20 outubro 2021 5:19 pm
30.3 C
Rio Branco
20 outubro 2021 5:19 pm

Suspeito de matar homem no interior do AC é preso em hospital após sofrer acidente em rodovia

Por Aline Nascimento, G1 AC, Rio Branco

Ardison Nascimento foi preso no final de semana no Huerb, onde estava internado após sofrer acidente na BR-317. Eliezer Lopes foi morto em outubro do ano passado, em Porto Acre.

- Publicidade-

Ardisson Barbosa do Nascimento, de 32 anos, foi preso quando estava internado no Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huebr) por homicídio. Segundo a Polícia Civil do Acre, ele era procurado pela morte de Eliezer Rodrigues Lopes, de 45 anos. O crime ocorreu em outubro do ano passado, na cidade de Porto Acre, interior do Acre.

Lopes foi baleado no pescoço. A polícia informou que o crime ocorreu após a vítima tentar defender os filhos, que eram agredidos por Nascimento e Francisco José da Silva. A confusão, segundo as investigações, iniciou por conta de dívidas de drogas.

A prisão de Nascimento ocorreu no final de semana, quando ele sofreu um acidente de motocicleta, mas só foi divulgada nesta terça-feira (22). Já Francisco da Silva foi preso pela Polícia Militar do Acre durante uma abordagem. A data da prisão não foi especificada.

Vítima chegou a ser encaminhada para o Huerb, em Rio Branco, mas não resistiu (Foto: Arquivo Pessoal)

Vítima chegou a ser encaminhada para o Huerb, em Rio Branco, mas não resistiu (Foto: Arquivo Pessoal)

“Recebemos informações de que ele havia sofrido um acidente de moto na BR-3617 e estava internado no Pronto-Socorro. Após alta médica, conduzimos ele para cá para dar cumprimento ao mandado de prisão que havia sido expedido em desfavor dele. O Francisco foi preso anteriormente pela PM na Vila Caquetá”, explicou o delegado Pedro Paulo Buzolin.

Ainda segundo o delegado, as investigações apontam que Silva é o autor do disparo que matou a vítima.

“Há comprovação de que a arma pertencia ao Ardisson, e os dois juntos cometeram esse homicídio. As investigações estão concluídas. No decorrer delas descobrimos que houve uma pequena participação do Alisson, uma pessoa que já foi presa temporariamente e depois de 30 dias foi posta em liberdade”, concluiu.

- Publicidade-
spot_imgspot_imgspot_imgspot_img

ÚLTIMAS NOTÍCIAS