Rio Branco,

aaa

Criminoso que atropelou e matou bebê de 3 meses não responderá por homicídio, diz polícia

Marcos Dione, para o Ecos da Notícia
- Publicidade-

O ex-presidiário José Adson da Silva Leite, 26 anos, que atropelou e matou uma bebê de apenas três meses na segunda (18) no bairro Apolônio Sales, em Rio Branco, após ser ameaçado de morte resolveu se entregar na Delegacia de Polícia Civil da 5ª Regional no final da manhã desta quarta-feira (20).

Em coletiva de imprensa, o delegado Pedro Paulo Busolin informou que o homem já possui pelo menos 10 passagens pela Justiça, a maioria delas por roubo e agressão à própria companheira. “É uma pessoa que já tem diversas passagens, pelos mais diversos crimes, como roubo e Maria da Penha”, disse.

O delegado também disse que após ser flagranteado, José deve passar por uma audiência de custódia, onde será decidido por um juiz se ele retorna ao presídio ou se responderá pela morte da pequena Anna Rachel em liberdade.

“Ele vai responder por ter causado a morte, na condução de um veículo automotor, durante prática de racha. É um crime doloso, não de homicídio doloso,  mas tem uma pena de 5 há 10 anos de prisão. Ainda não fizemos a consulta, mas se ele estiver em condicional deve perder o benefício e retornar ao presídio”, concluiu.

Saiba mais sobre o caso: Motociclista atropela e mata bebê de 3 meses durante racha

O que diz a defesa:

O advogado Julio Cavalcante Fortes, que foi contratado para defender José Adson, disse que o cliente alega que não participava de racha, e que o acidente foi provocado por um buraco. De acordo com o advogado, com medo de ser agredido por populares, o homem ao perceber que tinha feito uma criança como vítima achou melhor sair do local.

“Meu cliente alega que não estava fazendo racha e que o acidente aconteceu após bater em um buraco e perder o controle da motocicleta. Conversei com ele, e ele me disse que só viu a mãe a criança quando já estava em cima e não ficou, pois ao perceber que se tratava de uma criança e com medo de represália fugiu”, disse o advogado.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS