Em Rio Branco, vereador diz que prefere votar num cachorro do que no PT

O vereador de Rio Branco, Emerson Jarude (Sem Partido), provocou gargalhadas nas galerias da Câmara Municipal nesta terça-feira (4), ao dizer que preferia votar num cachorro do que no Partido dos Trabalhadores (PT).

A frase ocorreu em respostas às críticas do vereador Rodrigo Forneck (PT) que teria citado Jarude como um dos eleitores de Bolsonaro. “Meu voto é no João Amoêdo. Mas, não descarto votar no Bolsonaro se houver segundo turno. Entre PT e Bolsonaro, fico com o Bolsonaro. Se for um cachorro disputar com o PT, eu voto no cachorro”, disparou e justificou; “PT acabou com o nosso país”.

Sobre a postura e o episódio envolvendo o presidenciável Jair Bolsonaro em sua passagem pelo Acre ao incitar possível apologia à violência, o vereador sem partido disse que “nunca foi favorável a nenhum tipo de violência”. Ele também disse que o PT costuma usar sempre de dois pesos e duas medidas em pautas polêmicas.

“Eu vi vídeos de Boulos invadindo, com violência, terras de fazendeiros. Não vi Rodrigo Forneck repudiando isso. Eu vi o senador Jorge Viana incentivar Lula a desacatar o Juiz Sérgio Moro, mas não vi Rodrigo Forneck para falar alguma coisa. Eu vi o Ciro Gomes dizer que receberia o Juiz Sérgio Moro na bala, e não vi Rodrigo Forneck fazer críticas sobre isso. Então não venha com mimimi. São dois pesos, duas medidas”, rebateu e finalizou sua participação “Vamos acabar com o vitimismo que o PT gosta de fazer. Mais que na prática, faz outra coisa bem diferente”. Com informações da Folhadoacre.

Você pode gostar

Mais Notícias
Ver Mais