Rio Branco,

aaa

Em sabatina no ac24horas, Gladson garante mudança com competência para o Acre

da redação ecos da notícia
- Publicidade-

Foto: Assessoria GC

O candidato a governador do Acre pela coligação Mudança e Competência, Gladson Cameli, foi entrevistado pelo site AC24 horas nesta sexta (24). Durante a sabatina, ele respondeu por cerca de uma hora e meia questões sobre o seu plano de governo, saúde, segurança, educação e economia.

E entrevista foi conduzida pelos jornalistas Luís Carlos Moreira Jorge, Nelson Liano Júnior, Fábio Pontes e Marcos Vinicíus. batendo recorde de audiência do site.

Gladson Cameli iniciou a entrevista falando sobre segurança pública. Questionado como irá fazer para reduzir a violência, Gladson afirmou que pretende investir na estruturação das polícias e vai contar com a experiência do candidato a vice-governador, Major Rocha.

“Queremos reequipar as polícias. Hoje, o policial não tem fardamento. Isso é um absurdo! Não tem armamento. As viaturas que temos atualmente foram enviadas pelo governo federal. Não tem a mínima condição de trabalho. As delegacias estão fechando as 14h. Isso não vamos permitir. Temos que ter gestão, determinação e pulso forte”, declarou Gladson anunciando que, caso eleito, haverá um choque de gestão nos primeiros seis meses para fazer os ajustes no estado.

Gladson disse não admitir que o Poder Executivo gaste mais com mídia do que com ações voltadas a segurança pública. Na ocasião, ele ainda se comprometeu equiparar os salários dos policiais militares e dos policiais civis. Indagado sobre a saúde pública, o candidato declarou ser necessária a reestruturação do setor, bem como falou da pretensão de trabalhar com plantas medicinais e fitoterápicos.

“Para isso, nós vamos fazer parceria com a Universidade Federal do Acre (UFAC) para explorarmos o que temos de melhor. Nós temos uma floresta maravilhosa. Não precisa desmatar. Basta respeitar o novo Código Florestal. Temos que acabar com a burocracia”, assegurou Gladson acrescentando que o estado deve criar oportunidades para atrair novas empresas.

Segundo Cameli, alguns países têm interesse em investir Acre. “Isso tem que sair do papel e virar prática”, afirmou Gladson já explicando uma das formas de gerar novos postos de trabalho e renda ao povo.

A entrevista também abordou as propostas para área de educação, entre as quais estão a recuperação de escolas, principalmente as da zona rural, a construção de sete escolas do modelo de tempo integral e a implantação do Programa Universidade Aberta.

“Vou atrás de recursos no governo federal para iniciar essas obras. Vou bater nos ministérios para resolver essa situação. Mas, o estado tem dinheiro para construir essas escolas. Vou pegar toda a estrutura que está aí e organizar. Vou colocar pra funcionar. Precisamos corrigir esses erro, entre eles os índices educacionais”, comentou Gladson, além de revelar que pretende celebrar um convênio entre o Poder Executivo e a Universidade Federal do Acre (UFAC) para ampliar o número de vagas e dar condições de estudo para os jovens acreanos.

Outro tópico discutido foi referente a economia. O candidato ao cargo de governador afirmou que é preciso dar condições a quem quer investir. Ele adiantou que um dos carros chefes do seu governo será o agronegócio. “Não precisamos desmatar. Temos que ter responsabilidade e consciência. A economia do estado precisa reagir. Precisamos garantir a recuperação dos ramais para garantir o escoamento dos produtos, por exemplo”, disse ao falar da abertura de novas oportunidades.

Sobre enxugar a máquina, Gladson pretende diminuir a quantidade de secretarias por meio de reforma administrativa, bem como reduzir o número de cargos comissionados. “O Estado já está quebrado e eu vou consertar. Não tem mais o que quebrar. Quem vai recuperar o estado sou eu. Com determinação e a nossa equipe vamos dar resultado a partir do segundo semestre de 2019. Vamos acabar com os cargos dos marajás que não contribuem em nada com o nosso estado, bem como vamos realizar concursos públicos”, explicou Gladson.

Após a sabatina, Gladson Cameli e Major Rocha encerraram a agenda desta sexta-feira (24) no bairro 15, no Segundo Distrito, com o lançamento da candidatura de Vanda Milane (Solidariedade) a deputada federal pela coligação Mudança e Competência. (Assessoria)

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS