com queimaduras de 2º e 3º graus por quase 80 por cento do corpo.

ASSISTA VÍDEO

cedidos: Jurua em Tempo

 

Continue lendo

manchete

Mãe denuncia que filho paraplégico está sem medicação e sem se alimentar à espera de atendimento no PS

Publicado

em

O jovem Edward Araújo Moreira, de 20 anos, está no Pronto Socorro de Rio Branco desde o final da tarde de ontem (25 quando foi transferido de uma Unidade de Pronto Atendimento (UPA). Ele é paraplégico e necessitava receber a transfusão de pelo menos duas bolsas de sangue.

A mãe de Edward, a dona Deijane Moreira, procurou a reportagem do Ecos da Notícia, no início da tarde dessa quarta-feira (26), para denunciar o caos dentro do maior hospital do Acre. Segundo ela, o filho está desde ontem com diarreia e sem se alimentar. Deijane relata ainda que o rapaz não está recebendo nem soro.

“Aqui está sem médico, cheio de pacientes nos corredores. Ele veio transferido da Upa pra fazer a transfusão de duas bolsas de sangue. Deram só uma, e ele está aqui jogado encima de um leito, não passa nenhum médico. Sem se alimentar”, lamenta a dona de casa.

Edward, como o Ecos da Notícia contou dias atrás numa matéria especial produzida pelos jornalistas Lenilda Cavalcante e Marcos Dione, foi diagnosticado com leucemia aos 8 anos de idade. Durante um procedimento de pulsão lombar, a coluna dele foi afetada fazendo com que ele perdesse os movimentos do tórax para baixo.

Nossa reportagem entrou em contado com o diretor do Pronto Socorro, o Dr. Welber de Lima, mas o mesmo não respondeu as ligações e mensagens enviadas ao seu telefone. A assessoria da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), informou que o hospital tinha apenas uma bolsa de sangue no estoque. E que a família precisa buscar doação.

Ainda segundo a assessoria, o paciente está sendo atendido na enfermaria. E todos os procedimentos necessários para restabelecer sua saúde estão sendo realizados. Até a publicação desta matéria o jovem não tinha se alimentado, muito menos recebido a segunda bolsa de sangue que necessita.

O tipo sanguíneo de Edward Araújo Moreira é O+.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.