Connect with us

polícia

Mulher sofre violência psicológica por quase 20 anos e é primeiro caso denunciado pelo MP no Acre

Publicado

em

O Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) ofereceu, na última sexta-feira (14), à Justiça a primeira denúncia do estado relacionada a um caso comprovado de violência psicológica. Segundo o órgão divulgou nesta segunda (17), a denúncia foi feita pela 13ª Promotoria de Justiça Especializada no Combate à Violência Doméstica e Familiar Contra a Mulher.

O caso denunciado é de uma vítima que sofreu violência psicológica durante quase 20 anos em que viveu com o marido. A denúncia aponta que a violência teria se intensificado após ela pedir a separação.

A violência psicológica contra as mulheres é definida como “qualquer conduta que lhe cause dano emocional e diminuição da autoestima ou que lhe prejudique e perturbe o pleno desenvolvimento ou que vise degradar ou controlar suas ações”, destaca o órgão baseado no conceito da Organização Mundial de Saúde.

O MP afirma que quando a violência psicológica é informada, as vítimas são encaminhadas a um psicólogo para a produção de um relatório. Em seguida para um psiquiatra que deve fazer um laudo para confirmar a violência psicológica sofrida e assim ser possível tipificar a lesão corporal qualificada.

Violência doméstica

Uma média de quatro mulheres sofreram violência doméstica por dia em Rio Branco nos seis primeiros meses de 2018. Os dados são da Delegacia Especializada em Atendimento à Mulher (Deam).

O balanço mostra que foram instaurados 882 inquéritos por injúria, ameaças, calúnia, vias de fato, lesão corporal, pertubação da tranquilidade e outros. Além desses casos de violência doméstica, a delegacia atendeu 28 casos de estupro no primeiro semestre do ano.

Em 2018, o número de mulheres agredidas pelos companheiros, namorados e maridos, entre outros, reduziu para 882. Porém, os casos de estupro aumentaram de 13 para 28. Na maioria das vezes, segundo a coordenadora da Deam, delegada Kelcinaira Mesquita, a vítima pede medida protetiva para o agressor não se aproximar mais.

O crime mais registrado contra as mulheres é o de ameça. A Deam atendeu 370 mulheres ameaçadas no primeiro semestre desse ano. Logo em seguida aparece o crime de lesão corporal, com 284 casos. Segundo a delegada, quase 100% das vítimas exigem medida protetiva. (G1/Acre)

Continue lendo

polícia

Jovem é preso com pacotes de maconha e cocaína em táxi em Sena Madureira

Publicado

em

Por Alto Acre

Foi encontrado na bolsa que dele quatro tabletes de maconha e três pacotes de cocaína.

A Polícia Militar, por meio do 8° BPM, CPO II apreendeu uma considerável quantidade de entorpecente nas proximidades do Cristo Libertador, em Sena Madureira.

Na ocasião, os militares em patrulhamento de rotina abordaram Jorge Luiz Bismark dos Santos, 23 anos, que vinha no táxi em atitude que  suspeita.

Foi encontrado na bolsa que dele quatro tabletes de maconha e três pacotes de cocaína, pesando, ao todo, 1,778 kg.

Por isso, o autor e o ilícito foram entreguem à delegacia de Polícia Civil de Sena Madureira para os procedimentos cabíveis.

Continue lendo

polícia

Jovem sai para caçar com amigos e é achado morto quatro dias depois em rio no interior do AC

Publicado

em

Por G1 Acre

Suspeita é que ele tenha morrido com tiro acidental de armadilha que montou. Corpo foi achado flutuando em rio.

Jardesson da Silva Maia saiu de casa no último sábado (11) para caçar com amigos em uma comunidade do município de Rodrigues Alves, no interior do estado.

No último domingo (12), Maia deixou um acampamento onde estava com o grupo para resgatar uma espingarda que tinha instalado como armadilha para animais na floresta e não retornou.

No dia seguinte ao desaparecimento do jovem, os amigos ainda encontraram a arma, a roupa dele e alguns utensílios, mas não conseguiram localizá-lo.

A família acionou o Corpo Bombeiros, que se prepara para ir ao local com apoio de homens da PM, por se tratar de uma região no limite da fronteira, onde há a ação de traficantes brasileiros e peruanos.

Orientados pelo Corpo de Bombeiros, familiares voltaram à comunidade para fazer buscas superficiais no igarapé Branco, afluente do rio Paraná do Mouras, onde ele teria desaparecido e nesta quinta-feira (16) e conseguiram encontrar o corpo flutuando.

De acordo com o comando do Corpo de Bombeiros, a suspeita é que Maia tenha sido vítima de um disparo acidental da sua própria espingarda. Com a enchente do igarapé, o dispositivo que acionava a armadilha foi coberto pela água e ele teria mergulhado para tentar desativar.

Continue lendo

polícia

Caçamba carregada de madeira atropela e mata mulher de 19 anos na BR 364

Publicado

em

Kennedy Leandro, da Redação Ecos da Notícia

A BR 364 foi palco de três mortes por acidente de trânsito somente na noite desta sexta-feira (19), em dois acidentes.

Na altura do km 01 da BR 364, a jovem Larissa da Silva Trindade, de 19 anos foi atropelada e morta por uma caçamba que transportava pranchas de madeira, na rotatória do Posto Correntão.

De acordo com informações, a jovem trafegava em uma bicicleta, e na rotatória entre a BR 364 e a Rodovia AC 40, a caçamba bateu na ciclista e passou por cima.

Gravemente ferida, a vítima foi socorrida por uma equipe de suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel – SAMU, mas a caminho do Pronto Socorro, não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu dentro da ambulância. O corpo da jovem foi levado para a sede do Instituto Médico Legal – IML.

Motorista tenta fugir, mas é preso pela polícia

De acordo com informações, o motorista da caçamba identificado pelo nome de Gilson da Silva Barbosa não teria parado a caçamba após o acidente e tentou se evadir, sendo perseguido pela Polícia de trânsito e interceptado na Via Verde, em frente a Unidade de Pronto Atendimento – UPA do 2° Distrito.

De acordo com a polícia, o motorista estaria com a carteira Nacional de Habilitação – CNH vencida desde o ano de 2015.

O motorista foi preso e encaminhado a Delegacia de Flagrantes – DEFLA.

 

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.