Presidente da Aleac, Ney Amorim deve prestar depoimento à Polícia Federal

Foto/Agência Aleac
Foto/Agência Aleac

Marcos Dione– O presidente da Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC), Ney Amorim (PT), deve prestar depoimento à Polícia Federal nos próximos dias. É o que afirma uma fonte do Ecos da Notícia. Durante a sessão de ontem (18), um oficial procurou o deputado petista. A intimação foi recebida por Manoel Morais, primeiro secretário da mesa diretora da Aleac.

Ney Amorim, que é candidato a uma vaga no Senado da República, faltou a sessão após a prisão de dois servidores do legislativo estadual. Um dia depois da Operação Hefesto, onde a empresária Charlene Lima e outras 6 pessoas foram presas, o deputado afirmou que iria colaborar com as investigações.

De acordo com a PF, a organização criminosa liderada por Charlene Lima, dona da empresa que gerencia a verba de mídia da Aleac, atuava por meio de notas frias e superfaturadas. O grupo pode ter desviado cerca de R$ 17 milhões. A empresária, que também é presidente do PTB e candidata a deputada federal, continua presa.

O Ecos da Notícia procurou, ainda, a assessoria de Ney, que por sua vez ficou de verificar se o mesmo foi realmente intimado ou não, mas não deu retorno até a publicação desta matéria.

Você pode gostar

Mais Notícias
Ver Mais