Rio Branco,

aaa

No Acre, acusado de matar homem a tiros após discussão é condenado a 16 anos

Por G1 AC, Rio Branco

Acusado afirmou que agiu por ‘vingança’, segundo o TJ-AC. Vítima estava sentada na calçada quando foi surpreendida com três disparos.

- Publicidade-

Um homem acusado de matar Aramis dos Santos Souza, de 55 anos, em setembro de 2014 no bairro Seis de Agosto, na região do Segundo Distrito de Rio Branco, foi condenado a 16 anos e prisão em regime fechado.

O condenado foi identificado como João Carlos de Azevedo. A decisão, da 1ª Vara do Tribunal do Júri, ainda cabe recurso.

G1 tentou entrar em contato com o advogado de Azevedo, para saber se ele vai recorrer da decisão, mas até a publicação desta reportagem não obteve sucesso.

A condenação foi publicada na edição de quinta-feira (23) do Diário da Justiça. Conforme o Tribunal de Justiça do Acre (TJ-AC), a vítima morreu em via pública, após uma discussão com o acusado.

Azevedo foi denunciado pelo Ministério Público do Acre (MP-AC). No momento do crime, Souza estava sentado na calçada, quando foi abordado de surpresa pelo acusado que efetuou três disparos de arma de fogo.

Conforme a Justiça, testemunhas relataram que Azevedo parou no local onde a vítima estava e perguntou se Souza tinha alguma divergência com ele. O acusado saiu do local e, em seguida, retornou já com a arma de fogo e efetuou os disparos.

Azevedo fugiu do local após os disparos. De acordo com o TJ, os dois homens moravam na mesma rua e Souza costumava “mexer” com Azevedo. O acusado afirmou que comprou a arma por se sentir ameaçado e quando houve a discussão, acabou agindo “por vingança”.

A Justiça não concedeu o direito de Azevedo apelar em liberdade, já que ele cometeu um crime contra a vida e também, segundo o TJ, porque apresentou personalidade violenta.

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS