Rio Branco,

aaa

Sem conseguir emprego na área, tecnólogo em rede de computador vira ‘neto de aluguel’ no Acre

Por Iryá Rodrigues, G1 AC, Rio Branco

Kalid Araújo acompanha idosos em tarefas diárias, como consultas, idas a supermercado e shopping, por exemplo. A ideia surgiu porque o jovem não conseguia emprego na área de formação.

- Publicidade-

Atenção, carinho e paciência se tornaram grandes aliados do tecnólogo em rede de computadores Kalid Araújo. Ele ficou desempregado e precisou usar da criatividade para se colocar no mercado de trabalho e resolveu virar ‘neto de aluguel’, acompanhando e auxiliando idosos em Rio Branco quando a própria família não tem tempo para fazer.

Aos 27 anos, o jovem conta que a dificuldade em conseguir um emprego na sua área de formação foi o pontapé para pensar em uma atividade inovadora.

Ele diz que começou a analisar que idosos geralmente acabam saindo sozinhos porque os familiares não têm tempo de acompanhá-los e viu que esse poderia ser seu público-alvo.

“Passei a observar alguns idosos, inclusive minhas avós, e vi que os familiares, às vezes, não têm tempo de atender as necessidades deles, como levar à fisioterapia, hidroginástica, ao médico, supermercados e bancos. Daí, eles acabam saindo sozinhos de táxi. Então, a ideia do neto de aluguel veio para facilitar a vida dessas pessoas que não têm tanto tempo”, conta Araújo.

O jovem diz que o projeto está bem no início e que o maior desafio é conquistar a confiança dos idosos para contratar esse tipo de serviço, que ainda é novo no estado.

“É um paradigma muito difícil de ser quebrado, porque preciso que as pessoas tenham confiança em mim e no serviço que eu presto. É um serviço todo pensado no idoso. Depois de marcar o horário e o dia, pego o idoso no local, levo até onde ele precisa e ainda acompanho no que for fazer”, explica o jovem.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS