Rio Branco,

aaa

Após desvio milionário, Aleac suspende contrato com empresa de Charlene Lima

- Publicidade-

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa do Acre comunicou através do Diário Oficial do Estado a suspensão do contrato com a VT Publicidade, empresa denunciada pela Polícia Federal no âmbito da Operação Hefesto por tentativa de suborno a servidor da Justiça do Trabalho e vários crimes envolvendo recursos públicos oriundos da Aleac.

A empresa de publicidade foi a mira de agentes da PF semana passada. Eles cumpriram 24 mandados, sendo 7 de prisão e 17 de buscas e apreensão, nos municípios de Rio Branco, Xapuri e Sena Madureira. Há denúncias de práticas de peculato, corrupção, lavagem de dinheiro, organização criminosa, fraude à licitação e falsidade ideológica.

A operação é fruto de meses de investigação, que teve início quando supostos membros do esquema criminoso agiam fraudando licitações de publicidade. A ideia, segundo a denúncia, era buscar aliciar servidores públicos para que impedissem a atuação dos órgãos fiscalizadores.

A operação da PF teve novos desdobramentos nesta terça-feira, 18, quando dois servidores da Assembléia Legislativa foram presos preventivamente por possíveis contatos com a proprietária da VT Publicidade presa semana passada. Conforme a denúncia, essa dupla é suspeita de obstrução de justiça e de ocultarem provas dos desvios no contrato de publicidade e ainda de pagamentos indevidos. (ac24horas)

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS