Rio Branco,

aaa

Após suposto atentado, Gladson Cameli condena falta de segurança nos aeroportos do interior do Acre

Por Luciano Tavares, da redação ac24horas
- Publicidade-

A história do suposto atentado em Tarauacá, no sábado, 02, ao avião que transportava o senador Gladson Cameli, pré-candidato do Progressistas ao governo do Estado do Acre, ganhou um novo capítulo nesta segunda-feira logo após a divulgação em grupos de WhatsApp de uma foto em que aparecem duas jovens e três rapazes, supostamente embriagados, sobre o avião. Um deles aparece com uma garrafa que seria de cerveja.

A aeronave, um bimotor Baron, foi utilizada pelo senador e assessores entre a quinta-feira e o sábado da semana passada em agendas pelo interior do Acre. Ocorre que na noite anterior ao embarque do senador para Rio Branco, os jovens que aparecem na foto teriam feito uma verdadeira algazarra sobre a fuselagem da aeronave.

Procurado, Cameli lamentou o ocorrido e disse que a falta de segurança resulta em atos de vandalismo como os retratados nas imagens. Ele lembrou que na esmagadora maioria dos aeródromos do Acre não há segurança, o que é preocupante para quem usa o transporte aéreo no interior.

“É uma questão de segurança para todos, seja minha, do governador ou de qualquer outra pessoa. Querem politizar a situação para mascarar a falta de segurança. E as coisas estão muito bem claras: falta segurança nas pistas de pouso”, afirmou.

“O aeroporto de Tarauacá não possui qualquer segurança. Não há sequer vigia noturno. No estacionamento do local há um conhecido bar na cidade e as pessoas embriagadas ou não podem facilmente invadir a pista para cometer atos de vandalismo”, conclui o senador.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS