Rio Branco,

aaa

Historiadora revela inoperância do MP e critica contradição de Ulysses Araújo

Reflexões de Fátima Almeida
- Publicidade-

Professora Fátima Almeida/Foto: Redes Sociais

Sem atuação

Não existe Ministério Público no Acre, ex-prefeito desta capital mandou fazer uma quadra com grama sintética numa área apertada, rente a uma curva perigosa, entre o bairro Quinze e a Cidade Nova, que o rio alaga todo fevereiro e março, e o MP não faz nada? Nem prá fazer de conta, acontecer na mídia, fazer blá blá, blá? Todo mundo sabe que este tipo de embargo ao chegar no TJ morre na gaveta, como ocorreu com a construção da cidade do povo, mas pelo menos poderia dizer algo.

Crime eleitoral

A Lei deve obrigar candidato do PT ao governo, Marcos Vianna, a replantar as árvores centenárias que mandou serrar na curva do Quinze. É crime eleitoral porque mandou construir quadra de grama sintética para moradores do entorno que é área de risco. Deixou as árvores em volta que vão, claro, lançar galhos secos e folhas na grama sintética, sem contar o alagamento nas cheias do rio. Temos: crime ambiental, agressão à memória social, crime eleitoral e falsidade ideológica pois a área não é adequada à obra .Dá pra ver como funciona a cabeça dele….

Contradição

Liberal na economia e conservador nos costumes, é o lema de campanha do Cel Ulysses, militar, candidato a governador do Acre. Já falei para dois amigos do grupo que isso não combina. O liberalismo é totalizante, a livre concorrência abrange tudo. Um exemplo: o mundo gay mobiliza bilhões no mundo inteiro, turismo, casas noturnas, filmes, publicações, condomínios fechados, cruzeiros, espetáculos. desde os milionários aos mais pobres. O capital investe sempre que vê possibilidade de lucro. Tanto que forjou o Estado laico, no Ocidente.

Tudo é capitalizável. Fizeram isso com o modelo hippie, se apropriaram, fizeram roupas, calçados e acessórios estilizados, tanto que os hippies de onde perderam sua identidade, não têm mais a antiga aparência, são confundidos com sem tetos..E a Parada Gay, iriam proibir? Ela mobiliza o turismo, o comércio com a venda de água, refri, cerveja, acessórios, tecidos, etc..ou seja, o liberalismo garante a igualdade de todos perante a Lei e essa é a sua essência. Portanto, é uma contradição. Espero que não estejam também, como o candidato do PT no colo de pastor poderoso. Aí, não dá.

Fátima Almeida é historiadora e professora aposentada

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS