Connect with us

polícia

Gás lacrimogênio foi lançado acidentalmente por militar durante desfile cívico em Rio Branco

Publicado

em

O comando da Polícia Militar do Acre (PM-AC) informou que o gás lacrimogênio que causou correria e tumulto durante o desfile cívico, nesta sexta-feira (7), foi lançado acidentalmente por um policial da corporação. Várias crianças e adultos que assistiam o desfile passaram mal ao serem atingidas com o gás.

O evento correu na Avenida Getúlio Vargas, no Centro da capital acreana, em comemoração a Independência do Brasil. Imagens aéreas capturadas pela equipe da Rede Amazônica Acre mostram o momento em que um homem passa um material para outro, que sai espalhando o gás entre as crianças que desfilavam. Depois ele sai correndo do local. Em seguida, começa um tumulto e correria entre as pessoas.

“Foi um incidente que aconteceu, a Polícia Militar sai para salvar vidas, não para causar transtornos e nem trazer nenhum tipo de tumulto. A Polícia Militar, Governo do Estado e Sistema de Segurança Pública pedem desculpas aos pais e alunos que passaram por esse incômodo, mas, infelizmente, incidentes acontecem. Quem nunca errou que atire a primeira pedra”, argumentou o coronel Marcos Kinpara.

O comandante explicou que houve uma troca no momento de selecionar os dispositivos. O que deveria ser usado era o sinalizador, que tem uma fumaça colorida, mas o policial acabou soltando uma granada de gás lacrimogênio no local.

“Elas são muito parecidas, o policial que fez a seleção e o que estava fazendo o acionamento dos dispositivos são altamente preparados, têm curso na área. Foi um equívoco e de imediato que soubemos o policial foi identificado, inclusive, ele se machucou, porque tentou segurar a granada com a mão e teve queimaduras de segundo grau. Ele recebeu antedimento, estava com os filhos lá também”, falou.

Ainda segundo Kinpara, o policial que lançou a granada recebeu o material de outro PM, responsável pela seleção. O comandante ressaltou que a corporação lamenta o ocorrido e que a Corregedoria apura a situação.

“Na hora que o gás foi acionado e ele percebeu tentou sair e segurar para que o gás não saísse, mas a granada é quente, de metal, e machucou as mãos no intuito de causar menos impacto. Os policiais estão extremamente tristes com o evento porque ninguém quer um desfecho desses, mas aconteceu e não teve nenhum tipo de ataque”, complementou.

O coronel ressaltou ainda que todos os policiais são treinados no manuseio do material. Ele prometeu ainda um novo evento para que o colégio militar possa desfilar novamente.

“Acontecem falham em todos os locais, infelizmente foi hoje e felizmente não teve ferimentos graves. Já estamos preparados para trazer o colégio militar para desfilar novamente porque alguns já pediram e eu vou fazer um evento para que esses alunos desfilem”, confirmou.

Fonte: G1-Acre

Continue lendo

polícia

Jovem é preso com pacotes de maconha e cocaína em táxi em Sena Madureira

Publicado

em

Por Alto Acre

Foi encontrado na bolsa que dele quatro tabletes de maconha e três pacotes de cocaína.

A Polícia Militar, por meio do 8° BPM, CPO II apreendeu uma considerável quantidade de entorpecente nas proximidades do Cristo Libertador, em Sena Madureira.

Na ocasião, os militares em patrulhamento de rotina abordaram Jorge Luiz Bismark dos Santos, 23 anos, que vinha no táxi em atitude que  suspeita.

Foi encontrado na bolsa que dele quatro tabletes de maconha e três pacotes de cocaína, pesando, ao todo, 1,778 kg.

Por isso, o autor e o ilícito foram entreguem à delegacia de Polícia Civil de Sena Madureira para os procedimentos cabíveis.

Continue lendo

polícia

Jovem sai para caçar com amigos e é achado morto quatro dias depois em rio no interior do AC

Publicado

em

Por G1 Acre

Suspeita é que ele tenha morrido com tiro acidental de armadilha que montou. Corpo foi achado flutuando em rio.

Jardesson da Silva Maia saiu de casa no último sábado (11) para caçar com amigos em uma comunidade do município de Rodrigues Alves, no interior do estado.

No último domingo (12), Maia deixou um acampamento onde estava com o grupo para resgatar uma espingarda que tinha instalado como armadilha para animais na floresta e não retornou.

No dia seguinte ao desaparecimento do jovem, os amigos ainda encontraram a arma, a roupa dele e alguns utensílios, mas não conseguiram localizá-lo.

A família acionou o Corpo Bombeiros, que se prepara para ir ao local com apoio de homens da PM, por se tratar de uma região no limite da fronteira, onde há a ação de traficantes brasileiros e peruanos.

Orientados pelo Corpo de Bombeiros, familiares voltaram à comunidade para fazer buscas superficiais no igarapé Branco, afluente do rio Paraná do Mouras, onde ele teria desaparecido e nesta quinta-feira (16) e conseguiram encontrar o corpo flutuando.

De acordo com o comando do Corpo de Bombeiros, a suspeita é que Maia tenha sido vítima de um disparo acidental da sua própria espingarda. Com a enchente do igarapé, o dispositivo que acionava a armadilha foi coberto pela água e ele teria mergulhado para tentar desativar.

Continue lendo

polícia

Caçamba carregada de madeira atropela e mata mulher de 19 anos na BR 364

Publicado

em

Kennedy Leandro, da Redação Ecos da Notícia

A BR 364 foi palco de três mortes por acidente de trânsito somente na noite desta sexta-feira (19), em dois acidentes.

Na altura do km 01 da BR 364, a jovem Larissa da Silva Trindade, de 19 anos foi atropelada e morta por uma caçamba que transportava pranchas de madeira, na rotatória do Posto Correntão.

De acordo com informações, a jovem trafegava em uma bicicleta, e na rotatória entre a BR 364 e a Rodovia AC 40, a caçamba bateu na ciclista e passou por cima.

Gravemente ferida, a vítima foi socorrida por uma equipe de suporte avançado do Serviço de Atendimento Móvel – SAMU, mas a caminho do Pronto Socorro, não resistiu a gravidade dos ferimentos e morreu dentro da ambulância. O corpo da jovem foi levado para a sede do Instituto Médico Legal – IML.

Motorista tenta fugir, mas é preso pela polícia

De acordo com informações, o motorista da caçamba identificado pelo nome de Gilson da Silva Barbosa não teria parado a caçamba após o acidente e tentou se evadir, sendo perseguido pela Polícia de trânsito e interceptado na Via Verde, em frente a Unidade de Pronto Atendimento – UPA do 2° Distrito.

De acordo com a polícia, o motorista estaria com a carteira Nacional de Habilitação – CNH vencida desde o ano de 2015.

O motorista foi preso e encaminhado a Delegacia de Flagrantes – DEFLA.

 

Continue lendo

Veja também

Mais lidas

Portal de notícias do Acre | Diretor e Redator - Lenilda Cavalcante FENAJ 084 | Copyright © 2006-2018 ECOS DA NOTÍCIA - Todos os direitos reservados.