Connect with us

geral

Câncer no Brasil pode aumentar em 78% nos próximos 20 anos

Publicado

em

© iStock

câncer avança e 18,1 milhões de novos casos serão registrados em 2018 no mundo, com um total de 9,6 milhões de mortes. Os dados foram publicados nesta quarta-feira (12) pela Agência para a Pesquisa do Câncer, entidade ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS).

O levantamento alerta que, se nada for feito, as incidências vão atingir 29,4 milhões de novos casos em 2040, uma expansão de 63% nos próximos 20 anos. A mortalidade deve subir de 9,6 milhões de pessoas hoje para 16,3 milhões em 2040.

Essa é a primeira vez desde 2012 que novos números estão sendo publicados. Há cinco anos, eram 14,1 milhões de novos casos e 8,2 milhões de mortes. O que as entidades alertam ainda é que serão os países emergentes que mais registrarão o aumento de casos, com um salto de 62% até 2040 e um total de 10 milhões de novos casos.

De acordo com o levantamento, o Brasil somará em 559 mil novos casos de câncer, com 243 mil mortes, em 2018. Mas as projeções da entidade apontam que a doença pode sofrer um aumento de 78,5% até o ano de 2040, um dos maiores saltos entre as principais economias. No total, 998 mil novos casos serão registrados.

“Não é uma boa notícia”, admitiu um dos cientistas da agência, Jacques Ferlay. Para ele, os efeitos do tabaco, obesidade e falta de atividade física podem explicar em parte o salto.

Hoje, o câncer mais frequente no Brasil é o de mama, com 85,6 mil casos, 15,3% do total. O segundo lugar é o de próstata, com 84,9 mil. Mas essa é a doença que mais mata entre os incidentes de câncer, com 30% dos casos.

Hoje, de acordo com o levantamento, um em cada cinco homens e uma em cada seis mulheres desenvolverão o câncer durante suas vidas. A taxa de mortalidade é elevada. Um em cada oito homens e uma em cada onze mulheres morrerão pela doença.

No total, 43,8 milhões de pessoas no mundo estão vivendo os cinco anos de prevalência do câncer e 1,3 milhão delas estão no Brasil. Há cinco anos, eram 32 milhões de pessoas nessa situação. Se parte da explicação é a capacidade de um número maior de pessoas de sobreviver à doença, ela não é o único motivo.

De acordo com a pesquisa, o envelhecimento da população e mudanças de estilo de vida ligado ao desenvolvimento social são dois dos fatores que estão contribuindo para os números cada vez mais elevados.

“Isso é o caso também de economias emergentes que estão crescendo rapidamente e onde uma mudança é observada de infecções ligadas à pobreza para câncer associada com o estilo de vida mais parecido a países industrializados”, indicou.

Alimentação, bebida, falta de atividades físicas e envelhecimento seriam alguns dos principais fatores. Mas a agência diz não ter ainda dados que sustentem a teoria de que a introdução massiva de novas tecnologias e telefones celulares possam ter um impacto no número de doenças.

Ainda assim, as regiões mais desenvolvidas do mundo são responsáveis por um volume desproporcional de incidentes da doença. A Europa, com apenas 9% da população mundial, conta com 23% dos incidentes de câncer no mundo. A Ásia, com 60% da população mundial, registra 48% dos casos de câncer no mundo.

Incidência

Juntos, mama, pulmão e colorretal representam um terço de todos as incidências de câncer no mundo. Em 2018, a estimativa é de que 2,1 milhão de pessoas serão afetadas por câncer de pulmão e 1,8 milhão de pessoas irão morrer. O câncer de pulmão é ainda a principal causa de morte entre os cerca de 30 tipos de câncer.

Mas um dos alertas se refere ao aumento de incidência da doença entre mulheres, onde já é a primeira causa de morte em 28 países. As taxas mais elevadas entre as mulheres estão na América do Norte, Europa (com especial destaque para Holanda e Dinamarca), além de China e Austrália.

Mas a esperança é de que, nos países ricos, o câncer ligado ao cigarro deve atingir seu pico em 20 anos e começar a cair.

Já o câncer de mama também afeta 2,1 milhões de pessoas e é o mais comum em 154 dos 185 países. Mas, por conta de sua alta taxa de diagnóstico, é apenas o quinto que mais mata, com 627 mil casos por ano. Ainda assim, trata-se do maior responsável por mortes de mulheres entre os diferentes tipos de câncer.

O câncer colorretal vem na terceira posição e atinge 1,8 milhão de pessoas, contra 1,3 milhão de incidentes de próstata.

“Esses números mostram que muito ainda precisa ser feito para lidar com o aumento alarmante do câncer e que a prevenção tem um papel importante”, disse Christopher Wild, diretor da agência.

Freddie Bray, chefe do sistema de monitoramento, também alerta que, hoje, menos de 40 países tem a capacidade de um diagnóstico de qualidade de câncer para a população. Com informações do Estadão Conteúdo.

Continue lendo

geral

Traficante brasileiro mata mulher no Paraguai para evitar extradição

Publicado

em

Por HORA POR ESTADAO CONTEUDO

Crime foi cometido por Marcelo Piloto, chefão do Comando Vermelho, dentro da prisão em que se encontra, durante o horário de visita

narcotraficante brasileiro Marcelo Pinheiro Veiga, o Marcelo Piloto, é suspeito de ter assassinado uma jovem mulher que o teria visitado, neste sábado (17), no grupamento especializado da Polícia Nacional, onde está preso, em Assunção, no Paraguai. Conforme o jornal local ABC Color, o crime seria “uma medida extrema para evitar sua extradição para o Brasil”. Ele é integrante da facção Comando Vermelho (CV), do Rio.

A Justiça do Rio condenou Piloto a uma pena de 26 anos de prisão. No Paraguai, ele está preso por homicídio e falsificação de documentos, mas foi aberto um processo para sua extradição, atendendo a pedido da justiça brasileira.

Conforme a imprensa paraguaia, o brasileiro teria usado uma faca de sobremesa para golpear seguidamente a jovem Lidia Meza Burgos, de 18 anos, que fora visitá-lo neste sábado. A vítima é da cidade de General Resquín, no departamento de San Pedro. O assassinato da mulher foi confirmado pelo chefe do grupamento, Germán Real Medina.

Após ouvir gritos, os agentes foram ao local e encontraram a mulher ensanguentada. A vítima chegou a ser levada para o Hospital de Barrio Obrero, em Assunção, mas não resistiu. O corpo passou por perícia e foi levado ao necrotério oficial.

Notícias ao Minuto

De acordo com a imprensa paraguaia, o assassinato seria uma “estratégia macabra e desesperada” do narcotraficante para barrar sua extradição para o Brasil, já que todas os recursos judiciais foram esgotados sem sucesso. Nesta sexta-feira, 16, a Justiça havia negado pedido da noiva de ‘Piloto’, Marisa de Souza Penna, também reclusa em estabelecimento penal, que pretendia casar-se com ele na prisão. O casamento com uma paraguaia poderia dificultar a extradição.

Antes ‘Piloto’ havia dado uma entrevista denunciando o pagamento de propinas a autoridades policiais paraguaias em troca de proteção. A advogada dele, a argentina Laura Marcela Casuso, que organizou a coletiva, foi assassinada a tiros, na segunda-feira, 12, em Pedro Juan Caballero, na fronteira com o Brasil.

As autoridades paraguaias também divulgaram neste mês um vídeo em que o CV ameaça matar a procuradora-geral do Paraguai, Sandra Quiñonez, em represália à ação dela pela extradição de Marcelo Piloto. Se confirmada a autoria do assassinato, Piloto terá de responder ao inquérito, dificultando a extradição.

Continue lendo

geral

Confira a lista de estudantes da Ufac habilitados para fazer o Enade

Publicado

em

Redação Ecos da Notícia/com informações Ascom UFAC

A lista eletrônica de convocados para as provas da edição de 2018 do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) foi divulgada pela Pró-Reitoria de Graduação (Prograd), por meio da Diretoria de Apoio ao Desenvolvimento do Ensino (Diaden) na tarde de sexta-feira, 16.

Fazem parte da lista dos habilitados para o exame alunos concluintes regulares dos cursos de Direito, Comunicação Social/Jornalismo, Psicologia e Ciências Econômicas.

O exame será no dia 25 de novembro. Pelo horário de Brasília, os portões abrem às 12h e fecham às 13h. A prova começa 13h30 e vai até 17h30. O exame é obrigatório para os selecionados e condição indispensável para a emissão do histórico escolar. O convocado deve fazer as provas, independentemente da organização curricular adotada pela instituição em que estuda.

Realizado pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), sob a orientação da Comissão Nacional de Avaliação da Educação Superior (Conaes), o Enade de 2018 conta com o apoio técnico de comissões assessoras de área (CAA). O exame, parte integrante do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (Sinaes), mede o desempenho dos estudantes em relação aos conteúdos programáticos, às habilidades e competências, aos conhecimentos sobre a realidade brasileira e mundial e sobre as demais áreas do conhecimento.

Confira a lista dos alunos convocados para o Enade 2018: 

Lista alunos Enade 2018

Continue lendo

geral

Com quase 22 mil casos de malária, cidades do Vale do Juruá devem receber 35 mil mosquiteiros

Publicado

em

Por Iryá Rodrigues, G1 AC — Cruzeiro do Sul

Secretaria diz que Ministério da Saúde confirmou entrega, mas ainda não divulgou a data e nem quantos mosquiteiros vão para cada cidade. Cruzeiro do Sul, Rodrigues Alves e Mâncio Lima que devem receber.

Com quase 22 mil casos confirmados de malária de janeiro a outubro deste ano, três cidades do Vale do Juruá devem receber do Ministério da Saúde 35 mil mosquiteiros para ajudar no combate à doença. A informação foi confirmada, nesta sexta-feira (9), pela Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre). Não foi divulgada a data da entrega e nem quantos mosquiteiros vão para cada cidade.

Entre as cidades acreanas que vão receber os mosquiteiros impregnados com inseticidas de longa duração estão Cruzeiro do Sul, Mâncio Lima e Rodrigues Alves. Segundo a Saúde, a medida deve beneficiar mais de 45 mil pessoas nesses municípios que são considerados prioritários no enfrentamento da doença.

Conforme dados do boletim epidemiológico, no mês de outubro Cruzeiro do Sul registrou 902 casos da doença. Um aumento de 8% em relação ao mês anterior, quando foram registrados 836 casos de malária. De janeiro a outubro deste ano, a cidade diagnosticou 11.177 casos da doença.

Já a cidade de Rodrigues Alves teve 258 casos de malária em outubro deste ano. O 6,5% menor que em setembro, quando foram diagnosticados 276 casos. Ao todo, nos primeiros dez meses do ano, a cidade registrou 3.556 casos de malária.

Em Mâncio Lima houve uma redução de 17,5% em um mês nos casos de malária. De acordo com os dados, no mês de outubro foram registrados 372 casos da doença e em setembro 451. De janeiro a outubro foram registrados 6,6 mil casos.

Continue lendo

Trending

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.