Rio Branco,

Estudantes do Taquari: polícia diz ter prendido envolvidos, mas não divulga nomes nem fotos

Por marcos dione, do ecos da notícia

Amanda,Isabelle e Vitor (Fotos: Arquivo da Família)

Publicidade

A Polícia Civil do Acre afirmou nesta segunda-feira (27) já ter prendido dois envolvidos na morte dos três estudantes do Taquari, que desapareceram na última noite da Expoacre e dias depois foram encontrados mortos.

As imagens e a identificação dos presos não foi divulgada. O delegado responsável pelo caso, Cristiano Bastos, disse que as duas pessoas foram presas dias antes de serem encontrados os restos mortais de Amanda Gomes.

“Eles foram presos já por outros crimes dias antes de encontrarem o corpo de uma adolescente que provavelmente trata-se de Amanda Gomes”, declarou o delegado durante coletiva de imprensa.

Flávio Portela, secretário de Polícia Civil, disse que por enquanto a linha de investigação não pode ser divulgada já que ainda está em processo de coleta de informações. A coletiva, segundo ele, foi para das satisfação.

“Estamos aqui mais para dar uma satisfação para o caso desses três jovens assassinados. Nós não podemos antecipar detalhes, mas, podemos informar que dois já foram presos suspeitos de participarem nesses crimes”, disse.

O CASO

No dia 5 de agosto, Vitor Vieira, 18 anos, Amanda Gomes, 14 anos, e Isabelle Lima, 13 anos, foram juntos ao encerramento da Expoacre, desde então não foram mais vistos.

Dois dias depois do desaparecimento o rapaz foi encontrado morto com as mãos amarras dentro do poço. Na quinta (9), Issabelle foi encontrada morta na Chácara Santa Brunana mesma região.

Amanda foi a última a ser encontrada. A ossada da adolescente estava numa área de mata da Fazenda Monte Mário, que fica a cerca de 600 metros de onde os corpos de Vitor e Isabelle foram encontrados.


Publicidade




ÚLTIMAS

spot_imgspot_imgspot_imgspot_img
Publicidade