Rio Branco,

aaa

Rio Branco registra quatro mortes violentas em 24 horas

Por Quésia Melo, G1 AC, Rio Branco

Uma das vítimas foi achada carbonizada e outras três foram mortas a tiros. Crimes ocorreram entre a manhã de segunda (30) e terça (1) na capital acreana.

- Publicidade-

Quatro mortes violentas foram registradas em 24 horas em Rio Branco, capital acreana. Dessas, três foram registradas somente na segunda-feira (30) e a quarta nesta terça (1). Uma das vítimas foi achada carbonizada dentro de um carro incendiado, as outras foram mortas a tiros.

O primeiro assassinato foi o de Antônio Diego de Melo, de 27 anos. Ele teve a casa invadida por bandidos que se passaram por policiais na madrugada de segunda (30) e foi morto com um tiro no pescoço. O crime ocorreu no bairro Santa Helena, região da Vila Acre, em Rio Branco.

Sobre esse caso, o delegado Cristiano Bastos, responsável pelas investigações, disse ao G1, na segunda (30), que as primeiras investigações apontam que Melo já tinha sofrido outras tentativas de homicídio e que o crime estaria ligado a guerra entre facções criminosas. A família nega o envolvimento de Melo com crimes.

Ainda na segunda, o corpo de Arthur da Silva Melo, de 26 anos, foi achado carbonizado dentro de um carro na Estrada do Quixadá. A polícia foi informada pela família que Melo trabalhava como motorista na empresa Uber.

O delegado Cristiano Bastos disse que o jovem não tinha envolvimento com crime e pediu que exames para ajudar na identificação do corpo. A polícia também não sabe se algum pertence da vítima foi levado.

Já Rivaldo de Oliveira Melo Júnior, de 28 anos, foi morto a tiros na tarde de segunda (30), em um residencial na Estrada Jarbas Passarinho, em Rio Branco. Na ação, um menor de 15 anos ficou ferido e foi encaminhado para o hospital.

A reportagem não conseguiu contato com a Polícia Civil, nesta terça (1), para saber o andamento das investigações desse caso. Ao G1, a mãe de Júnior, a dona de casa Ana Maria Oliveira, de 49 anos, disse que o filho não tinha passagem por furto, roubo e não sabe se tinha dívidas. Ela afirma que não sabe qual seria a motivação dos criminosos.

A violência continuou na manhã desta terça (1) quando o padeiro Edmilson Dias dos Santos, de 41 anos, foi morto com três tiros após entregar pães em um lanche. O crime ocorreu no bairro Vila Acre, em Rio Branco.

Santos teria parado para tomar um café onde fez a entrega quando uma dupla armada chegou e efetuou os disparos. A vítima morreu no local. Abalada, a família não quis comentar o caso. O G1 não conseguiu contato com o delegado responsável para falar sobre as investigações.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS