Connect with us

geral

Câncer no Brasil pode aumentar em 78% nos próximos 20 anos

Publicado

em

© iStock

câncer avança e 18,1 milhões de novos casos serão registrados em 2018 no mundo, com um total de 9,6 milhões de mortes. Os dados foram publicados nesta quarta-feira (12) pela Agência para a Pesquisa do Câncer, entidade ligada à Organização Mundial da Saúde (OMS).

O levantamento alerta que, se nada for feito, as incidências vão atingir 29,4 milhões de novos casos em 2040, uma expansão de 63% nos próximos 20 anos. A mortalidade deve subir de 9,6 milhões de pessoas hoje para 16,3 milhões em 2040.

Essa é a primeira vez desde 2012 que novos números estão sendo publicados. Há cinco anos, eram 14,1 milhões de novos casos e 8,2 milhões de mortes. O que as entidades alertam ainda é que serão os países emergentes que mais registrarão o aumento de casos, com um salto de 62% até 2040 e um total de 10 milhões de novos casos.

De acordo com o levantamento, o Brasil somará em 559 mil novos casos de câncer, com 243 mil mortes, em 2018. Mas as projeções da entidade apontam que a doença pode sofrer um aumento de 78,5% até o ano de 2040, um dos maiores saltos entre as principais economias. No total, 998 mil novos casos serão registrados.

“Não é uma boa notícia”, admitiu um dos cientistas da agência, Jacques Ferlay. Para ele, os efeitos do tabaco, obesidade e falta de atividade física podem explicar em parte o salto.

Hoje, o câncer mais frequente no Brasil é o de mama, com 85,6 mil casos, 15,3% do total. O segundo lugar é o de próstata, com 84,9 mil. Mas essa é a doença que mais mata entre os incidentes de câncer, com 30% dos casos.

Hoje, de acordo com o levantamento, um em cada cinco homens e uma em cada seis mulheres desenvolverão o câncer durante suas vidas. A taxa de mortalidade é elevada. Um em cada oito homens e uma em cada onze mulheres morrerão pela doença.

No total, 43,8 milhões de pessoas no mundo estão vivendo os cinco anos de prevalência do câncer e 1,3 milhão delas estão no Brasil. Há cinco anos, eram 32 milhões de pessoas nessa situação. Se parte da explicação é a capacidade de um número maior de pessoas de sobreviver à doença, ela não é o único motivo.

De acordo com a pesquisa, o envelhecimento da população e mudanças de estilo de vida ligado ao desenvolvimento social são dois dos fatores que estão contribuindo para os números cada vez mais elevados.

“Isso é o caso também de economias emergentes que estão crescendo rapidamente e onde uma mudança é observada de infecções ligadas à pobreza para câncer associada com o estilo de vida mais parecido a países industrializados”, indicou.

Alimentação, bebida, falta de atividades físicas e envelhecimento seriam alguns dos principais fatores. Mas a agência diz não ter ainda dados que sustentem a teoria de que a introdução massiva de novas tecnologias e telefones celulares possam ter um impacto no número de doenças.

Ainda assim, as regiões mais desenvolvidas do mundo são responsáveis por um volume desproporcional de incidentes da doença. A Europa, com apenas 9% da população mundial, conta com 23% dos incidentes de câncer no mundo. A Ásia, com 60% da população mundial, registra 48% dos casos de câncer no mundo.

Incidência

Juntos, mama, pulmão e colorretal representam um terço de todos as incidências de câncer no mundo. Em 2018, a estimativa é de que 2,1 milhão de pessoas serão afetadas por câncer de pulmão e 1,8 milhão de pessoas irão morrer. O câncer de pulmão é ainda a principal causa de morte entre os cerca de 30 tipos de câncer.

Mas um dos alertas se refere ao aumento de incidência da doença entre mulheres, onde já é a primeira causa de morte em 28 países. As taxas mais elevadas entre as mulheres estão na América do Norte, Europa (com especial destaque para Holanda e Dinamarca), além de China e Austrália.

Mas a esperança é de que, nos países ricos, o câncer ligado ao cigarro deve atingir seu pico em 20 anos e começar a cair.

Já o câncer de mama também afeta 2,1 milhões de pessoas e é o mais comum em 154 dos 185 países. Mas, por conta de sua alta taxa de diagnóstico, é apenas o quinto que mais mata, com 627 mil casos por ano. Ainda assim, trata-se do maior responsável por mortes de mulheres entre os diferentes tipos de câncer.

O câncer colorretal vem na terceira posição e atinge 1,8 milhão de pessoas, contra 1,3 milhão de incidentes de próstata.

“Esses números mostram que muito ainda precisa ser feito para lidar com o aumento alarmante do câncer e que a prevenção tem um papel importante”, disse Christopher Wild, diretor da agência.

Freddie Bray, chefe do sistema de monitoramento, também alerta que, hoje, menos de 40 países tem a capacidade de um diagnóstico de qualidade de câncer para a população. Com informações do Estadão Conteúdo.

Continue lendo

geral

Prefeitura vai sortear um carro 0 KM e 3 motos para quem estiver com o IPTU em dia

Publicado

em

Departamento de Comunicação da PMRB

Lançada no mês de abril, a campanha “IPTU em dia dá prêmios” vai sortear no começo do mês de dezembro, um Fiat Mobi 0 km e três motos Honda entre os contribuintes que tiverem efetuado, até o prazo do vencimento, o pagamento do imposto predial e territorial urbano (IPTU).

Segundo informou o secretário Municipal de Finanças, Edson Rigaud, atualmente são cadastrados em Rio Branco 85 mil imóveis que deveriam pagar o IPTU, no entanto, a inadimplência chega a 48%. “A arrecadação do IPTU em Rio Branco é muito baixa não sendo está uma das principais fontes de recursos da Prefeitura, mas é um recurso que deixa de entrar nos cofres municipais e que poderia ser revertido em benefícios para a cidade.”, observou.

Assim como o programa “Nota Premiada”, que sorteia prêmios mensais para quem pede nota fiscais nos estabelecimentos que prestam serviços, o “IPTU em dia dá prêmios”, tem como objetivo incentivar os contribuintes a fazerem sua parte no recolhimento dos impostos devidos ao Município e, assim, aumentar a arrecadação.

Os respectivos contratos com as concessionárias dos veículos já foram assinados no pela Prefeitura de Rio Branco e os veículos já está à disposição do certame.

Este é mais um dos incentivos que a Prefeitura de Rio Branco está proporcionando para que contribuintes paguem os impostos devidos. Este ano, foi concedido desconto de 20% para quem efetuou o pagamento do IPTU em cota única até o dia 11 de abril ou a possibilidade de parcelamento em até cinco vezes, com última cota vencendo neste mês de agosto.

Ainda de acordo com o secretário Edson Righau, este tem sido um ano difícil para a arrecadação. “Nós estamos num momento de retração econômica na nossa cidade, no País. Em Rio Branco, a gente monitorando o ISS [Imposto Sobre Serviços], no volume de notas fiscais emitidas, já estamos percebendo uma retração significativa em relação ao ano passado. E sem arrecadação a gente não consegue prestar os serviços públicos. A receita própria é muito importante para que alcancemos os objetivos da gestão.”, ressaltou.

Continue lendo

geral

Prefeitura de Rio Branco é uma das 30 pré-finalistas ao Prêmio MuniCência

Publicado

em

Por Departamento de Comunicação da PMRB

O Webpúblico – Sistema Integrado de Gestão Municipal, apresentada pela Prefeitura de Rio Branco, foi escolhido entre os 30 pré-finalistas ao Prêmio MuniCiência – Municípios Inovadores, ciclo 2019-2020, realizado pela Confederação Nacional dos Municípios (CNM), em parceria com a União Europeia.

O prêmio é uma ação pioneira destinada a gestores (as) municipais, com o objetivo de identificar, analisar, promover e compartilhar experiências inovadoras implementadas pelos prefeitos e prefeitas nas cinco regiões do Brasil.

De acordo com o edital do prêmio, essas práticas, para serem inovadoras, devem ser inéditas nos municípios ou apresentar novas estratégias, de forma a contribuir significativamente para a melhoria da gestão municipal.

Por meio de processo seletivo aberto e transparente, a CNM espera reconhecer os gestores que têm buscado alternativas inovadoras para os seus municípios, além de disponibilizar soluções adaptáveis e acessíveis para outros municípios brasileiros.

A Prefeitura concorreu com duas iniciativas: 1 – Webpúblico – Sistema Integrado de Gestão Municipal e 2 – Sistema G-MUS – Gestão Municipal de Saúde de Rio Branco-AC. No dia 03 de outubro será anunciado o resultado da 2º fase, quando serão anunciadas as 10 iniciativas finalistas.

Webpúblico – Sistema Integrada de Gestão Municipal

A plataforma do sistema Webpúblico foi desenvolvida exclusivamente para a Prefeitura de Rio Branco. Trata-se de um Enterprise Resource Planning/Sistema Integrado de Planejamento das atividades gerenciais municipais. A ideia foi utilizar uma arquitetura que permitisse unificar todos os processos gerenciais em uma única plataforma, garantindo multidisciplinariedade, segurança e resultados positivos para a governança.

São gerenciadas áreas como: recursos humanos, compras e licitações, contratos, almoxarifado, frotas, obras, protocolo, patrimônio, tributário, orçamentário, contábil, planejamento estratégico, transporte, trânsito, previdência e portais de serviços on-line.

A plataforma é composta por 7 subsistemas e 45 módulos integrados, de forma a possibilitar o cruzamento e vinculação de informações, desde o início da licitação até conclusão do processo de pagamento, por exemplo. Cerca de mil servidores utilizam a ferramenta, que também tem interface com outros sistemas da Prefeitura.

Análise criteriosa

De acordo com a comissão que organiza o Prêmio, as propostas classificadas foram escolhidas após análise criteriosa da Comissão Técnica Avaliadora e do Conselho Político da CNM. No total, esta edição recebeu 235 inscrições homologadas – prefeituras e consórcios municipais concorrem ao prêmio.

Agora, os selecionados têm de 12 agosto a 2 de setembro para complementar informações e evidências, além de enviar um depoimento do prefeito em um vídeo de até dois minutos.

As 10 finalistas seguirão ainda para votação popular, pela internet, no período de 7 de outubro a 31 de março, que definirá as cinco vencedoras. Os gestores das primeiras colocadas participarão de um seminário internacional para troca de experiências. O resultado final será anunciado na XXIII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios.

O Prêmio MuniCiência está na terceira edição. A proposta é identificar, reconhecer e compartilhar iniciativas municipais inovadoras e transformadoras, com impactos positivos na administração pública e para a sociedade.

UniverCidades

O MuniCiência faz parte do Projeto UniverCidades, que é uma plataforma para o desenvolvimento e a governança municipal, realizado pela CNM com o apoio da União Europeia no Brasil.

O projeto considera a demanda dos prefeitos e, como uma das primeiras atividades desenvolvidas, fez pesquisa junto aos gestores para compreender as características de suas demandas por conhecimentos e informações, além de um levantamento que busca identificar arranjos e parcerias já existentes entre centros de ensino e pesquisa e os Municípios.

Continue lendo

geral

Governo decreta estado de alerta ambiental e estabelece ação integrada dos órgãos no combate às queimadas

Publicado

em

Por Agência de Notícia do Acre

O Governo do Acre publicou nesta sexta-feira, 16, o decreto nº 3.776 que declara estado de alerta ambiental no Estado. Essa atitude do governador Gladson Cameli demonstra a necessidade de uma ação integrada dos órgãos ambientais do estado, municípios, Ministério Público Estadual (MPE), de instituições do terceiro setor e também da população no combate às queimadas.

De acordo com o secretário de Estado de Meio Ambiente, Israel Milani, os meses de julho, agosto e setembro são considerados os mais críticos no que diz respeito à escassez de chuvas na Amazônia Sul-ocidental. “Existe a necessidade de se adotar medidas de prevenção e preparação para hipótese de ocorrência de desastres na modalidade de incêndios e estiagem severas”, comentou.

O secretário lembrou que a diminuição das chuvas acarreta a queda da Umidade Relativa do Ar (URA), potencializando a ocorrência de queimadas descontroladas e incêndios florestais, também devido à elevação da evapotranspiração e da temperatura. “Numa situação de alerta ambiental, o que podemos pedir a população é que evite realizar qualquer tipo de queima”, disse.

De acordo com o decreto, em razão do Estado de Alerta, a Defesa Civil Estadual (CEPDEC) poderá requisitar apoio técnico e logístico de toda a estrutura administrativa direta e indireta estadual objetivando a prevenção, o combate e o controle de incêndios e queimadas.

Outra importante determinação é a criação da Sala de Situação para diagnosticar a situação das queimadas, além de reunir as informações e dados objetivando subsidiar a tomada de decisão por parte do poder público.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.