Connect with us

esporte

Fluminense vence e complica Botafogo na luta contra rebaixamento

Publicado

em

Gol da vitória foi de Digão

© LUCAS MERÇON / FLUMINENSE F.C.

Após três rodadas sem vitórias, o Fluminense voltou a vencer na tarde deste domingo (9), no Maracanã. Com um gol de Digão, o tricolor derrotou Botafogo por 1 a 0.

Em partida intensa, o Fluminense teve chance de abrir o placar logo aos 3min. Dodi apareceu bem pela direita e cruzou na medida para Kayke. O centroavante se posicionou bem, mas viu a bola quicar de maneira irregular e passar por cima.

Apesar da pegada forte, o Botafogo mostrava dificuldade de ficar com a bola. Além disso, o time não conseguia oferecer perigo nos contra-ataques.

Assim, o cenário ficou de pressão total para o Fluminense, que não demorou para abrir o placar. Em cobrança de escanteio, Everaldo tentou bicicleta, mas a finalização saiu torta. Digão foi esperto, se antecipou e, de biquinho, mandou para o fundo das redes: 1 a 0.

O gol de Digão contra o Bota encerrou um incômodo jejum do time, que só tinha comemorado gols feitos por jogadores adversários desde que Pedro deixou o time por lesão.

Contra São Paulo e Cruzeiro, a torcida só festejou por conta de gols marcados por seus adversários. No empate por 0 a 0 contra o Vitória, os tricolores deixaram o Maracanã sem razão para festa.

O Botafogo fez um péssimo primeiro tempo e isso ficou evidente com o simples fato de que o primeiro chute a gol do time ocorreu apenas aos 42min. Rodrigo Lindoso chegou a frente e pegou firme na bola, que tinha endereço. Julio César fez boa defesa e mandou para escanteio.

No lance seguinte, o goleiro do Fluminense voltou a entrar em ação. E foi fundamental ao operar um milagre em cabeceada de Kieza. O atacante do Botafogo apareceu livre na área e mandou para o gol. No reflexo, o camisa 1 botou evitou que a bola entrasse.

Com a vantagem no placar, o Fluminense deu espaço para o Botafogo para apostar nos contra-ataques. O alvinegro mesmo assim pouco chegava ao gol adversário e ainda permitia que o tricolor oferecesse muito perigo à meta de Saulo.

No fim do segundo tempo, o Botafogo teve a grande chance para empatar o jogo. Erik cruzou e viu a bola bater na mão de Ayrton Lucas. Na cobrança, Lindoso bateu mal e viu Rodolfo defender. No rebote, Erik ainda chutou por cima. Erros que decretaram a derrota do alvinegro.

O técnico Marcelo Oliveira tem uma rara semana livre para ajustar os problemas de seu time. Sem compromissos no meio de semana, o tricolor, com 31 pontos na 8ª posição, só volta a campo no próximo domingo, quando encara o Atlético-PR, às 16h, na Arena da Baixada.

O Botafogo, que tem 26 pontos e pode terminar a rodada como último time fora da zona de rebaixamento, recebe o América-MG, no domingo, no Engenhão.

FLUMINENSE

Júlio César (Rodolfo); Léo, Gum, Digão e Ayrton Lucas; Richard, Dodi e Jadson; Luciano (Marcos Júnior), Everaldo (Matheus Alessandro) e Kayke. T.: Marcelo Oliveira

BOTAFOGO

Saulo; Marcinho (Luís Ricardo), Igor Rabello, Marcelo e Moisés; Matheus Fernandes (Rodrigo Pimpão), Rodrigo Lindoso, Gustavo Bochecha e Luiz Fernando (Brenner); Erik e Kieza. T.: Zé RicardoEstádio: Maracanã, no Rio

Juiz: Leandro Pedro Vuaden (RS)

Cartões amarelo: Marcelo, Moisés, Erik e Marcinho (B) Luciano, Ayrton Lucas e Digão (F)

Gols: Digão, aos 10min do 1º tempo

Continue lendo

esporte

Atlético-AC x Vasco: tudo que você precisa saber sobre o 1º jogo das oitavas da Copa do Brasil Sub-17

Publicado

em

Por G1 Acre

A briga por um lugar nas quartas de final da Copa do Brasil Sub-17 começa nesta quinta-feira (15), para Atlético-AC e Vasco. As duas equipes entram em campo a partir das 21h (de Brasília), na Arena da Floresta, em Rio Branco, capital acreana, no jogo de ida das oitavas de final.

Os donos da casa chegam às oitavas após eliminarem o Verê-PR na primeira fase com uma vitória por 2 a 0 no Acre, no dia 4 deste mês. O Vasco eliminou o São Luís-MA ao vencer por 3 a 0, no dia 3 de agosto.

Diferente da primeira fase, disputada em jogo único, nas oitavas de final da Copa do Brasil Sub-17 os classificados são definidos em jogos de ida e volta. A segunda partida será na quarta-feira (21), às 15h (de Brasília), em São Januário, no Rio de Janeiro (RJ).

Atlético-AC – Técnicos: Ailton Oliveira e Gessé Araújo

Os donos da casa têm dois desfalques por suspensão para a partida. O zagueiro Línneky e o atacante Guilherme, expulsos na primeira fase, não ficam à disposição. Em contrapartida, zagueiro Frank, o volante Keves, o meia Robertinho e o atacante Coreia podem ser novidades para o jogo. O 11 inicial deve ser formado por: Rikelmo, Riquelme, Gustavo, Frank (João Gustavo), Vitor, Belô, Mael, Thalis, Coreia, Igor Baiano e Marlon.

Vasco – Técnico Celso Martins

Se repetir a escalação que entrou em campo pela Taça Rio no último sábado (10) e venceu o Itaboraí por 3 a 1, o Gigante da Colina deve iniciar a partida com: Cadu, Breno, Yuri, Julião e Emerson; Rodrigo, Vitinho, Marlon Gomes e Arthur; Juan e Marcos Paulo.

 — Foto: Foto: infoesporte — Foto: Foto: infoesporte

— Foto: Foto: infoesporte

A equipe de arbitragem é toda do Acre. Fábio Santos de Santana será o árbitro principal do confronto. Fábio Nascimento da Silva e Roseane Amorim da Silva estão escalados como auxiliares. Julian Negreiros de Castro e Antonio Neuriclaudio do Rêgo Costa vão atuar como quarto árbitro e analista de campo, respectivamente.

Ingressos

Os ingressos para a partida estão à disposição para compra antecipada pelos preços de R$ 20 e R$ 10 (meia), cada, nas lojas do Arasuper da Isaura Parente, Aviário e Conjunto Tangará, em Rio Branco, às meio-dia. Após esse horário, os bilhetes só serão encontrados nas bilheterias da Arena da Floresta, a partir de duas horas do início do jogo.

Transmissão

O GloboEsporte.com transmite o confronto em Tempo Real – lance a lance –, a partir das 20h45 (de Brasília)

Continue lendo

esporte

Ypiranga x Atlético-AC: tudo o que você precisa saber sobre o jogo de ida das oitavas da Copa Verde

Publicado

em

Por G1 Acre

Nesta terça-feira (12) Ypiranga e Atlético Acreano se enfrentam pelo jogo de ida das Oitavas de final da Copa Verde. A partida acontecerá às 20h, no Estádio Olímpico Zerão, em Macapá.

As duas equipes passam por momentos distintos nesta reta final de temporada. Enquanto o Ypiranga está classificado para as semifinais do Campeonato Amapaense, o Atético-AC foi rebaixado da Série C e agora só tem a Copa Verde para disputar.

 — Foto: Infografia — Foto: Infografia

— Foto: Infografia

Ypiranga – técnico: Jason Rodrigues

Mesmo com o jogo importante das semifinais do Amapazão no fim de semana, o técnico Jason Rodrigues não vai poupar ninguém. O treinador tem apenas uma dúvida com relação ao meio-campo. Quem será o camisa 10? Dede o início da temporada, Kairo assumiu a armação do negro-anil, mas no último jogo foi Kaka que tomou a vaga de titular. Já o restante do time será o mesmo que vem atuando na Copa Verde e no estadual.

Provável escalação do Ypiranga — Foto: arte/GEProvável escalação do Ypiranga — Foto: arte/GE

Provável escalação do Ypiranga — Foto: arte/GE

Quem está fora: Greick, lesionado.

Atlético-AC – técnico: Álvaro Miguéis

Já rebaixado da Série C do Campeonato Brasileiro, o Atlético-AC foca as atenções para a Copa Verde, que pode “salvar o ano” do Galo Carijó. O clube acreano está em Macapá desde domingo (11) e também não terá mudanças com relação a equipe que vem atuando nos últimos jogos.

Provável escalação do Atlético-AC — Foto: arte/GEProvável escalação do Atlético-AC — Foto: arte/GE

Provável escalação do Atlético-AC — Foto: arte/GE

Quem está fora: ninguém.

Continue lendo

esporte

Atlético-AC é 1º clube rebaixado no futebol nacional em 2019; Acre terá 3 times na Série D em 2020

Publicado

em

Por G1 Acre

Galo Carijó não tem mais chances de permanecer na Série C após goleada sofrida para o Paysandu e se junta a Rio Branco-AC e Galvez na 4ª divisão da próxima temporada

Com uma campanha de apenas uma vitória em 16 partidas no Campeonato Brasileiro da Série C, o Atlético-AC teve no último sábado (10), o rebaixamento decretado para a Série D nacional. O clube acreano somou apenas oito pontos e tem grandes possibilidades de terminar a competição na última posição, lugar que ocupa atualmente. Restam dois jogos para o fim da primeira fase.

Goleado pelo Paysandu por 4 a 0, no estádio Mangueirão, em Belém (PA), o Galo Carijó é o primeiro clube rebaixado dentre as três principais divisões do futebol brasileiro nesta temporada. O time celeste tem uma campanha de uma vitória, cinco empates e 10 derrotas na Série C. É o pior ataque da competição: sete gols marcados. E a pior defesa: 32 gols sofridos.

A queda faz o clube do Segundo Distrito de Rio Branco, capital do Acre, se juntar a Rio Branco-AC e Galvez como representantes do futebol acreano na Série D 2020. Estrelão e Imperador asseguraram as vagas pelo desempenho no Campeonato Acreano desta temporada. O Galvez foi o vice-campeão e o Rio Branco-AC ficou em terceiro lugar, se classificando para a quarta divisão porque o Atlético-AC, atual campeão estadual, estava disputando a Série C.

+ Rebaixado para a Série D, Atlético-AC segue direto para o Amapá para estreia na Copa Verde

O Atlético-AC volta a campo na Série C no sábado (17), contra o Tombense, em Tombos (MG), às 16h (de Brasília), pela 17ª rodada do grupo B. Antes disso, o Galo Carijó estreia na Copa Verde. A equipe enfrenta o Ypiranga-AP, nesta terça-feira (13), às 20h (de Brasília), no estádio Zerão, em Macapá (AP), no jogo de ida das oitavas de final. A partida de volta será na quarta-feira (21), no estádio Florestão, em Rio Branco.

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.