Connect with us

polícia

Charlene Lima e comparsas são transferidas para ala feminina do presídio da capital

Publicado

em

Foto/Reprodução

A publicitária Charlene Lima, proprietária da empresa VT Publicidade, que gerenciava o setor de Marketing da Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC), a sua advogada Tatyana Campos e outras três funcionárias da agência são 5 das 7 pessoas presas nesta quinta-feira (13) durante a Operação Hefesto, da Polícia Federal.

De acordo com o AcJornal, outros dois homens presos na mesma operação continuam na sede da PF em Rio Branco, enquanto Charlene, sua advogada e funcionárias devem ser conduzidas nesta sexta (14) ao Complexo Penitenciário Francisco d’Oliveira Conde (FOC). A acusação é de extorsão a servidores da Justiça do Trabalho.

As 5 mulheres vão para o chamado “Berçario”, ala feminina da penitenciária considerada a mais segura de todas, onde ficam as detentas grávidas e outras com filhos menores. O grupo investigado por suposta fraude em contratos públicos na Aleac teria tentado subornar servidores da Justiça do Trabalho para encobrir esquema.

Charlene Lima também é presidente do PTB e candidata a deputada federal pelo partido. O delegado federal Vitor Negraes, responsável pelas investigações, afirmou que a operação investiga corrupção e desvio de recursos públicos e, que a ação teve apoio da Justiça Federal, Justiça do Trabalho. Além da própria Polícia Federal.

“A Justiça do Trabalho, em demanda de processo trabalhista, verificou que haviam fraudes relacionados a órgãos públicos e noticiou que iria notificar os órgãos competentes. Em razão disso, o grupo tentou evitar que esses ofícios fossem enviados para os órgãos, tentando aliciar os servidores, e a partir daí se desenrolou as investigações”, disse Negraes.

A Polícia Federal afirmou, ainda, que a Assembleia Legislativa do Acre (ALEAC) foi vítima do grupo criminoso. Com notas frias e superfaturadas, Charlene e seus comparsas podem ter desviado cerca de R$ 17 milhões.

“Pelo que foi apurado, a fraude consistia na apresentação de notas fiscais frias ou superfaturadas e, a partir dessa apresentação, se desviava o dinheiro. Os fatos que estão sendo apurados estão relacionados a contratos que somados podem chegar a R$ 17 milhões”, concluiu o delegado.

Continue lendo

polícia

PM apreende seis armas de fogo, munições e entorpecentes em um dia em Rio Branco

Publicado

em

Da Redação Ecos da Notícia/Ascom PMAC
Policiais militares que atuam na capital apreenderam  seis armas de fogo, além de munições de diferentes calibres e substâncias entorpecentes, em ações realizadas em áreas distintas da capital.
Segundo informações policiais as apreensões ocorreram nos bairros Santa Inês, Belo Jardim, Adalberto Sena, Rui Lino. Na ocasião os policiais apreenderam duas pistolas, duas escopetas e dois revólveres, além de munições de diversos calibres, e entorpecentes aparentando ser maconha, cocaína e crack.
Todas as apreensões foram encaminhadas as delegacias especializadas, para que fossem tomadas as providências cabíveis aos fatos.

Continue lendo

polícia

PM inicia Operação Papai Noel

Publicado

em

Redação Ecos da Notícia/Ascom PM
O comando da Polícia Militar do Acre (PMAC) realizou na manhã de sexta-feira, 16 de novembro, no Calçadão da Benjamin Constant, o lançamento da primeira fase da Operação Papai Noel.
A Operação Papai Noel tem por objetivo aumentar e intensificar o policiamento ostensivo na capital e interior do estado, coibindo e prevenindo ações delituosas.
O Comandante-Geral da PM, Coronel Marcos Kinpara, falou sobre o desenvolvimento da operação.
“A Polícia Militar está nas ruas constantemente, atuando com empenho em proteger a sociedade,  a Operação Papai Noel é um reforço no policiamento empregado diariamente.” Finalizou o comandante.

Continue lendo

polícia

Presidiário monitorado e dois comparsas são presos pela ROTAM por tráfico de drogas

Publicado

em

Redação Ecos da Notícia

Laboratório de refino de cocaína foi montado na casa de presidiário monitorado

Trio preso suspeito de tráfico de drogas e líder é presidiário monitorado por tornozeleira. Foto/ Ecos da Notícia

Se a ordem é não sair de casa o presidiário monitorado por tornozeleira Washington Feitosa Germano seguiu à risca, mas esqueceu do mais importante, que é não voltar ao crime.

Na noite de quinta-feira (15), uma guarnição da ROTAM recebeu uma denúncia anônima dando conta, que em uma residência na rua Santos Dumont no bairro Aeroporto Velho, alguns homens estariam fazendo refino de cocaína.

No endereço citado pelo denunciante os policiais militares flagraram o presidiário monitorado por tornozeleira Washington Feitosa Germano, dono da casa e dois comparsas identificados pelos nomes de Gustavo Falcão de Oliveira e Auriano Almeida da Silva que estariam fazendo o refino de cocaína e preparando embalagens com o entorpecente.

Segundo informações na garagem da casa estava guardado um veículo modelo Corolla, que o proprietário alegou não ser de propriedade dele e que uma pessoa desconhecida pediu para guardar na garagem.

No interior da residência foram apreendidos meio qui8lo de cocaína, cerca de 50 gramas de pasta base de cocaína, insumos para embalagens e produtos químicos que foram adicionados ao entorpecente.

O trio, droga e carro foram levados para a Delegacia de Flagrantes – DEFLA para os procedimentos necessários.

 

Continue lendo

Trending

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.