Rio Branco,

aaa

Justiça do Acre inocenta 5 denunciados no caso G7 e governador exige pedido de desculpas

da redação ecos da notícia
- Publicidade-

A Justiça Federal no Acre rejeitou a denúncia do Ministério Público Federal (MPF) contra cinco servidores de empreiteiras e gestores do Programa Ruas do Povo no caso G7.

A operação da Polícia Federal prendeu 15 pessoas, entre secretários de Estado e donos empresas de construção civil, em maio de 2013, sob a acusação de diversos crimes.

A decisão da Justiça encerra mais um processo da G7 em que estavam arrolados Delcimar Bezerra de Souza, Acrinaldo Pereira Pontes, João Dimas Martins, Nayara de Araújo Pontes e Marcus Luiz Pereira.

Em seu Twitter, o governador Tião Viana (PT) que teve um sobrinho preso na operação, se manifestou sobre um dos últimos processos encerrados da G7 pela Justiça.

“Quantos que covardemente atiraram as pedras sujas da acusação fácil, irão pedir desculpas agora, senão a nós, pelo menos a Deus? Que nada! Estarão com o olhar baixo, covardemente à espreita, para mais ataques de injúria, calúnia e difamação a pessoas que trabalham com respeito.”

Com informações do Ac24horas

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS