Rio Branco,

aaa

Justiça decreta prisão preventiva de policiais militares do AC e AM presos por ameaçar posseiros

Por Aline Nascimento, G1 AC, Rio Branco

Decisão é da Comarca de Porto Acre, interior do estado. Grupo foi apontado como responsável por ameaçar moradores de área de conflito de terras.

- Publicidade-

O sargento da Polícia Militar do Acre (PM-AC) e os quatro militares da cidade de Boca do Acre, no Amazonas, tiveram a prisão preventiva decretada. Os militares foram presosna quarta-feira (16) após denúncias à Polícia Civil sobre a atuação de um grupo armado que ameaçava moradores instalados em uma área de conflito de terras.

A prisão foi decretada pela Vara Criminal da Comarca de Porto Acre, interior do estado, na sexta-feira (18). Além dos militares, outros três suspeitos foram presos na ação. Foram apreendidas diversas armas de fogo, inclusive dos policiais, munições, rádios, celulares, facas e algemas. Os policiais estão instalados no Batalhão de Operações Especiais (Bope).

Na decisão, a juíza de direito Ivete Tabalipa ressaltou que os militares estavam de folga e usaram a armas da corporação para outras atribuições. Para a magistrada, os suspeitos podem voltar a praticar os delitos caso sejam postos em liberdade.

Um dia após a prisão do grupo, o delegado responsável pelo caso, Cleylton Videira, contou que as investigações mostram que os suspeitos foram contratados pelo dono das terras. O objetivo era assustar os moradores e incentivá-los a abandonar o local.

“Ele contratou esse grupo armado para colocar as pessoas para fora de lá. Existe um conflito, que é judicializado na esfera física. No entanto, agora avançou para a fase criminal de uma forma mais condutante e, tomando conhecimento desse fato, saímos em diligência. Apreendemos armas de fogo e conduzimos oito indivíduos para dar continuidade nas investigações”, contou Videira na quinta (17).

- Publicidade-

ÚLTIMAS NOTÍCIAS