Rio Branco,

aaa

Julgamento de cassação do prefeito de Cruzeiro do Sul é suspenso após pedido de vista

Por Iryá Rodrigues, G1 AC, Cruzeiro do Sul

Ilderlei Cordeiro é acusado de abuso de poder econômico, segundo o TRE. Para prefeito ser cassado são necessários ao menos 4 votos dos 7 membros da corte eleitoral.

- Publicidade-

A Justiça Eleitoral do Acre suspendeu a votação do pedido de cassação do prefeito de Cruzeiro do Sul, Ilderlei Cordeiro, do PMDB, nesta terça-feira (5). A audiência foi inciada na tarde desta terça, mas após a juíza Carolynne Macêdo pedir vista do processo, foi suspensa.

O Tribunal Regional Eleitoral do Acre (TRE-AC) informou que o prefeito é acusado de abuso de poder econômico. Para Cordeiro ser cassado são necessários ao menos quatro votos dos sete membros da corte eleitoral.

O controlador-geral do município, Tárcito Batista, informou que o caso já foi julgado a favor de Cordeiro em primeira instância e o MP-AC entrou com recurso na Justiça eleitoral. Segundo ele, o prefeito está “tranquilo” com as acusações.

“Estamos tranquilos, confiamos na Justiça. Já houve casos similares, e a Justiça Eleitoral tem um posicionamento de que gravações feitas em locais fechados, não são passíveis de provas. Ainda cabe recurso, acredito que qualquer das partes que ganhe, a outra deve recorrer”, disse Batista.

Em outubro de 2016, o Ministério Público do Acre (MP-AC), em Cruzeiro do Sul, por meio do promotor eleitoral Leonardo Honorato, pediu a condenação do prefeito, do vice Zequinha Lima, do vereador Romário Tavares e do ex-prefeito Vagner Sales.

Todos eles eram acusados de corrupção eleitoral pela tentativa de compra de votos e desistência da candidatura do candidato a vereador Clebisson Silva Freire, do PSDB.

Conforme o TRE-AC, o relator do processo, juiz Marcelo Badaró, votou pela condenação do prefeito e vice-prefeito, assim como a juíza Olívia Ribeiro. A juíza Carolynne vai analisar o processo e o julgamento deve ser remarcado.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS